ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Confiança de empresários recua

A confiança dos empresários do setor de serviços sinaliza que a queda do PIB da atividade deve continuar nos próximos trimestres, afirmou o economista Silvio Sales, consultor da FGV.

Rio - A confiança dos empresários do setor de serviços sinaliza que a queda do PIB da atividade deve continuar nos próximos trimestres, afirmou o economista Silvio Sales, consultor da FGV. Embora a redução das incertezas, principalmente no campo político, tenha levado a uma alta das expectativas, a percepção sobre a situação atual continua ruim e provocou o recuo de 1,6% no índice de confiança ante abril.
“Os sinais são de que essa trajetória de queda deva continuar”, disse Sales. Na sexta-feira, o IBGE anunciou que o PIB de serviços recuou 1,2% no primeiro trimestre em relação a igual período de 2014 - o pior resultado neste tipo de comparação desde o início da série, em 1996. O perigo, segundo Sales, reside na fraqueza do mercado de trabalho.
Diante do consumidor já cauteloso, a taxa de desemprego em alta e a queda na renda pode piorar a percepção das famílias e deprimir ainda mais a demanda, já encarada pelos empresários como insuficiente. “Esse é um círculo que pode realimentar trajetória de desaceleração da atividade”, disse Sales. “A demanda doméstica aumentará de forma mais clara só em 2016”, acrescentou (AE).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171