ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Haddad: é incoerente comércio cobrar pelas sacolinhas

O prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse que é “incoerente” os estabelecimentos comerciais cobrarem pelas sacolinhas plásticas. “Sempre puderam e nunca cobraram.

São Paulo - O prefeito de São Paulo Fernando Haddad disse que é “incoerente” os estabelecimentos comerciais cobrarem pelas sacolinhas plásticas. “Sempre puderam e nunca cobraram. Agora que você tem um projeto de sustentabilidade, vão passar a cobrar? Considero incoerente com a responsabilidade ecológica que todo empresário tem que ter”, afirmou. “O que eles fazem em termos de engenharia reversa para que as embalagens dos produtos vendidos sejam reaproveitados pela indústria?”

O prefeito fez um apelo aos empresários, pedindo colaboração para atingir a meta da Prefeitura, de 10% de coleta seletiva na cidade. Hoje, o porcentual de reciclagem é de 3%. “Se nós não pudermos contar com quem produz, com o comércio e com a chamada economia circular e engenharia reversa, que é o que nós estamos propondo, não vamos atingir a meta.”

Segundo Haddad, se não houver “esforço dos supermercados e da população em geral”, as duas centrais mecanizadas de triagem da cidade, onde é feita a coleta seletiva, correm o risco de ficar ociosas. O prefeito admitiu que, nestes primeiros meses de funcionamento, as centrais ainda estão subutilizadas. Segundo a Secretaria de Serviços, cerca de 32% das residências da capital ainda não dispõem de coleta seletiva (AE).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171