ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Ampliação do mercado de capitais e autonomia do BC

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, destacou, durante evento nos Estados Unidos, que uma de suas prioridades na instituição é ampliar e tornar mais democrático o mercado de capitais no país, com a participação de mais famílias e empresas.

A afirmação faz parte de apontamentos das apresentações que está fazendo nas reuniões de Primavera do FMI e do Banco Mundial, que vão até domingo (14), em Nova York e Washington.
Outro objetivo de Campos Neto à frente da instituição financeira é aprovar a autonomia legal do BC, o que, para ele, pode ajudar a reduzir o risco-país e a aumentar o crescimento de longo prazo da economia brasileira.
Também é prioridade manter a inflação baixa e estável, mantendo a “excelente condução da política monetária e continuar a aprimorar a comunicação”, afirmou Campos Neto, acrescentando que a aprovação e implementação de reformas e ajustes na economia são essenciais para manter a inflação baixa no médio e longo prazos, para redução da taxa de juros e recuperação econômica sustentável.
Segundo o presidente do BC, é preciso buscar as mudanças que permitam o desenvolvimento do mercado brasileiro de capitais. “A esse respeito, medidas de ajuste fiscal também podem contribuir. Colocar as contas públicas em um caminho equilibrado, através de um ajuste fiscal e de uma reestruturação patrimonial, gera efeitos multiplicadores no mercado de capitais, resultando em maior diversificação desse mercado e aumento do número de transações” (ABr).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171