ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Venezuela expulsa embaixador da Alemanha

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, expulsou ontem (6) o embaixador da Alemanha no país, Daniel Martin Kriener.

Ele tem 48 horas para deixar Caracas. O diplomata é acusado de agir em favor da ingerência externa e por apoiar o autodeclarado presidente venezuelano, Juan Guaidó. De acordo com comunicado do Ministério das Relações Exteriores, o embaixador, é “persona non grata” por atuar em violação “às regras básicas que regem as relações diplomáticas”.
Kriener foi na última segunda-feira (4), ao Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Maiquetía, durante a chegada de Guaidó, que passou mais de uma semana fora da Venezuela, viajando por cinco países: Colômbia, Brasil, Paraguai, Argentina e Equador. Em comunicado, o governo Maduro condenou os atos do embaixador alemão.
“A Venezuela considera inaceitável que um representante diplomático estrangeiro no seu território para exercer mais como um líder político em alinhamento claro com a agenda de setores conspiração extremistas do papel público oposição venezuelana”. O texto diz ainda que: “A República Bolivariana da Venezuela reitera a sua vontade de manter uma relação de respeito e cooperação com todos os governos na Europa” (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171