ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Suspeita de “laranjas” no PSL não afeta governo

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), afirmou ontem (14) que as suspeitas em torno do repasse irregular de recursos de campanha do PSL não vão influenciar o funcionamento do governo federal.

Para ele, uma reunião entre o presidente Jair Bolsonaro e o ministro-chefe da Secretaria Geral, Gustavo Bebianno, vai esclarecer a situação.
“Eu tenho certeza que no momento que o ministro Bebianno tiver uma reunião pessoal e reservada com o presidente, tudo vai se esclarecer”, disse o senador. Até o momento, não há agenda pública prevista entre Bolsonaro e Bebianno. A Polícia Federal investiga denúncia de que o PSL, legenda do presidente, repassou recursos públicos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para candidaturas de “laranjas”. Presidente da legenda durante as eleições, Bebianno é suspeito de ter envolvimento no caso.
Bolsonaro disse que apoia a investigação sobre filiados ao PSL por suspeita de terem atuado de forma irregular. Reiterou que é uma “minoria” dentro do partido que está sob suspeita e que a Polícia Federal foi encarregada de acompanhar o caso. “Não são todos, é uma minoria. Logo depois da minha eleição, eu dei carta branca para apurar qualquer tipo de crime de corrupção e lavagem de dinheiro”, disse. Major Olímpio admitiu que as suspeitas em torno do caso geram desconforto, mas ressaltou a boa relação entre Bolsonaro e Bebianno. O parlamentar reforçou que o caso não traz “absolutamente nenhum reflexo” para a votação de medidas no Congresso Nacional (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171