ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

China condena canadense à morte em meio a tensão diplomática

Um tribunal chinês na província de Liaoning sentenciou o canadense Robert Lloyd Schellenberg à morte, em um novo julgamento sobre um caso de contrabando de drogas, o que aumenta as tensões entre Pequim e Ottawa após a prisão da executiva Meng Wanzhou, da chinesa Huawei.

. A corte rejeitou a alegação de inocência do canadense e o condenou à morte.
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse em Ottawa que está “extremamente preocupado” com o fato de a China ter escolhido “arbitrariamente” aplicar a pena de morte a um cidadão canadense. Em seus comentários mais fortes contra Pequim, Trudeau afirmou que “todos os países do mundo” devem se preocupar pelos chineses agirem arbitrariamente contra o sistema de justiça.
Schallenberg foi detido há mais de quatro anos e foi inicialmente sentenciado a 15 anos de prisão em 2016. Um tribunal de apelações concordou com promotores que disseram que a sentença seria muito branda. A imprensa chinesa começou a divulgar o caso de Schellenberg em dezembro, depois que o Canadá deteve Meng Wanzhou em 1º de dezembro a pedido dos Estados Unidos (AE).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171