ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Witzel ameaça tratar como terrorista criminoso que usar fuzil

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, reafirmou ontem (3) que tratará como terrorista qualquer um que portar fuzil ou armas de grosso calibre sem estar uniformizado.

Em discurso durante a solenidade de posse do secretário de Polícia Militar, Rogério Figueredo, no Batalhão de Polícia de Choque, Witzel voltou a defender uma política de enfrentamento por parte da polícia, e garantiu que o combate ao crime organizado se dará de forma muito dura.
“Quem usa um fuzil e não está envergando um uniforme é inimigo, quem usa um fuzil e quer dominar um território é um terrorista, e assim será tratado”. O estado colocará a Defensoria Pública a serviço da tropa, deixando claro que policiais envolvidos em casos de mortes em confronto terão ampla defesa. “Não temam, ajam, treinem e executem a sua missão com tranquilidade. Vocês serão defendidos”.
O governador anunciou que a Secretaria de PM vai criar o Departamento de Combate a Homicídios. “Nós vamos aparelhar a secretaria com equipamentos e policiais para investigar quem quer que ouse atingir um policial das forças de segurança do estado”, alertou. Em rápido pronunciamento à imprensa, o coronel Rogério Figueredo afirmou que uma das primeiras medidas de sua gestão à frente da pasta será a de aumentar o policiamento ostensivo nas ruas (ABr).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171