ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Liga Árabe alerta sobre mudança de embaixada

A Liga Árabe alertou o presidente eleito, Jair Bolsonaro sobre os possíveis efeitos da transferência da embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém, defendida pelo militar da reserva desde a campanha eleitoral.

“O mundo árabe tem muito respeito pelo Brasil e queremos não apenas manter as relações, mas também melhorá-las e diversificá-las”, disse Ahmed Avoul-Gheit, secretário-geral do grupo de 22 Estados de religião muçulmana espalhados entre o Oriente Médio e o norte africano.
A Liga entregou uma carta ao Ministério das Relações Exteriores brasileiro na segunda-feira (10) dizendo que a mudança pode afetar as relações multilaterias. O comércio com os países árabes responde por 5% do PIB nacional e gera superávit comercial de R$ 7 bilhões ao país. Perguntado sobre a mudança de cidade da representação diplomática, o filho do presidente eleito, Eduardo Bolsonaro, que é um dos conselheiros do pai, afirmou que a mudança “sai, o negócio é quando”, em entrevista ao jornal “Valor Econômico, na semana passada.
“Eu sou entusiasta para que seja no primeiro mês do governo”, disse o parlamentar, que foi reeleito como deputado federal pelo estado de São Paulo com a maior votação do país (1,8 milhão de votos). Bolsonaro anunciou durante a campanha eleitoral a intenção e transferir a embaixada, assim como já fizeram Estados Unidos e Guatemala. Após a declaração, o Egito cancelou uma visita oficial do atual ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira, alegando problemas de agenda. Tradicionalmente, o Brasil defende a solução de dois Estados para o conflito entre Israel e Palestina (ANSA).

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171