ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Produção de roupas caiu 40% no primeiro semestre

A produção de roupas em São Paulo caiu 40% no primeiro semestre, em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo dados do sindicato das confecções (Sindivestuário).

O Estado foi o que mais apresentou queda no País, que teve um recuo perto de 20%. “É a pior crise dos últimos 40 anos”, diz o presidente do sindicato, Ronald Masijah.
Há duas principais explicações para a crise. A primeira é a queda no consumo, por causa do aumento da inflação e redução do crédito. Um levantamento da Acrefi e TNS Brasil, feito com mais de mil pessoas em diferentes regiões do País, mostrou que 84% dos brasileiros planejam economizar neste ano mudando o padrão de consumo. Para 77% dos entrevistados, o vestuário será um dos itens mais impactados, atrás somente do lazer.
Outra explicação possível são os impostos no setor, segundo Masijah. “Nós tínhamos uma proposta para a criação de um regime tributário específico para confecções, que durasse ao menos até que as empresas se estabilizassem, mas com a mudança de mandato ela foi arquivada”, diz Masijah. Isso faz com que o preço final do produto encareça, prejudicando a competitividade com importados. “Com a alta do dólar, em tese isso não deveria acontecer, mas ainda assim nossos custos superam os de importados”, explica Amnon Armoni, coordenador dos cursos de pós-graduação em Moda da FAAP (AE).

Mais Lidas

Strict Standards: Only variables should be assigned by reference in /home/storage/0/5e/4e/jornalempresasenegoc/public_html/modules/mod_sp_facebook/mod_sp_facebook.php on line 84

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171