ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Home

Justica temporario

Foto: ABr/Reprodução

Paralisação para se opor à proposta de privatizar os Correios.

Os trabalhadores dos Correios decretaram greve geral, por tempo indeterminado. Embora ainda esteja avaliando o real impacto da paralisação, a empresa afirma que os serviços foram parcialmente afetados. Já a Federação dos Sindicatos (Findect) garante que o movimento é nacional. A paralisação foi a forma que os funcionários da estatal encontraram para se opor à proposta de privatizar os Correios.
Os trabalhadores também tentam pressionar a direção da empresa a negociar a manutenção de direitos trabalhistas e dos atuais salários no futuro Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que está por ser assinado.
Além do receio da privatização, os representantes da categoria temem a redução salarial e a perda de benefícios. “Querem reduzir radicalmente os salários e benefícios para diminuir custos e privatizar os Correios”, afirma a Findect.
Também em nota, a direção dos Correios afirma já ter apresentado aos trabalhadores os números que revelam a “real situação econômica da estatal”. De acordo com a direção da empresa, os prejuízos operacionais acumulados chegam a R$ 3 bilhões. “O compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população”, acrescentam os representantes legais da estatal.
O processo de negociação do Acordo Coletivo 2019/2020 está no TST. Na semana passado, o vice-presidente do TST, ministro Renato de Lacerda Paiva, decretou a extinção do procedimento de mediação e conciliação pré-processual entre a empresa e as entidades que representam os empregados. A direção dos Correios foi a única a não aceitar a proposta de prorrogar o acordo coletivo de trabalho para que fosse dado prosseguimento à negociação de novo instrumento coletivo (ABr).

“Nunca discuta com pessoas burras, elas vão te arrastar ao nível delas
e ganhar de você por terem mais experiência em serem ignorantes”.

Mark Twain (1835/1910) Escritor norte-americano

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171