ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Home

Fusao temproario

Ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes.

Foto: Marcelo Camargo/ABr

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, disse que o acordo de fusão entre as empresas Embraer, nacional, e Boeing, dos Estados Unidos, “preserva tudo o que nos interessa em termos de país”. Após a cerimônia de troca do Comando do Exército, na sexta-feira (11) em Brasília, Pontes explicou que as condições têm sido estudadas pela equipe da FAB. “Será uma ótima oportunidade para o país, preservando tudo que precisamos preservar, os funcionários, a nossa tecnologia, as empresas daqui e melhorando as possibilidades e oportunidades para a Embraer”, disse.
O acordo foi apresentado ao presidente Jair Bolsonaro, que afirmou que o governo federal não vai se opor à fusão, pois não fere a soberania nacional e os interesses do país. O acordo prevê a criação de uma nova companhia, uma joint venture, no termo do mercado, na qual a Boeing teria 80% e a Embraer, 20%. Caberia à Boeing a atividade comercial, não absorvendo as atividades relacionadas a aeronaves para segurança nacional e jatos executivos, que continuariam somente com a Embraer.
Pontes afirmou ainda que sua viagem a Israel deve ocorrer até o final deste mês. Além de dessalinização, a equipe brasileira vai tratar de outras pautas na área de espaço e inovações. “Vai ser uma viagem bem aproveitada”, disse. Durante a visita ao país, Pontes participará da homenagem ao astronauta Ilan Ramon. Os dois foram colegas de turma no período em que Pontes passou na Nasa. Ramon foi o primeiro astronauta israelense e morreu no acidente da nave Columbia, que se desintegrou na atmosfera, em fevereiro de 2003 (ABr).

“Nada pode parar o homem com  a atitude mental correta de atingir seu objetivo;
nada na terra pode  ajudar o homem com a atitude mental errada”.

Thomas Jefferson (1743/1826) 3º presidente dos Estados Unidos

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171