Garanta o retorno ao trabalho após a licença-maternidade com este check list

Sumaia Thomas (*)

Garantir a volta ao trabalho após a licença maternidade parece ser um dos maiores desafios dos últimos tempos no mundo do trabalho, e é tudo que uma gestante quer. E de bate pronto quero lançar uma provocação: Será que toda profissional gestante quer mesmo voltar ao trabalho?

Diariamente acompanhamos nas redes sociais, inúmeros relatos sobre as demissões após a licença-maternidade, e sobre as dificuldades de passar por uma entrevista de emprego sendo mãe com filhos pequenos. Ser promovida ou contratada enquanto gestante já me rendeu milhares de visualizações num único um post compartilhado por ser um acontecimento tão excepcionalmente raro (possível, real, mas ainda raro). 

Além dessas questões, quem já acompanhou a maternidade de perto ou viveu essa experiência, sabe que a ansiedade sobre esse momento começa ainda na gestação e o retorno ao trabalho nem sempre parece animador.

24 milhões de mulheres empreendem no Brasil por necessidade e a maioria não têm sócios, de acordo com o Sebrae.

Não deveria ser o empreendedorismo uma opção? Uma possibilidade ou mais uma alternativa de realizar um sonho profissional? Quem sabe quantas mulheres tem perfil corporativo e acabam deixando as empresas por não saberem lidar com a falta de acolhimento (boas práticas e outros fatores) no trabalho? São muitas as questões e acredito que temos assunto para um novo post em breve, não é?

Com o check list abaixo meu intuito é orientar profissionais que estejam gestantes a se prepararem para esta fase cheia de “E se?” e com isso driblarem melhor a ansiedade. É uma fase crucial que impacta o bem-estar da gestante e do bebê. Por este motivo estou elaborando um e-book sobre o tema, e quer será disponibilizado em breve, pois há tempos me questiono: 

O que será do mundo corporativo se você gestante enxergar no empreendedorismo a única alternativa profissional após a licença-maternidade?

Então, para que você que já está vivendo os dilemas da maternidade no trabalho (ou pensa em engravidar neste ano), seguem algumas dicas:

  1. Avalie e responda o que realmente muda na sua vida profissional com a maternidade;
  2. Reflita sobre suas expectativas de trabalho, de carreira e converse sobre isso no trabalho;
  3. Avalie tais expectativas e planos após a chegada do bebê e a partir daí, faça os ajustes que forem necessários (se necessário);
  4. Não use a gestação para justificar uma saída do emprego atual se este já não mais te proporcionava grande satisfação. Seja protagonista da sua carreira e cuide do seu desenvolvimento profissional a todo momento;
  5. E se você espera o posicionamento da liderança para falar do assunto e dizer como ficam as coisas no trabalho, lembre-se que estamos no século XXI e que a responsabilidade pelo sucesso na carreira depende de cada um de nós. O que você deseja na volta ao trabalho?

Seja a protagonista neste cenário.

E se precisar de ajuda para estas conversas, conte comigo! Minha missão e propósito de vida é orientar profissionais a lidarem com os impactos da maternidade no trabalho de forma equilibrada e segura.

Um beijo carinhoso e boa semana!

(*) É Membro dos Empreendedores Compulsivos,  mãe de 2 filhos, é especialista em gestão de carreira, possui 20 anos de experiência em treinamento e desenvolvimento de líderes e atua apoiando profissionais e empresas a obter o equilíbrio entre maternidade e trabalho. É Pós Graduada em Processos de Gestão de Pessoas pela FIA/SP, certificada em Coaching com especialização em Neuro Coaching e em Action Learning Coach.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

0 Shares
Share via
Copy link
Powered by Social Snap