Vacina Contra a Desmotivação

Todos já vivenciamos períodos de elevada desmotivação, em que vimos com apatia nosso desempenho diminuir, nosso rendimento ser afetado e serem disparados sentimentos negativos que nos fazem sentir mal, que drenam nossas energias

Se você acha que falta de motivação no trabalho é prerrogativa sua, única e exclusiva, saiba que cerca de 55% dos profissionais brasileiros se dizem insatisfeitos com a situação atual, pelos mais variados motivos: o ambiente de trabalho não é atrativo, não gostam do que fazem, não percebem oportunidades de desenvolvimento, os rendimentos estão abaixo da expectativa, há falta de reconhecimento etc.
O que fazer?

Tire um dia só para você, isole-se de tudo e de todos, desconecte-se, busque local tranquilo e entregue-se a uma auto avaliação: quando olhamos honestamente para nós mesmos, fica mais fácil entender o que não está bem e encontrar ferramentas para mudar.

Então, questione-se:

Como anda a minha energia? A falta de motivação também tem a ver com a falta de energia física para fazer o que precisa ser feito. Sua saúde está ok? Como anda seu sono? E sua alimentação? Repense seu estilo de vida e, se for o caso, aproveite o dia para decidir por mudanças que só cabem a você.

rubia pompeo

Rubia Pompêo
Sócia-Diretora da WE-Assessoria, é Consultora Organizacional, Psicóloga Clínica e Psicodramatista. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Quais as minhas reais expectativas profissionais? Lembre-se que cumprir tarefas sem maiores responsabilidades é realizar algo em troca de um pagamento, sem esperar outras recompensas. Engajar-se em uma carreira significa trabalhar pelo dinheiro e também pela ascensão e reconhecimento. Significa, ainda, vincular-se profundamente, investindo em desenvolvimento e gerando um processo de troca, onde o “contribuir” vem antes do “receber”. E, trabalhar por vocação, é sentir paixão pelo trabalho e buscar realização, mesmo que não haja dinheiro ou promoções em jogo. Nenhuma escolha é errada, mas cada uma gera um resultado diferente!

Quais são minhas forças e fraquezas? Ao traçarmos objetivos e planejarmos determinados resultados para nossas vidas, precisamos também analisar as ações que nos trouxeram até aqui, retirando desta análise todas as informações necessárias para fazermos melhor na próxima vez. Encarar forças e fraquezas nos leva a uma revisão de possibilidades e estabelece um poderoso processo, não só para minimizar falhas, mas também para maximizar forças e traçar novos objetivos mais adequados à nossa realidade.

Depois dessa reflexão, crie uma visão:- vislumbre seu trabalho ideal, imagine-se alcançando suas expectativas, permita-se sonhar (com esperança e noção de capacidade em mente, os níveis motivacionais tendem a subir drasticamente).

Finalmente proponha-se, comprometa-se com seus ideais! Somente assim serão gerados motivos para suas ações! A motivação só é legítima quando agimos com todo nosso entusiasmo e dedicação em direção aos nossos objetivos.

Como disse Walt Disney, “se somos capazes de sonhar, também somos capazes de tornar nossos sonhos realidade”.

Desejo boas reflexões e boas escolhas!

Colabore com nossa coluna: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Para anunciar nesta coluna ligue (11) 3106-4171 e fale com Lilian Mancuso