ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Aprendendo a ter, fazer e ser para conviver...

Cá estou na estrada voltando de férias, período no qual tive oportunidade de refletir sobre a importância de sabermos conviver com os outro e suas diferenças, e, principalmente, conosco e nossas limitações. Embora o ato de conviver seja de extrema relevância, observo o quanto geralmente não damos a devida atenção ao tema.

rebeca toyamaRebeca Toyama

“Diretora da GFAI Coaching, fundadora da Academia de Coaching Integrativo, palestrante e coach com certificação internacional em Positive Psychology Coaching e formação nacional em Coaching Ontológico e Personal Coaching com o Jogo da Transformação pelo método Self-Empowerment.
Iniciou carreira no mercado financeiro e a desenvolveu na área automobilística, possui longa experiência como empreendedora e professora universitária. É administradora de empresas, com especialização em comércio exterior, tecnóloga em processamento de dados, especialista em marketing pela Madia Marketing School e também em psicologia transpessoal e Eneagrama pela ALUBRAT. Participou do Programa de Capacitação para Resultados - da Fundação Dom Cabral.Colaboradora do livro Coaching Aceleração de Resultados e do II Tratado do Pscicologia Transpessoal.
Atualmente é associada ao IBCPF (Instituto Brasileiro de Certificação de Profissionais Financeiros) e ao IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) e integra o corpo docente da Universidade FENABRAVE (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), ALUBRAT(Associação Luso-Brasileira de Transpessoal) e Instituto Filantropia. Atua como coordenadora de Comitês de Governança Corporativa e organizadora da Coluna Reencantando Empresas no Jornal Empresas e Negócios.”

 

Passamos boa parte de nossas vidas nos dedicando a aprender a fazer ou ter coisas, para sermos algo. Ou, esperamos aprender a ser alguma coisa para fazer ou ter algo.
Na primeira infância iniciamos nosso APRENDER formal quando entramos na escola. Junto com a adolescência vem a necessidade de definirmos o que queremos SER. Quando adultos a necessidade de TER fica mais acentuada.
Todavia, é com a maturidade que começamos a entender que o maior desafio está no CONVIVER. Conviver com nossa família, colegas de trabalho, amigos e principalmente com nós mesmos.
Lembrando que conviver não é sobreviver, e, sim viver com o outro em equilíbrio e harmonia. Compreendendo que perfeição é uma busca, porém, talvez, ainda não faça parte de nossa espécie. E que uma boa relação depende tanto de reconhecer as qualidades do outro, como também de aceitar suas diferenças e limitações.
Enquanto fazia essa reflexão senti uma profunda gratidão por meus clientes de coaching que me mostram o quanto é grande o desafio do conviver. É, mais comum do que imaginamos, um processo iniciar tendo como objetivo APRENDER, TER ou SER algo e após algumas sessões descobrir que o desafio maior está em CONVIVER com alguém, se relacionar com o novo, colaborar com o desconhecido, acreditar em alguém, sendo que em diversas vezes esse alguém é a gente mesmo, esse novo é uma qualidade nossa e esse desconhecido é um medo que habita dentro de nós.
Enfim, abro a Coluna Reencantando Empresas desse ano desejando a todos os nossos leitores que aprendam o que for necessário para serem a melhor versão de si mesmos. E que por esse caminho façam seus sonhos se transformar em realidade. E, acima de tudo tenham um bom convívio com as pessoas que amam, começando por você mesmo...

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171