Agir ou reagir

Mudanças importantes vêm acontecendo na forma de gerir as empresas. As organizações vêm integrando novos processos de trabalho e novas tecnologias da informação, com uma atenção especial à gestão de pessoas

Penso que, mergulhados nestas mudanças, encontram-se não apenas os executivos das grandes corporações, mas também os empresários do seguimento das pequenas e médias empresas. Dede já, observo que esta classificação deve ser entendida do ponto de vista econômico, uma vez que no quesito “pessoas” considero que todas as empresas são grandes.

A administração pública já percebeu a importância das pequenas e médias empresas e, ainda que de forma tímida, vem proporcionando um ambiente mais saudável a elas.
Seria redundante de minha parte realizar aqui uma relação das exigências que o fisco federal, estadual ou municipal faz aos empresários. Logo, o que proponho é outra coisa: uma postura inteligente de se fazer o que tem que ser feito.

Por exemplo: quantas vezes você se reúne com seu contador para saber como anda sua empresa? Quantas vezes você participou de uma reunião em seu sindicato patronal ou em associações para saber o que se pode fazer, de uma forma organizada, para melhorar sua atuação no mercado? Lembre-se que os presidentes dos bancos reúnem-se na Febraban, os industriais reúnem-se na Fiesp, entre outras associações de interesses empresariais.

E mais: como você se atualiza profissionalmente? E as outras áreas de sua vida estão em equilíbrio? O que você tem conquistado com suas ações atuais? Os resultados profissionais e pessoais são favoráveis?

higino pizze rodrigues

Higino Pizze Rodrigues (*)
Diretor da Academia do Empresário, Coach formado pelo Instituto de Coaching Integrativo e Consultor de Empresas. Contador e Pós-graduado em Gestão Empresarial pela Fecap.

A princípio, como cidadãos, exigimos uma sociedade justa, honesta, transparente, que siga a ética em seu sentido mais amplo. No entanto, questiono aqui se estamos administrando nossas empresas com estas mesmas exigências.

Incorporar as mudanças em nosso dia a dia empresarial nem sempre é uma tarefa fácil, mas lembrem-se que somos seres inteligentes e nosso caminho é a evolução, apesar de nos sentirmos confortáveis na estabilidade.

Neste contexto, eis algumas atitudes diárias que podem contribuir saudavelmente para ambientes de trabalho contemporâneos:

• Converse com seus colaboradores e com seus parceiros comerciais de forma clara e transparente, demonstrando os pontos de melhoria, ressaltando as conquistas já realizadas;

• Tenha suas metas, defina sua estratégia, entenda quais são os seus valores e respeite-os, pois desrespeitá-los pode custar caro.

Queremos sim um país melhor, uma sociedade em paz, mas não se engane: você faz parte das mudanças e das transformações. O que resta saber é se irá simplesmente reagir ou se será um agente ativo neste processo.

Palavras de Mahatma Gandhi: “Seja você a mudança que quer ver no mundo”.


banner academia empresario


banner negocios lideranca

Para anunciar nesta coluna ligue (11) 3106-4171 e fale com Lilian Mancuso

Coordenação: Lilian Mancuso e Rebeca Toyama