Planejamento, resultados e saúde

O planejamento é como um mapa, não é o território, mas ele proporciona uma direção quando a empresa faz uma análise interna e externa do ambiente em que está inserida, auxilia no processo de estabelecimento de objetivos, identifica a estratégia a seguir, avalia os resultados e promove as ações corretivas quando necessárias em seu processo de gestão

Diante do cenário complexo que os empresários vivenciam nos tempos atuais, o planejamento é um recurso importante para a gestão. Os empreendedores o utilizam como uma ferramenta de direcionamento.

Desse modo, a reflexão que proponho neste texto é verificar quais os objetivos que o planejamento pode proporcionar. Em primeira análise, as respostas a esta indagação será a de melhorar o faturamento, a lucratividade, a rentabilidade, a retenção de talentos e por aí afora. Todos estes são fatores de extrema importância, no entanto, existem outras possibilidades de resultados que um planejamento pode oferecer.

Logo, entender que a empresa tem o lucro como única e exclusiva finalidade, reduz o universo de possibilidades de ação do empreendedor. É preciso, assim, considerar que na frente dos resultados financeiros existem as pessoas.

Observe que o imediatismo sem planejamento se assemelha a uma máquina de refrigerantes, na qual se coloca uma moeda e se retira rapidamente o que se deseja consumir. Nessa prática instantânea e automática, porém, se desconsideram os valores pessoais e a riqueza da construção em conjunto.
Perceba que pessoas produzem para pessoas. Assim, utilizar o planejamento pensando nas pessoas é uma estratégia inteligente.

higino pizze rodrigues

Higino Pizze Rodrigues
Diretor da Academia do Empresário, Coach formado pelo Instituto de Coaching Integrativo e Consultor de Empresas. Contador e Pós-graduando em Gestão Empresarial pela Fecap.

Além disso, você já deve ter visto algumas pesquisas que demonstram um aumento considerável do nível de insatisfação de profissionais em relação ao trabalho e que indicam que nem sempre o motivo principal é a remuneração financeira. E também já deve ter lido que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), “saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doença”. Neste sentido, não ter doença não significa necessariamente ter saúde. Responda, então, com base nas proposições acima: os resultados provenientes de seu trabalho atual respeitam sua saúde?

De fato, as pessoas valorizam o respeito, a autonomia e a confiança, em seus trabalhos. Estes valores são importantes na formação de equipes. Neste sentido, talvez seja interessante pensar em uma mudança cultural na sua empresa amparada por um bom planejamento.

Existem no Brasil atualmente um universo de possibilidades para trabalhar e para empreender, entre eles, os empreendimentos sociais estão se expandindo e um dos motivos para isso é que os empreendedores não procuram apenas o sucesso financeiro, mas vão além. Eles procuram, também, a satisfação de que sua empresa contribua para uma sociedade mais justa e igualitária em oportunidades.

Com respeito à ética, podemos entender que toda ocupação útil é trabalho. Então, que tal se planejar para trabalhar e ter uma vida gratificante e saudável!

banner academia empresario

 

banner js

Colabore com nossa coluna: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Para anunciar nesta coluna ligue (11) 3106-4171 e fale com Lilian Mancuso