Liderança Sustentável

O Tema Sustentabilidade representa algo estratégico na gestão empresarial atualmente

São três os pilares que regem tal conceito: economicamente viável, ecologicamente correto e socialmente aceito. Este sistema tem se tornado cada vez mais complexo, pois os investimentos estruturais que visam à preservação ambiental muitas vezes não têm o seu retorno mensurado como fonte geradora de lucro, mas de despesas para cumprir as demandas da legislação.

Enfrentamos inúmeros desafios que podem ser revertidos em oportunidades. Para aproveitá-las é necessário pensar, sentir e agir de forma sustentável, usufruindo da liderança que existe em cada membro da organização. Este fato envolve uma nova forma de ser e de se relacionar que permite uma perspectiva de futuro diferente daquela observada até pouco tempo atrás, assim nos percebemos como parte de um sistema maior que é Gaia/Terra. Como disse Fritjof Capra, deve-se pensar globalmente e agir localmente - assim é possível fazer a diferença no meio onde vivemos e estabelecer relações mais harmônicas, tanto em relação à si mesmo, como com a sociedade, quanto em relação à natureza.

gerson zimmer

Gerson Luiz Zimmer
Diretor da Umwelt Biotecnologia Ambiental, diretor da Vertical Sustentabilidade – Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia – ACATE e Coach.

Ninguém irá mudar a realidade em que vivemos, a não ser nós mesmos. Assumir a liderança da vida é parar de delegar e esperar por um salvador externo, e despertar o SELF interno - o salvador que existe dentro de cada um de nós - para fazer a diferença no nosso meio. Assumir os próprios talentos, que muitas vezes delegamos a outrem, talvez seja a maior jornada que a vida moderna nos oferece, sermos os autores de nossa própria existência.

Hoje vivemos em um ambiente de mudanças constantes, o que vigora a crise de não termos mais a segurança do passado. Este fato nos força a sermos mais flexíveis e resilientes, ampliando assim a capacidade de pensar além das fronteiras tradicionais, pois no futuro podemos passar a depender de quem em algum momento não damos a atenção devida, ou não levamos em consideração. Cabe aí refletir: que relações estabelecemos? Como interagimos com as pessoas a nossa volta? Quanto estou envolvido na preservação dos recursos naturais? Sabe-se que hoje estes recursos são limitados, e que se não fizermos algo, em breve estaremos sentindo as consequências de nossas ações.

A revolução francesa tinha três grandes princípios: liberdade, igualdade e fraternidade. Para os dias de hoje, tais princípios podem ser vistos como fraternidade econômica, igualdade política e liberdade de crenças. A confusão que se faz em relação a este conceito está relacionada diretamente ao quanto estamos conseguindo ser sustentáveis em nossas relações, tanto com nós mesmos, quanto em relação aos outros e à natureza. Estamos sendo forçados a rever nossas relações.
Vivemos em um mundo interdependente, onde estamos, de certa forma, interligados. Nossas ações ecoam gerando outras ações, ou até mesmo reações.

Estarmos conscientes de que as relações que estabelecemos com tudo em nossa vida é um ato de liderança sustentável. Quando nos percebemos como seres interdependentes é que entendemos como dependemos uns do outros, ou de tudo na vida, para continuarmos vivos, deixando um legado positivo para as gerações futuras. Quando estivermos conscientes disso, naturalmente seremos seres melhores, estabelecendo assim uma relação mais saudável. Isso é um profundo ato de autoliderança, ou seja, o da liderança, pois ninguém pode liderar alguém se não aprendeu a liderar a si mesmo.

 

banner coachingbanner js

Para anunciar nesta coluna ligue (11) 3106-4171 e fale com Lilian Mancuso