Livros em Revista 24 a 26/12/2016

1346373-350x360 temporario

Fora da Curva: Os segredos dos grandes investidores e o que você pode aprender com eles

Florian Bartunek – Giuliana Napolitano e Pierre Moreau (Orgs) – Ed. Schwarcz – Depoimentos dos dez, provavelmente melhores investidores nacionais e internacionais foram coletados nessa obra. Seu escopo é até bastante simples. Sem nenhum economês, um ou outro termo estrangeiro aparece, devidamente explicado no rodapé, tornam-na extremamente palatável. Ao termino de cada capitulo, um resumo, que conciso, faz uma espécie de panorâmica. Um verdadeiro manual de como portar-se no mercado e, principalmente como empreender.  Nenhum dos “conselheiros” está buscando cargo politico, estão sim despojando-se a bem dos leitores. Ao findar a leitura, dá vontade de arriscar. Realmente muito útil!!.

o-despertar temporario

O Despertar do Inocêncio

Valdi Ercolani – Anna Luiza Bellucci (Ilustr) – Selene –  Segundo de três volumes, conta o descortinar de um universo esperado e como ensinara seu avô e mentor, maravilhoso, particularmente quando bem assimilado, com suas belezas, idiossincrasias e inexorabilidade, que devem ser cultivadas, entendidas e preservadas. Uma simples viagem de trem, oferece um extraordinário cenário, para aquela criança florescente, em plenas descobertas. O cinema, virá tornar-se seu grande cabedal. Paginas ricas, lindamente ilustradas, a carvão, dão um toque retro, espiritualista, contudo, sem viés religioso. Entretenimento garantido!


radio nacional temporarioCaderno de Homenagem: 80 anos da Rádio Nacional

Ed. Matarazzo – Ao completar oitenta anos de existência, A Rádio Nacional do Rio de Janeiro, tem sua história contada pelos que a ergueram ou a vivenciaram. Mais um trabalho de folego dessa editora, que sempre resgata, com vigor e sucesso, os ícones da nossa identidade nacional, que tanto bem fizeram e ainda fazem pela nossa sociedade. Justíssima lembrança!!

bicho-metropolitano temporarioBicho Metropolitano

Anchieta Mendes – Ed. Penalux – Em escolhidos catorze contos, o autor revela sua alma inquieta, ácida. Suas letras são puro movimento. Prosas existencialistas, cruas, outras sem um nexo, pura ins....piração, dão-nos conta de um profissional da escrita, dotado de um exacerbado ecletismo. O meu preferido é “O cortador de cana”. Para ser lido com calma.