Sentir o que é ser surdo

@Amanhã, (03), a Escola Desing Thinking realizará o Workshop Beneficente: Empatia do Silêncio. Nesta vivência, a Escola deseja explorar a deficiência auditiva como oportunidade de treinar e desenvolver a empatia. O intuito é proporcionar aos participantes a sensação de ser um surdo nível profundo e nível moderado, e a partir disso apresentar reflexões individuais e em grupo sobre as reações. Em projetos anteriores, a escola já fez os participantes sentirem o que é ter puberdade precoce e também se colocarem no lugar das mães com filhos prematuros na U.T.I. Para fazer com que os participantes “fiquem surdos” e vivam a situação de forma real e extrema, serão usadas técnicas com base em estudos e auxílio de profissionais. Inscrições pelo link (http://materiais.escoladesignthinking.com.br/ws-eds).

Notebook ultrafino como presente para o Natal

@A DATEN, uma das principais fabricantes brasileiras de equipamentos de informática, apresenta uma sugestão que pode agradar a diversos perfis de público. “Mais uma vez os dispositivos eletrônicos estarão entre os produtos mais procurados pelos brasileiros neste fim de ano. Assim, sugerimos o nosso melhor modelo de notebook”, diz Christian Dunce, Sócio-Diretor da DATEN. O DATEN CB14i é o notebook ultrafino que possui o melhor custo-benefício do mercado e tem como diferenciais a elevada velocidade de processamento em virtude da memória Flash e o design extremamente fino e leve para favorecer a mobilidade. Além disso, sai de fábrica com sistema operacional Windows 10, processador Intel® Dual Core de 1.6 GHz, 2 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento interno expansível via cartão SSD. Conta ainda com duas portas USB 2.0, uma USB 3.0, entrada HDMI, leitor de cartão SD e entrada para fone e microfone, tela com tecnologia LED de 14 polegadas (resolução de 1366 x 786 pixels), webcam integrada com resolução máxima de 1280 x 720 pixels, conectividade Wireless e Bluetooth e bateria de 4800mAh. O produto tem preço sugerido de R$ 1.499 (http://www.daten.com.br/).

Lançamento de startup brasileira ligada à biodiversidade é destaque na COP internacional

@Uma plataforma on-line programada para apresentar projetos socioambientais a empresas que precisam se adequar à nova lei sobre o uso de ativos naturais da biodiversidade brasileira. Essa é a startup brasileira VBIO, lançada oficialmente no dia 5 de dezembro, às 21h15 (horário de Brasília), durante a 13ª Conference of the Parties (COP), evento com a chancela da ONU realizado em Cancún, no México - no qual chefes de estado e profissionais do mundo inteiro se reúnem para debater medidas globais de proteção à biodiversidade. “O acesso ao patrimônio genético e conhecimentos tradicionais é uma questão prioritária em todo o mundo, sobretudo no Brasil, onde contamos com uma legislação avançada nessa área. Com a Lei 13.123/2015, que entrou em vigor no final de novembro de 2015, as companhias que utilizam matérias-primas naturais - originárias de ativos naturais - devem destinar 0,75% da receita a projetos que beneficiem o meio ambiente e as comunidades onde atuam”, pontua Francine Leal, sócia-fundadora da VBio.

Mais Lidas