Case

@A Aktie Now, empresa de tecnologia e consultoria em atendimento ao cliente, é responsável por desenvolver ferramentas que facilitem a comunicação da empresa com o consumidor final. O Droz, assistente virtual desenvolvido pela Aktie Now, agora apoia o suporte dos clientes Biva, companhia de empréstimos. Fundada em 2015, a Biva é a primeira plataforma de empréstimos ponta-a-ponta (peer-to-peer lending) e tem como objetivo promover o empoderamento econômico dos brasileiros. Com isso, a empresa reúne empreendedores e investidores que praticam taxas de juros mais baixas e retornos mais atrativos para os investimentos. Pelo fato das transações serem feitas totalmente online, surgiu a necessidade de aderir uma ferramenta para facilitar o atendimento de seus clientes. Após a configuração do chatbot, a companhia contabilizou pouco mais de 400 atendimentos realizados pela ferramenta. Dessa maneira, em apenas 60 dias, os atendimentos humanos diminuíram aproximadamente 32%. Bruno Stuchi, CEO da Aktie Now, ressalta que “a ideia não é substituir o atendimento humano, mas apoiar a operação atendendo os assuntos mais repetitivos e mantendo a equipe focada em questões mais complexas”, afirma (www.aktienow.com).

Google Cloud reduz custos de pesquisas científicas de instituto do MIT e de Harvard

@ Com o objetivo de oferecer cada vez mais oportunidade de crescimento aos seus usuários, além de espaço ilimitado para armazenamento de dados em nuvem segura, o Google Cloud Platform tem ajudado também na redução dos custos de pesquisas científicas. Um exemplo é o caso de sucesso do Broad Institute do MIT e Harvard, pioneiro centro de pesquisa biomédico de genomas. Em média, um genoma humano entra em um seqüenciador a cada 10 minutos. Até a data, o instituto processou mais de 76 mil genomas, gerando 24 TB de dados por dia e armazenando mais de 36PB de dados na plataforma de nuvem do Google. Uma vez que os dados genômicos são gerados, o processamento e a análise são feitas em etapas ligadas a um projeto automatizado, chamado de GATK Best Practices.

EAC Software agora é Nérus

@ Referência no mercado de softwares de gestão para redes de varejo, a empresa mineira EAC Software mudou de marca. Agora se chama Nérus, adotando o nome de seu bem-sucedido software que já é utilizado em mais de 150 redes varejistas de todo o país. Ao mesmo tempo, a empresa apresenta ao mercado  a versão Nérus Inteligência Artificial, uma evolução do sistema que oferece pela primeira vez aos varejistas brasileiros os recursos da inteligência cognitiva, para aumentar as vendas e melhorar a capacidade de gestão das redes de lojas. Além do novo nome e novos produtos, a Nérus iniciou o ano de 2018 alavancada por um aporte do maior fundo de Venture Capital do Brasil, o Criatec 2 do BNDES, ocorrido em novembro de 2017. “Fomos escolhidos entre 100 empresas para receber os recursos”, conta Piçarro. “A EAC se destacou por ter produtos robustos, histórico de inovação, potencial de crescimento e pela capacidade gerencial dos sócios da empresa”, afirma Fernando Wagner da Silva, head do setor de venture capital da Bozano, um dos responsáveis pela seleção da empresa mineira.