ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Comemoração

Vanguart.

Para comemorar o Dia do Rock (13 de julho) as atrações da semana não deixam a desejar

No dia 10, o Pink Floyd Cover apresenta o espetáculo The Dark Side of Oz unindo música e cinema. No dia 11, a banda matogrossense de indie rock Vanguart mostra seu novo álbum Muito Mais que o Amor. No dia 12, o Duofel mostra sua versão instrumental para canções do eterno quarteto de Liverpool em Play The Beatles. Seguindo a programação, o cantor e ator Danilo Nunes apresenta-se no dia 26, quando mostra seu segundo disco e faz uma homenagem ao compositor Sérgio Sampaio. No dia 2 de agosto Nega Duda mostra porque é considerada como uma das referências do samba de roda baiano, em São Paulo.

Serviço: Sesc Campo Limpo, R. Nossa Senhora do Bom Conselho, 120, tel. 5510-2700. Sexta (10) às 19h30, sábado (11) às 20h e domingo (12 e 26/07 e 02/08) às 18h30. Entrada franca.

REFLEXÃO

ORAÇÃO E PACIÊNCIA
“... e passou a noite, orando a Deus.”
Visitado pela agressividade gratuita dos atormentados, guarde-se na oração e na paciência.
A oração lhe concederá inspiração e a paciência o tesouro do tempo para a indispensável compreensão do problema.
Aturdido pelas nuvens das queixas e das lamentações que engendram perturbação e balbúrdia, busque a oração e a paciência.
A oração lhe oferecerá a luz do discernimento e a paciência a diretriz para seguir confiante.
Batido pela pusilanimidade e pela maledicência dos frívolos, requisite a oração e a paciência.
Oração é equilíbrio; paciência, segurança.
Vencido pela pertinácia dos maus, não esqueça da oração nem da paciência.
A oração lhe doará forças e a paciência, ânimo para reiniciar a jornada com otimismo.
Instado ao abandono das tarefas pelo aparente triunfo do mal, volva à oração e à paciência.
A oração sustenta na perseverança do ideal e a paciência faculta oportunidade para a reflexão.
Imbuído dos ideais superiores da vida, saia da jactância da vaidade e demore-se na oração e na paciência.
A oração é ponte para liga-lo ao Pai e a paciência é a estrada por onde você deambulará até lograr essa meta superior.
Em qualquer circunstância: na vitória ou no fracasso, na paz ou no combate, entre amigos ou sitiado por adversários, jubiloso ou em lágrimas, recolha-se à oração e à paciência.
A oração lhe abrirá a comporta mental para a inspiração, a paciência lhe dará os meios para guardar no imo a resposta divina.
Orando, Jesus manteve direto contato com Deus.
Paciente, superou todos os obstáculos e, apesar de abandonado, aparentemente vencido, atraiu todos ao Seu coração magnânimo.
(De “Momentos de Decisão”, de Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Marco Prisco).

Homoerótica

5 Homoerotica temporario

Apartir do proximo dia 25 estreia a mostra “Alair Gomes: Percursos”. A individual traz a público uma seleção de 293 ampliações de pequenos formatos das séries “Sonatinas, Four Feet”, “Symphony of Erotic Icons”, “The Course of the Sun”, “Beach Triptychs”, “A New Sentimental Journey”, além de uma série inédita de fotografias de atletas do surf, futebol, canoagem e natação no Rio de Janeiro e a série que realizou na Praça da República em 1969, no auge do movimento hippie na cidade de São Paulo. Considerado um dos precursores da fotografia homoerótica no Brasil, notabilizou-se a partir dos anos 1960 pelas fotografias que enfocam o corpo do homem belo e jovem, seguindo a tradição da história da arte, mais notadamente das esculturas greco-romanas. Com forte acento voyeurista, muitas das fotografias realizadas entre 1960 e 1992 foram feitas a partir da janela e também no perímetro de seu apartamento na orla da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro.

Serviço: Caixa Cultural, Praça da Sé, 111, Centro, tel. 3321-4400. De terça a domingo das 9h às 19h. Entrada franca. Até 04/10.

A cidade

Cena do espetáculo Minhoca na cabeça.

Minhoca na cabeça conta a história de uma menina está de mudança! Ela saiu de uma cidade pequena, com muito espaço, e chegou numa cidade gigantesca, onde não cabe quase nada. Nos bairros não cabem praças, nas praças não cabem árvores, nas árvores não cabem crianças. O único lugar em que parece caber algo, é na sua própria cabeça. Cabem suas brincadeiras, suas invenções, suas birras e seus sonhos. Tem até um espaço para o medo da cidade. E foi nesse espacinho que uma minhoca veio fazer morada. Não demorou e a minhoca folgada começou a ocupar muito espaço. Mas, para a sorte da Menina, seus atrapalhados amigos Haroldo e Heraldo aparecerão para ensinar novas formas fantásticas de ver e navegar por essa cidade maluca. Para acompanhá-los a menina terá de enfrentar seus medos e decidir o que fará com a minhoca na sua cabeça. Com Gabi Zanola, Kleber Bianez, Rani Guerra e Renato Ribeiro.

Serviço: Elevado Costa e Silva (Minhocão), R. Amaral Gurgel, s/n, Vila Buarque. Domingos, às 10h e às 16h. Entrada franca.

Homenagem

Em homenagem ao compositor e multi-instrumentista Garoto, Daniel Montes, Marcel Powell, Rafael Mallmith e Zé Paulo Becker tocam as músicas que marcaram a trajetória do músico. O show faz parte do projeto “Cem Anos” que ocupará o espaço com um panorama da produção musical do compositor e violonista paulistano
Aníbal Augusto Sardinha, o Garoto (1915-1955). Ao todo serão realizadas quatro apresentações com alguns dos maiores talentos do violão brasileiro e que vêm chamando atenção na cena musical atualmente. O evento é o encontro de harmonias e melodias que fizeram de Garoto um dos grandes nomes da música popular e instrumental brasileira. Quatro dos maiores talentos do violão desta geração, Daniel Montes (dia 23), Marcel Powell (dia 25), Rafael Mallmith (dia 24) e Zé Paulo Becker (dia 26), mais convidados. As canções que Garoto deixou como herança serão apresentadas pelos vocalistas João Cavalcanti e Gabriel Azevedo, ambos do grupo Casuarina.

Serviço: Caixa Cultural São Paulo, Praça da Sé, 111, Centro. De quinta (23) a domingo (26) a partir das 12h. Entrada franca.


Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171