O corpo

Cena da comédia “Como se livrar de um Defunto”.

Estreia no próximo dia 08 a comédia “Como se livrar de um Defunto” conta a estória de três irmãos que encontram um corpo na sala. E depois desse crime misterioso é preciso se livrar do corpo. Qualquer um deles pode ser o criminoso. E agora? Como passar com o corpo pela portaria? E pior que toda hora aparece alguém no apartamento que pode descobrir tudo. Com Kainan Ferraz, Roberto Freitas e Tony Aquino.

Serviço: Teatro Ruth Escobar, R. dos Ingleses, 209, Bela Vista, tel. 3289-2358. Sábados às 21h30 e domingos às 19h30. Ingressos: R$ 40 e R$ 60. Até 25/10.

REFLEXÃO

AUXÍLIOS SEMPRE POSSÍVEIS

Sem quaisquer recursos especiais, você dispõe do poder de renovar e reerguer a própria vida. Você pode ainda e sempre: avivar o clarão da alegria onde a provação esteja furtando a tranquilidade; atear o calor do bom-ânimo onde a coragem desfaleça; entretecer o ambiente preciso à resignação onde o sofrimento domina; elevar a vibração do trabalho onde o desânimo apareça; extrair o ouro da bênção entre pedras de condenação e censura; colocar a flor da paciência no espinheiro da irritação; acender a luz do entendimento e da concórdia, onde surja a treva da ignorância; descobrir fontes de generosidade sob as rochas da sovinice; preparar o caminho para Jesus nos corações distantes da verdade. Tudo isso você pode fazer, simplesmente pronunciando as boas palavras da esperança e do amor. André Luiz Médium: Francisco Cândido Xavier, do livro “SINAL VERDE” – Edição CEC.

Caos

Cena do espetáculo “Hamlet ao Molho Picante”.

A Cia. Paródia realiza uma temporada popular do espetáculo “Hamlet ao Molho Picante”, do italiano Aldo Nicola. Com direção de Dagoberto Feliz, a comédia conta a estória de “Hamlet”, de William Shakes­peare (1564-1616), a partir dos personagens da cozinha do castelo de Elsinore. A peça atribui a tragédia do sensível e mimado jovem Hamlet aos planos meticulosos do cozinheiro Froggy e de sua esposa Cathy. Eles planejaram tudo para que o destino do desastrado príncipe da Dinamarca fosse tomado pelo caos. A ideia é acentuar o humor do clássico shakesperiano a partir de um novo ponto de vista. Todos os acontecimentos da obra são reinterpretados: a aparição do fantasma do rei, o banquete de casamento, a loucura de Hamlet, a morte de Ofélia e o desfecho trágico. O elenco conta com a participação de Rosi Campos, Luciana Paes, Paulo de Pontes, Cleber Tolini, Melany Kern, Pedro Brandi, Walter Cereja, Gabriel Hirschhorn e Cacau Merz.

Serviço: Teatro Alfredo Mesquita, Av. Santos Dumont, 1770, Santana, tel. 2221-3657. Sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Até 06/09.

Mágica: ilusionismo, mentalismo e hipnose

Estreia na quarta-feira (12) Hipnomagic, um espetáculo que reúne de forma inusitada ilusionismo, mentalismo e hipnose em um show irreverente, interativo e recheado de surpresas. Criado há 3 anos e com aproximadamente 300 apresentações realizadas, o Hipnomagic vem se destacando no cenário nacional como um show contemporâneo e muito inovador. O seu principal diferencial está na formação das esquetes a partir de um roteiro adaptado e que tem sempre a participação do público presente como elemento central de construção da cena. Por esse motivo que o Hipnomagic é reconhecido pela crítica como uma verdadeira peça viva interativa, com um formato único na América Latina. O público já começa a participar ativamente desde o princípio do espetáculo, estimulados pelo Ilusionista e Hipnólogo Ed Rocha.

Serviço: Teatro Bibi Ferreira, Av. Brigadeiro Luis Antônio, 931, Bela Vista, tel. 3105-3129. Quartas e quintas às 21h. Ingresso: R$ 60. Até 01/10.

Stand-up Indiscretíssimos

Dani Guedes, Ricardo Leitte e Alessandro.

Três atores e inúmeros personagens numa montagem dinâmica e interativa no stand-up Indiscretíssimos. São homens e mulheres de todos os tipos que se encontram em situações típicas dentro de um bar, daí nascem romances, segredos, disputas e mais uma vasta gama de situações comuns entre copos, bebidas e música agitada. Veremos surgir o casal que se mostra mais afoito que o resto dos clientes, a esposa traída, a cantada barata, tudo a seu tempo, num tempo atual, entre risos e pequenas coreografias. Com Dani Guedes, Ricardo Leitte e Alessandro.

Local: Teatro UMC, Av. Imperatriz Leopoldina, 550, Vila Leopoldina, tel. 2574-7749. Terças às 21h. Ingresso: R$ 30. Até 25/08.

A culpa

No drama Ladrões de Estrelas quatro jovens se encontram no terraço de um edifício procurando entender qual o lugar poderiam ocupar no mundo. Não em cima de nenhum prédio, naturalmente, mas lá embaixo, onde os carros atropelam as pessoas e as pessoas passam por cima uma das outras sem saber quem são, ou pra onde estão indo também; usando seus filhos como desculpa para toda uma série de inversões éticas. Os pais não tem culpa, os filhos tampouco, daí vem um poeta enfurecido e berra a recorrente pergunta surda: “a culpa é de quem?!”. Os quatro passando para a vida adulta, sem a menor ideia de onde fica exatamente esse muro que dividiria esses dois tempos. Com Brenno Leone, Gabriela Lopes, Caique Nogueira e Lais Pinho.

Serviço: Teatro das Artes (Shopping Eldorado), Av. Rebouças, 3.970, Pinheiros, tel. 3034-0075. Sábado (08) e domingo (09) às 20h. Ingresso: R$ 60.


Mostra “Alair Gomes: Percursos”

Alair Gomes, artista percursor das fotografias homoeróticas no Brasil. A exposição leva ao público uma seleção de 293 arquivos vindos de séries como “Sonatinas, Four Feet”, “Symphony of Erotic Icons”, “The Course of the Sun”, “Beach Triptychs”, “A New Sentimental Journey”, além de imagens inéditas de atletas do surf, futebol, canoagem e natação do Rio de Janeiro e a série que realizou na Praça da República em 1969, no auge do movimento hippie na cidade de São Paulo. Com forte acento voyeurista, muitas das fotografias realizadas entre 1960 e 1992 foram feitas a partir da janela e também no perímetro de seu apartamento na orla da praia de Ipanema, no Rio de Janeiro. Sua última grande mostra foi realizada na 30ª Bienal de Arte de São Paulo.

Serviço: Caixa Cultural São Paulo, Praça da Sé, 111, Centro, tel. 3321-4400. De terça a domingo das 9h às 20h. Entrada franca. Até 04/10.