Nova temporada

A comédia de situações e relacionamentos “Amor, Humor, o Resto é Bobagem”, retorna em uma nova temporada. O espetáculo reestreia dia 12 de maio

Elenco da peça “Amor, Humor, o Resto é Bobagem”.

A peça conta sobre o cotidiano de quatro amigos solteiros que vivem de maneira independente e que moram no mesmo apartamento: Laura Leslie (Renata Brás), cansada de seus fracassos profissionais, tem que decidir entre duas possibilidades para mudar sua vida: o suicídio ou o ingresso no reality show “Casa dos Famosos”. Dois artistas plásticos, Mariana Martins e Tadeu, às vésperas de um grande vernissage internacional e a socialite Nicole, falida em virtude de seu recente divórcio com o milionário Antônio Augusto. Todos estão tentando encontrar o real sentido da vida. Os jovens passarão por diversas situações ao longo da peça em busca de um único objetivo: encontrar o verdadeiro amor. Com Flavia Viana, Mônica Carvalho, Renata Brás e Sandro Pedroso

Serviço: Teatro União Cultural, R. Mario Amaral, 209, Paraíso, tel. 2148-2923. Sextas, sábados e domingos às 21h30. Ingressos: R$ 70, sextas e domingos e R$ 80, aos sábados. Até 30/07.

REFLEXÃO

PROGRAMA EVOLUTIVO: O delinqüente primário, diante das leis humanas, não raro, tem o direito de responder ao processo em clima de liberdade e, mesmo quando condenado, faz jus a vários recursos que lhe amenizam a pena. O criminoso renitente, pela circunstância da conduta, encontra-se incurso nas penalidades severas e experimentará o isolamento em educandários de segurança, não fruindo de maior consideração... Assim também ocorre com o Espírito. Quando os seus erros e delitos são de pequena monta, reencarna-se sob provações reparadoras, enfrentando as disciplinas que o reeducarão, para depois gozar de paz e de liberdade. Os calcetas e empedernidos, os refratários ao amor e os que se arrojaram aos despenhadeiros do suicídio, do homicídio, recomeçam na Terra, encarcerados nas expiações lenificadoras... A provação é oportunidade para o Espírito renovar-se. A expiação constitui-lhe corretivo severo. Provado, o Espírito se sente estimulado a conquistas novas, enquanto resgata débitos anteriores. Expiando, recupera-se e aprende, sem outra alternativa, enjaulado no processo de depuração. A provação é solicitada. A expiação é imposta. Na primeira, há liberdade de ação; na segunda, desaparece a livre opção, ante o impositivo estabelecido. Sob prova ou expiação, estás colocado no dispositivo da evolução, de que necessitas, e que é melhor para o teu progresso. Aplica a razão e o sentimento lúcidos, nesse programa evolutivo, e ergue-te da posição em que te encontres, alcançando o triunfo da tua reencarnação. Livro: Episódios Diários - cap. 20 Joanna de Àngelis e Divaldo P. Franco

Reestreia

Cena da peça “As Cerejas”.

O espetáculo “As Cerejas”, inspirado na obra homônima autor britânico Lawrence Durrell (1912-1990). Com direção e adaptação de Roberto Alvim, a montagem conta com elenco formado pelo ator Alexandre Leal e pela atriz Steffi Braucks (integrante da Cia Club Noir). A nova temporada tem início a partir do dia 17 de maio. A peça narra a história de um homem com um distúrbio esquizofrênico, que conduz o público por sua estranha trajetória, mostrando o mundo por meio de sua percepção singular. O espetáculo retrata sua rotina num hospital para doentes mentais e a mudança em sua vida quando se apaixona por uma mulher desconhecida, num evento que promove a imersão da personagem em torvelinhos psíquicos devastadores.

Serviço: Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt, 158, Centro, tel. 3258-4449. Quartas e quintas às 21h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Até 29/06.

O afeto

Um terremoto abre uma fenda na terra e divide um país inteiro em dois lados. Em vários lados. Por conta disso, um grupo de amigos parte para as Ilhas Galápagos, lugar onde Darwin iniciou seus estudos sobre a teoria da evolução das espécies, com o intuito de recriarem e preservarem experiências individuais e coletivas de memória e esquecimento, num espaço de intersecção entre ficção e realidade. Ao se defrontarem com o comportamento dos animais, traçam um paralelo com as suas próprias relações fragilizadas e percebem o quanto estão regredindo por terem deixado algo muito importante ser esquecido: o afeto. Com Ana Lúcia Felippe, Fernandina Romualdo, Ana Pereira, Floreana Goicochea, Angela Ribeiro, entre outros.

Serviço: Escola SP de Teatro, Praça Franklin Roosevelt, 210, Consolação. Sábados às 21h; domingos às 20h; segundas às 21h. Ingressos: R$ 20. Até 26/6.

“Sexo, Etc e Tal, Falando de Sexo com Humor”

comedia temporario

Dia 12 de maio reestreia o espetáculo “Sexo, Etc e Tal, Falando de Sexo com Humor” de Robson Guimarães e André Rangel. Essa comédia fala de sexo com humor, alegria e descontração, em uma conversa aberta com a plateia, que participa do início ao fim. A nova versão desse espetáculo que foi o precursor dos atuais Stand-ups, tem como referência o “sexo” na sua expressão mais cotidiana, onde atores e plateia desenvolvem uma conversa aberta sobre sexo, e em especial sobre a alegria e humor contido nas relações a dois. Com André Rangel, Márcio Marinello, Dan de Almeida.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César. Sextas, às 21h30. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 02/06.