Infantojuvenil

Cena de “Histórias de Alexandre”.

O Grupo 59 de Teatro encerra a temporada do espetáculo infantojuvenil “Histórias de Alexandre”

Concebida a partir da obra de Graciliano Ramos a peça reúne estórias e fanfarronices de um típico mentiroso do sertão, numa encenação recheada por canções inéditas. Alexandre é um homem já velho; tem um olho torto e fala bonito: um típico contador de estórias. Está sempre acompanhado pelos moradores das redondezas e até por pessoas de consideração, que vem à sua modesta casa para ouvir as narrativas “fanhosas” que conta: Seu Libório, cantador de emboladas; o cego preto Firmino; mestre Gaudêncio Curandeiro, que reza contra mordedura de cobras; e Das Dores, benzedeira de quebranto. Cesária, mulher de Alexandre, está sempre por perto, e pronta para socorrer o marido quando ele se “engancha” ou é questionado em suas narrativas. Com Carol Faria, Felipe Alves, Felipe Gomes Moreira, Fernando Oliveira, Gabriel Bodstein, Gabriela Cerqueira, Jane Fernandes, Nathália Ernesto, Nilcéia Vicente, Ricardo Fialho e Thomas Huszar.

Serviço: Armazém 19, R. Mário Costa, 13, Vila Maria Zélia, tel. 2081-4647. Sábado (8) e domingo (9) às 16h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

REFLEXÃO

O QUE QUERES: Se queres um ambiente melhor para o teu coração, não te frustres em trabalhar para a tua própria paz. Esforça-te e trabalha, ampara e vigia, compreende e avança, ama e segue que o Cristo não encontra dificuldades em te ajudar. Compreende, pois, que há necessidade da conquista individual, sem que falte o primeiro passo: a bênção de Deus. Estamos, como sabes, à disposição do Pai Celestial. Estamos na fase de duras provas e expiações, que devem ser aceitas e as lições assimiladas. O mundo espiritual nunca se cansa de operar em favor das criaturas. Se queres libertar-te das más conseqüências, não cruzes os braços diante de tanto chamado. Não deixes de operar em todas as direções, de modo que, se já dormiste tanto, deves fermentar os teus valores nas mesmas proporções. Acorda agora, desperta e anda, que o Cristo de Deus se encontra com os braços abertos como a te dizer: "Desprende-te de tudo o que tens, das coisas transitórias, e segue-me, que terás comigo no reino dos Céus um tesouro eterno, dentro e fora da consciência..." Homens!.... não deixeis que a vossa boca fale somente por falar! Empenhai-vos em viver, porque a vivência é prova de que aprendeste a lição, consolidando a vida no amor e na caridade! E quereis viver com Deus no coração, deixai, pela harmonia, o vosso coração pulsar no mesmo ritmo do universo. Procurai a alegria cristã, sem esquecerdes o amor! Procurai o amor, sem esquecerdes a fraternidade, que acende o sol da vida no âmago da alma!. (De "Páginas Esparsas 2", de João Nunes Maia, pelo Espírito Bezerra).

MPB

Toquinho

O cantor e compositor Toquinho az uma apresentação mais intimista, com apenas voz e violão, Toquinho resgata clássicos da MPB como Aquarela (Toquinho/M. Fabrizio/G. Morra/V. Moraes), Tarde em Itapoã (Toquinho/Vinicius De Moraes), Que Maravilha (Toquinho/Jorge Benjor), Jeito Simples de Ser (Toquinho), entre outras. Nascido no bairro do Bom Retiro, Toquinho já gravou cerca de 82 discos, compôs mais de 450 músicas e fez cerca de dez mil shows no Brasil e exterior. Um dos principais parceiros de Vinicius de Moraes, também compôs com Chico Buarque, Jorge Ben Jor, Paulinho da Viola, Francis Hime, Mutinho, Carlinhos Vergueiro, Gianfrancesco Guarnieri, Elifas Andreato e Paulo César Pinheiro.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (11) às 21h. Ingressos: R$ 130 e R$ 180.

Rock

A banda “The Supertramps” é uma rara combinação entre experientes e talentosos músicos com uma paixão em comum: a música mágica do lendário conjunto inglês Supertramp. A riqueza de detalhes em suas apresentações envolve a pesquisa minuciosa de timbres, arranjos e de toda atmosfera musical, marcada pelas inesquecíveis vozes de Roger Hodgson e Rick Davies, pelo piano elétrico Wurlitzer e pelo saxofone carismático de John Helliwell. O conjunto reproduz com precisão “The Logical Song”, “Fool’s Overture”, Ït Raining Again” todos os maiores clássicos e sucessos da inesquecível carreira da banda original, incluindo em seu repertório canções, como: “Breakfast in America”, “Give a Little Bit” e “Goodbye Stranger”. Com Voz. Chico Weiss: Voz e Teclados. Cadu Bap: Sax e Voz. Renato Rossi: Teclados e Guitarra. Felipe Carvalho: Baixo e Voz. Gabriel Rego: Bateria.

Serviço: Teatro UMC, Av. Imperatriz Leopoldina, 550, Vila Leopoldina, tel. 2574-7749. Sexta (7) às 21h. Ingresso: R$ 25.

Refugiados

Oula Al-Saghir

A apresentação da compositora e cantora Oula Al-Saghir no próximo dia 9 faz parte do evento Refugiados. Um lar chamado São Paulo. No dia 9, Oula Al-Saghir (Palestina), cantora nascida em Homs, na Síria, filha e neta de palestinos. Após os anos de guerra, resolveu embarcar para o Brasil e aqui desde 2015 se dedica à música árabe, com repertório que vai de canções clássicas árabes à poesia da resistência palestina. Abdel Salam (Palestina), dia 30. Abdel nasceu no campo de refugiados palestinos de Yarmouk e ainda espera voltar à terra dos seus pais. Com seu alaúde, ele mostra canções árabes clássicas e modernas composições próprias. Atrações de maio: Fady Sharief e banda (Síria), dia 7/5; e Grupo Sempre Amigos Dança Árabe (Síria), dia 21/5. Exposição fotográfica: Até 21 de maio, retratos em preto e branco de refugiados de vários países, ao lado de painéis informativos sobre a situação do refúgio no Brasil com fotografias de Felipe Grespan.

Serviço: Shopping Center 3, Av. Paulista, 2064, Cerqueira César, tel. 3285-2458. Domingos às 14h. Entrada franca. Até 21/05.