“A Arca de Noé”

“A Arca de Noé”

O espetáculo “A Arca de Noé”, de Vinícius de Moraes e Toquinho, estreia em 15 de abril e é um verdadeiro caso de amor da literatura, do teatro e da música popular brasileira

Vinícius escreveu poemas de espírito infantil para seus filhos e um dia resolveu transformá-los em música com a parceria de Toquinho. Dali para o teatro foi um pulo e “A Arca de Noé” com alguns de seus poemas mais famosos como “O Pato”, “Corujinha”, “Pinguim” e “São Francisco” transformaram-se em verdadeiros hinos cantado por crianças do Brasil inteiro. É uma verdadeira viagem pelo mundo encantado das rimas, da imaginação e da inteligência. Com Edson Bueno, Jeff Bastos, Marvhem Hd ou Lilian Marchiori, Marcelina Fialho, Robysom Souza, Ingrid Bozza e Vivian Schimitz.

Serviço: Teatro Gazeta, Av. Paulista, 900. Sábados e domingos às 16h. Ingresso: R$ 80. Até 21/05.

REFLEXÃO

TU E TUA CASA: "E eles disseram: Crê no Senhor Jesus-Cristo, e serás salvo, tu e a tua casa." (ATOS, 16:31.). Geralmente, encontramos discípulos novos do Evangelho que se sentem profundamente isolados no centro doméstico, no capitulo da crença religiosa. Afirmam-se absolutamente sós, sob o ponto de vista da fé. E alguns, despercebidos de exame sério, tocam a salientar o endurecimento ou a indiferença dos corações que os cercam. Esse reporta-se à zombaria de que é vitima, aquele outro acusa familiares ausentes. Tal incompreensão, todavia, demonstra que os princípios evangélicos lhes enfeitam a zona intelectual, sem lhes penetrarem o âmago do coração. Por que salientar os defeitos alheios, olvidando, por nossa vez, o bom trabalho de retificação que nos cabe, no plano da bondade oculta? O conselho apostólico é profundamente expressivo. No lar onde exista uma só pessoa que creia sinceramente em Jesus e se lhe adapte aos ensinamentos redentores, pavimentando o caminho pelos padrões do Mestre, ai permanecerá a suprema claridade para a elevação. Não importa que os progenitores sejam descrentes, que os irmãos se demorem endurecidos, nem interessam a ironia, a discussão áspera ou a observação ingrata. O cristão, onde estiver, encontra-se no domicilio de suas convicções regenerativas, para servir a Jesus, aperfeiçoando e iluminando a si mesmo. Basta uma estaca para sustentar muitos ramos. Uma pedra angular equilibra um edifício inteiro. Não te esqueças, pois, de que se verdadeiramente aceitas o Cristo e a Ele te afeiçoas, serás conduzido para Deus, tu e tua casa. (De "Vinha de Luz", de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel).

Mistura musical

Chico Mendes

No show Chico Mendes & da Vila, que acontece no dia 20 de abril, o cantor e compositor Chico Mendes mistura suas músicas às de Martinho da Vila e compõe um repertório dançante, em que estão presentes sucessos como Pequeno Burguês, Casa de Bamba, Ex-amor, Disritmia, entre outros, além de sambas próprios de Chico, como São Paulo Sedução, Origens, Santa Música e O Brilho Das Orquídeas. O cantor sobe ao palco da Comedoria acompanhado por Edson Masson (violão de sete cordas), Ailton Reiner (bandolim), Daniel Taurizano (cavaquinho), Ariesler Santos (flauta), Agustin Arias (pandeiro e vocal), Fábio BIsck (surdo e vocal) e Cleiton Fernando (percussões).

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clélia, 93. Quinta (20) às 21h30. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

VISÃO Comédia Romântica

O espetáculo “Quase Cinquenta Tons de Cinza” trata de uma releitura cômica do livro que causou a maior polêmica mundial sobre o assunto, satirizando os melhores momentos da história. Uma paródia bem humorada focada principalmente no comportamento do personagem Christian Grey. Um espetáculo leve que não cai no vulgar. Com Vitor Branco, Bruna Andrade e Wanderlei Grillo.

Serviço: Teatro Ruth Escobar, R. dos Ingleses, 209, Bela Vista, tel. 3289-2358. Sábados às 21h30 e domingos às 19h30. Ingresso: R$ 50. Até 30/04.


Erros e acertos

O espetáculo Ribanceira encerra temporada neste domingo, dia 2. A peça aborda a questão dos desastres ambientais e as tragédias ocasionadas por eles na vida das pessoas menos favorecidas. Ribanceira, apresenta as lembranças do personagem Zé, sobrevivente de uma catástrofe na qual perdeu mulher e filhos, mas, que tenta refazer a sua vida resgatando o antigo sonho de ser escritor. Zé é humano, tem preconceitos, comete erros e chega a ser cruel. Atribui a Deus as responsabilidades pelo que acontece aos seres humanos, se vê em uma situação da qual só sairá se tomar as rédeas da própria vida. Com Antonio Ginco.

Serviço: Teatro de Arena Eugênio Kusnet, R.Dr. Teodoro Baima, 94, República, tel. 3256-9463. Sexta (31/01), sábado (01) às 21h e domingo (02/04) ás 19h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).

Infantil

O projeto Sábado e Domingo são Dias de Teatro! acontece todos os sábados e domingos com concepção e interpretação da Cia de Teatro Arte & Manhas. Na programação: Dias 1 e 2, Páscoa em Apuros, Uma Disputa Entre Coelhos (dias 08 e 09). A Páscoa da Vida (dias 15 e 16). As Aventuras de Curupira na Floresta (dias 22 e 23) e A Bela Adormecida nos dias 29 e 30.

Serviço: Livraria Cultura do Iguatemi São Paulo, Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232 - Jardim Paulistano, tel. 3048-7305. Sábados (01, 08, 15, 22 e 30) e domingos (02, 09, 16, 23 e 30) às 15h e às 17h. Entrada franca.