Musical

Elenco de “DaTchau – Rumo à Estação GrandeAvenida”.

A Companhia do Feijão apresenta seu novo espetáculo, “DaTchau – Rumo à Estação GrandeAvenida”

Na história uma pessoa (de classe média) tenta escrever uma narrativa que dê conta dos tempos sombrios que está vivendo. Nesta tentativa, ela sonha que um dia acorda indignada com o estado das coisas. E, no sonho, esta indignação a leva para a rua, para protestar. No início sozinha, depois coletivamente, em harmonia com outros indignados, toma um trem de metrô cujo destino é a estação GrandeAvenida, para onde está marcada uma grande manifestação. Durante a viagem as diferenças do coletivo indignado assumem o protagonismo, atiçam raivas e ódios e se transformam em conflitos oníricos e o sonho se transforma em pesadelo. E o destino final desta viagem será o do encarceramento deste coletivo num campo de trabalhos forçados. Com Fernanda Haucke, Fernanda Rapisarda, Flávio Pires, Vera Lamy e Zernesto Pessoa.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, Quarta Parada. Quinta a sábado às 21h30. Até 30/04.

REFLEXÃO

EDIFICAÇÕES: "Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte." - Jesus (Mateus, 5:14). O Evangelho está repleto de amorosos convites para que os homens se edifiquem no exemplo do Senhor. Nem sempre os seguidores do Cristo compreendem esse grande Imperativo da iluminação própria, em favor da harmonia na obra a realizar. Esmagadora percentagem de aprendizes, antes de tudo, permanece atenta à edificação dos outros, menosprezando o ensejo de alcançar os bens supremos para si. Naturalmente, é muito difícil encontrar a oportunidade entre gratificações da existência humana, porquanto o recurso bendito de iluminação se esconde, muitas vezes, nos obstáculos, perplexidades e sombras do caminho. O Mestre foi muito claro em sua exposição. Para que os discípulos sejam a luz do mundo, simbolizarão cidades edificadas sobre a montanha, onde nunca se ocultem. A fim de que o operário de Jesus funcione como expressão de claridade na vida, é indispensável que se eleve ao monte da exemplificação, apesar das dificuldades da subida angustiosa, apresentando-se a todos na categoria de construção cristã. Tal cometimento é imperecível. O vaivém das paixões não derruba a edificação dessa natureza, as pedradas deixam-na intacta e, se alguém a dilacera, seus fragmentos constituem a continuidade da luz, em sublime rastilho, por toda parte, porque foi assim que os primeiros mártires do Cristianismo semearam a fé. (De "Caminho, verdade e vida", de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel).

trocando as calcinhas

comedia temporario

“Trocando as Calcinhas” é um espetáculo que conta a história de Lara e Larissa Kelly, duas irmãs completamente diferentes que dividem um apartamento em São Paulo. Após terem uma grande briga, maior do que todas as outras que já tiveram, vão dormir brigadas e acordam tendo que descobrir como viver na pele uma da outra é mais difícil do que imaginam. Essa trama vem para mostrar que não é tão fácil se colocar no lugar do outro e que as aparências enganam, muito. Com Carolyne Nonato, Mabel Lopes, Lukkas Martins e Matheus Cirilo.

Serviço: Teatro Bibi Ferreira, Av. Brigadeiro Luis Antônio, 931, Bela Vista, tel. 3105-3129. Quintas às 21h. Ingresso: R4 50. Até 08/06.

 

Ocupação

Obra da exposição “Corpo de Prova”.

A exposição “Corpo de Prova” apresenta o trabalho de Lais Myrrha investiga instrumentos e saberes que constroem nossa experiência no mundo a partir do lugar que nele ocupamos. Dicionários, mapas, bandeiras, hinos, jornais e telejornais são alguns dos elementos sobre os quais a artista interfere, explorando a noção de impermanência, e a precariedade dos conceitos de equivalência e equilíbrio.

Serviço: Sesc Bom Retiro, Al. Nothmann, 185, Bom Retiro, tel. 3332-3600. Quintas e sextas das 9h às 21h, sábados das 10h às 21h e aos domingos das 10h às 18h. Entrada franca. Até 23/06.

Parque de camas elásticas

O evento infantil intitulado Jump!, em uma área de 90 m², composto de complexo de camas elásticas gigante com proteção nas paredes e na base, piscinas de espumas nas extremidades e basquete acoplado, em que a criança consegue impulsionar o salto e conquistar arremessos mais altos. A atividade é para crianças a partir de 3 anos de idade, e até os 4 anos só é permitido brincar no espaço acompanhado de um adulto responsável, nesse caso, somente a criança paga pelo acesso, e o acompanhante entra como cortesia.

Serviço: Shopping West Plaza, Av. Francisco Matarazzo, s/n, Barra Funda, tel. 3677-4000. De segunda a sábado das 10h às 22h e aos domingos das 14h às 22h. Ingesso: R$ 20. Até 17/05.

INFANTIL

A partir de oito contos e/ou crônicas de Clarice Lispector (1920-1977), publicados no Jornal do Brasil entre 1967 e 1973, o espetáculo infantil Brincar de Pensar, contos de Clarice Lispector é um espetáculo multimídia que joga foco na narrativa de prosa poética da autora, e apresentam em comum as memórias da infância e devaneios próprios de todas as idades. Com apoio dramatúrgico de Michelle Ferreira, o elenco formado por Isabel Wilker, Lívia Vilela e Luiz Felipe Bianchini (Elisa Volpatto como stand-in) mostra situações comuns vividas pelas pessoas, como pedir um livro emprestado, vestir-se para um baile de carnaval, ou observar um inseto em cima de um quadro.

Serviço: Teatro Décio de Almeida Prado, R. Cojuba, 45, Itaim Bibi, tel. 30793438. Sábados e domingos às 16h. Ingressos: R$ 14 e R$ 7 (meia). Até 30/04.


Mais Lidas