Revolta

Divulgação

Criar novas narrativas e transportar o clássico texto “A Missão, Lembranças de uma Revolução”, do escritor alemão Heiner Müller (1929-1995) para os dias atuais, discutindo questões ligadas à discriminação racial

Em síntese, esta é a proposta de “A Missão em Fragmentos: 12 cenas de descolonização em legítima defesa”, espetáculo inaugural do coletivo Legítima Defesa, que ganha temporada a partir do dia 4 de abril. Com elenco formado por 15 performers negros, atores, atrizes, músico, DJ e diretor em cena, a peça traz três emissários da Convenção Francesa que vão à Jamaica, colônia inglesa, para organizar uma revolta dos escravos no inverno de 1798/1799. Assim que estabelecem as primeiras conexões, são alcançados pela notícia de que Napoleão havia tomado o poder no dia 9 de novembro de 1799. Debuisson então interrompe os preparativos: acreditando não ter o apoio do novo regime, trai seus companheiros Sasportas e Galloudec, entregando-os à coroa Britânica.Com Eugênio Lima, Walter Bathazar, Gilberto Costa, Luz Ribeiro, Junior Cabral, Mawusi Tulani, Jhonas Araújo, Renato Caetano, Palomaris Mathias, Tatiana Rodrigues Ribeiro, Nádia Bittencourt, Thereza Morena, Fernando Lufer, Luiz Felipe Lucas e Luan Charles e Aliadxs.

Serviço: Centro Cultural São Paulo, R. Vergueiro, 1000, tel. 3397-4002. Terças e quartas às 20h. Ingressos: pague quanto puder, nos seguintes valores: R$ 1, R$ 5, R$ 10, R$ 15 e R$ 20. Até 17/05.

REFLEXÃO

VOTO ESPÍRITA

O Espírita é alguém que assegura a si mesmo ser efetivamente: tão confiante nas Leis Divinas que jamais se confia à desesperação, por mais agudo que lhe seja o sofrimento; tão otimista que nunca perde a coragem, nos embaraços de que se vê defrontado, aguardando o melhor e fazendo o melhor que pode nas atividades do dia-a-dia; tão diligente que jamais abandona o trabalho, ainda mesmo quando lucros ou perdas o induzam a isso; tão compreensivo que facilmente descobre os meios de justificar as faltas do próximo; tão firmes nos ideais edificantes que, em circunstância alguma, surpreende motivos para cair em desânimo; tão sereno que não se afasta da paciência, sejam quais forem os sucessos desagradáveis; tão conhecedor das próprias fraquezas que não encontra oportunidade ou inclinação para registrar as fraquezas dos outros; tão estudioso que não perde o mínimo ensejo para a aquisição de novos conhecimentos; tão realista que não alimenta qualquer ilusão a seu próprio respeito, aceitando-se hoje imperfeito ou desajustado, como talvez seja, mas sempre envidando esforço máximo para ser amanhã como deve ser; tão entusiasmado ante a Criação e a Vida Eterna que jamais permite venham dificuldades ou provações solapar-lhe a alegria de viver ou obscurecer-lhe o dom de servir. O espírita, enfim, é alguém ciente de que Deus está ao lado de todos, mas procura firmar-se, sentir, pensar e agir, incessantemente, ao lado de Deus.

Albino Teixeira (De "Coragem", de Francisco Cândido Xavier - espíritos diversos).

Forró

Lucy Alves

Com sua inseparável sanfona e um repertório calcado em referências como Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Geraldo Vandré e Maria Bethania, a cantora, musicista e atriz Lucy Alves irá mostrar sua vertente compositora no show. O repertório está recheado do forró da melhor qualidade, ritmo que remete às origens da artista.

Serviço: Canto da Ema, Av. Brigadeiro Faria Lima, 364, Pinheiros, tel. 3813-4708. Sexta (24) às 22h30. Ingresso: R$ 50.

Dança

O diabo e seus desdobramentos com a ideia de vigiar e punir um corpo liberto, ao mesmo passo que se associa a liberdade sexual a figura mítica do diabo na coreografia “Anatomia do Diabo”.

Serviço: Sesc Santana, Av. Luís Dumont Villares, 579, tel. 2971-8700. Quarta às 18h30, quinta às 10h30 e sexta às 15h. Entrada franca. Até 30/03.


Axé

Léo Santana

Após se apresentar em diversos show e bandas sem sucesso, Léo Santana entrou para o Parangolé, o que levou ele a se apresentar no programa do SBT, o Domingo Legal. Com Rebolation, o Parangolé chegou a ter sucesso internacional, batendo recorde nas paradas da Angola e de Portugal. Com esse efeito, Léo Santana e a banda conseguiram entrar para o Guinness Book por ter a canção mais tocada no mundo todo.

Serviço: Bulls Club, Av. Salim Farah Maluf, 1500, Tatuapé, tel. 2601-4488. Domingo (26) às 21h30. Ingressos: R$ 80 e R$ 120.

MPB

Em seu segundo disco e mais recente trabalho, Ó, Juliana Perdigão segue na pesquisa em meio a produção da canção atual brasileira. No repertório, ela apresenta músicas de colegas de geração com os quais já trabalhou e tem afinidade pessoal e estética, é o caso de: Kiko Dinucci, Kristoff Silva, Makely Ka, Ava Rocha, Guilherme Held, Negro Leo, Luiz Gabriel Lopes, Clima, Ná Ozzetti e Nuno Ramos.

Serviço: Sesc Consolação, R. Doutor Vila Nova, 245, tel. 3234-3000. Sábado (25) às 21h. Ingresso: R$ 30.