“Histórias de Alexandre”

Grupo 59

O espetáculo infanto-juvenil “Histórias de Alexandre”, da obra de Graciliano Ramos estreia dia 18 com direção de Cristiane Paoli Quito

A peça reúne histórias e fanfarronices de um típico mentiroso do sertão, numa encenação recheada por canções inéditas. Publicado em 1944 por Graciliano, o livro traz contos coletados na memória oral do folclore nordestino, resgatando crenças, costumes e mitos da região. Na história Alexandre e os amigos se reúnem para ouvir suas aventuras e façanhas, sempre narradas com exagero e entusiasmo. Sua mulher, Cesária, acompanha tudo de perto e nunca deixa o marido perder o fio da meada. São essas histórias de Alexandre que o Grupo 59 de Teatro “conta cantando” e “canta contando”: um convite a todas as idades para a deliciosa aventura de imaginar o possível e o impossível, pelas palavras de Graciliano Ramos. Com Carol Faria, Felipe Alves, Felipe Gomes Moreira, Fernando Oliveira, Gabriel Bodstein, Gabriela Cerqueira, Jane Fernandes, Nathália Ernesto, Nilcéia Vicente, Ricardo Fialho e Thomas Huszar.

Local: Armazém 19, R. Maria Costa, 13, Vila Maria Zélia, tel. 2081-4647. Sábados e domingos às 16h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 09/04.

REFLEXÃO

VEM!: "E quem o ouve, diga: - Vem. E quem tem sede, venha." - APOCALIPSE, 22 :17. A Terra é a grande escola das almas em que se educam alunos de todas as idades. Se atingiste o nível das grandes experiências, não te inquiete a incessante extensão do trabalho. Não enxergues inimigos nos semelhantes de entendimento imperfeito. Muitos deles não saíram ainda do jardim de infância espiritual. Dá sempre o bem pelo mal, a verdade pela mentira e o amor pela indiferença. A inexperiência e a ignorância dos corações que se iniciam na luta fazem, freqüentemente, grande algazarra em torno do espírito que procura a si mesmo. Por isso, padecerás muitas vezes aflição e desânimo. Não te perturbes, porém. Se as ilusões e os brinquedos da maioria não mais te satisfazem, é que a madureza te inclina a horizontes mais vastos. Recorda que somente Jesus é bastante sábio e bastante forte para acalmar-te. Ouve-lhe o apelo divino, formulado nas derradeiras palavras do seu Testamento de Amor: - "Vem!" Ninguém te pode impedir o acesso à fonte da luz infinita. O Mestre é o Eterno Amigo que nos rompe as algemas e nos abre portas renovadoras... Entretanto, é preciso saibas querer. O Senhor jamais nos fará violência. Sofres? Estás fatigado? Tropeças sob os fardos do mundo? Vem! Jesus reserva-te os braços abertos. Vem e atende-o ainda hoje. É verdade que sempre alcançaste ensejos de serviço, que o Mestre sempre foi abnegado e misericordioso para contigo, mas não te esqueças de que as circunstâncias se modificam com as horas a de que nem todos os dias são iguais. (De "Fonte Viva", de Francisco Cândido Xavier, pelo Espírito Emmanuel).

Releituras

Mart’nália

A cantora Mart’nália lança o disco “+ Misturado”. Em seu novo trabalho, a cantora apresenta releituras dos compositores mais queridos e essenciais para a sua formação musical, assim como canções de grandes artistas da música brasileira. Dentre as músicas, o repertório do show tem como destaque “Estrela” (Gilberto Gil), “Tempo de Estio” (Caetano Veloso) e as novas “Se Você Disser Adeus” (Geraldo Azevedo/Capinam), “Ouvi Dizer” (Teresa Cristina e Mosquito) e “Eu Te Quero Agora” (Zé Ricardo).

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clélia, 93, Água Branca, tel. 3871-7700. Sexta (10) e sábado (11) às 21h30. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).

Sertanejo

Almir Sater, Renato Teixeira e Sérgio Reis, três dos maiores nomes da genuína música sertaneja, juntos no mesmo palco, para uma emocionante releitura dos grandes clássicos que marcaram suas carreiras, e claro, a vida de milhares de pessoas.

Serviço: Clube Monte Líbano, Rodovia Washington Luiz, Km 446. Sábado (11) às 21h. Ingressos: De R$ 100 a R$ 3.000.

50 ANOS

A renomada peça do autor Plínio Marcos “Dois perdidos numa noite suja” completou 50 anos em 2016 e, para comemorar esse marco, estreia uma temporada inédita, com nova montagem, no dia 18. A trama apresenta as histórias de Paco e Tonho, moradores de uma hospedaria e carregadores de um caminhão do mercado da região. Tonho, personagem vivido por Simas, deseja procurar um emprego melhor, mas vive se lamentado por não possuir um par de sapatos decente e inveja o seu companheiro de quarto, Paco, que ostenta belos calçados. Como mote principal, esse par de sapatos torna-se o alvo simbólico desta peça em que, entre trocas de farpas, diálogos ríspidos e um humor sarcástico, os dois personagens trabalham a reflexão de uma sociedade marginalizada. Com Kayky Brito e Rodrigo Simas.

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, 318, Barra Funda, tel. 3611-3042. De R$ 30 a R$ 70. Até 30/04.

Autoconfiança

Reprodução

Empoderamento infantil é um termo com o qual nem todo mundo está familiarizado, porém, o que parece ser um nome complicado é mais simples do que parece, e se resume em uma palavra: autoconfiança. Considerando que é na infância que as crianças recebem os primeiros referenciais de mundo e então constroem sua identidade, é fundamental estimular atitudes. Pensando nisso, o autor João Carlos Filho criou o espetáculo “O Cabelo da Princesa”. A proposta do espetáculo é questionar o padrão de beleza das heroínas do imaginário infantil. A produção independente conta a história de uma menina de cabelos enrolados que vai explorar o mundo das princesas com seu boneco para tentar entender por que afinal todas as princesas parecem tão iguais, de cabelo liso e pele clara.

Serviço: Teatro Viradalata, R. Apinajés, 1387, Sumaré, tel. 3868-2535. Sábados e domingos às 16h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 16/04.


Mais Lidas