Musical

Cena do musical “Coração de Herói”.

“Coração de Herói”, que reestreia dia 28 busca uma maneira de envolver crianças e adultos surdos e ouvintes no tema inclusão fazendo uso de poesia e arte

Com direção e dramaturgia de Liliane Zimermann, a montagem mostra dois irmãos dando asas à imaginação por meio de brincadeiras. Canções e texto são interpretados em Libras (Língua Brasileira de Sinais) pelos próprios atores, de forma simultânea, garantindo a inclusão genuína. O espetáculo se passa no quarto de um menino, que vira cenário de uma grande e bela aventura como acontece no imaginário criativo das crianças. Os brinquedos tomam vida a partir das músicas ao vivo e os bonecos fazem parte de uma história cheia de diversão e valores, enquanto dois irmãos brincam despretensiosamente um com o outro.

Serviço: Teatro Viradalata, R. Apinajés, 1387, Perdizes, tel. 3868-2535. Sábados às 12h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 18/02.

REFLEXÃO

ACORDEMOS

É sempre fácil
examinar as consciências alheias,
identificar os erros do próximo,
opinar em questões que não nos dizem respeito,
indicar as fraquezas dos semelhantes,
educar os filhos dos vizinhos,
reprovar as deficiências dos companheiros,
corrigir os defeitos dos outros,
aconselhar o caminho reto a quem passa,
receitar paciência a quem sofre
e retificar as más qualidades de quem segue conosco.
Mas enquanto nos distraímos,
em tais incursões a distância de nós mesmos,
não passamos de aprendizes que fogem, levianos,
à verdade e à lição.
Enquanto nos ausentamos
do estudo de nossas próprias necessidades,
olvidando a aplicação dos princípios superiores
que abraçamos na fé viva,
somos simplesmente
cegos do mundo interior
relegados à treva...
Despertemos, a nós mesmos,
acordemos nossas energias mais profundas
para que o ensinamento do Cristo
não seja para nós uma benção que passa,
sem proveito à nossa vida,
porque o infortúnio maior de todos,
para a nossa alma eterna
é aquele que nos infelicita
quando a graça do Alto
passa por nós em vão!...
André Luiz
(De "Caridade", de Francisco Cândido Xavier - Espíritos Diversos)

Stand-up

Marcelo Marrom

Marrom apresenta sua nova turnê com o solo “Juro que é Verdade”. Um espetáculo com 55 minutos de duração que conta a história dividida nas 4 décadas vividas pelo ator Marcelo Marrom. O enredo relata a trajetória desde sua infância até sua vida atual. Apelidos da infância, relacionamentos, são alguns do temas que Marrom aborda. Transforma em piada seus traumas, alegrias, conquistas, decepções, sucessos e fracassos, mas com a marca registrada do autor, piadas com reflexão. Além disso tudo, Marcelo se rende ao pedido do grande público e coloca no repertório o quadro “Música Por Encomenda” onde tudo pode acontecer. Violão, piano e ukulele são alguns dos instrumentos que Marrom toca durante o show de humor.

Serviço: Teatro Fernando Torres, R. Padre Estevão Pernet, 588, Tatuapé, tel. 2227-1025. Sábado (21) às 21h. Ingresso: R$ 60.

TUMULTO

“As Mona Lisas”

A peça “As Mona Lisas” conta a estória de três “gays super divertidos”, Kaká, um cabeleireiro, Mark, um bancário, e Haroldo, um figurinista de TV, que dividem um apartamento onde tudo, mas tudo mesmo pode acontecer... Luiza, vendedora de produtos de beleza, se apaixona por Klaus, um rapaz que é cercado de cuidados pelos três gays como um filho. O tumulto se instala quando dona Ravena, mãe de Kaká, que desconhece a homossexualidade do filho, vai visitá-lo. Com Cássio Valero, Alexandre Luz, Raul Mesquita, Viviane Esteves e Kleber Lopes.

Serviço: Teatro Ruth Escobar, R. dos Ingleses, 209, Bela Vista, tel. 3289-2358. Domingos às 19h30. Ingresso: R$ 60. Até 26/03.


Comédia

Divulgação

No show “Danos Morais”, Marcela Tavares apresenta textos inéditos, com piadas fortes, que nos faz pensar e rever conceitos de uma maneira extremamente bem humorada (há controvérsias). Os assuntos vão de política, sexo, feminismo, redes sociais até histórias do cotidiano que geram identificação imediata e hilária por parte do público. “Danos Morais” não é um solo de stand-up comum. O espetáculo conta com momentos de grande interação com a plateia. A facebooker usa recursos como projeções interativas, sons, vídeos e internet para criar uma atmosfera de profunda imersão do público no espetáculo. Durante a apresentação os momentos de improviso são um show aparte. Marcela interage com o público transformando-os em parte integrante do espetáculo.

Serviço: Teatro Ressurreição, R. dos Jornalistas, 123, Jabaquara, tel. 5016-1787. Sábado (28) às 20h. Ingresso: R$ 70.

 


Mais Lidas