Italianas

Obras da exposição Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras.

A exposição Classicismo, Realismo, Vanguarda: Pintura Italiana no Entreguerras, apresenta as 71 pinturas italianas adquiridas entre 1946 e 1947, por Francisco Matarazzo Sobrinho, o Ciccillo, e sua esposa Yolanda Penteado, para a criação do antigo MAM de São Paulo. A exposição traz ainda dez obras de artistas brasileiros cujas práticas mantinham relação com o ambiente artístico italiano do entre guerras. Talvez uma das coleções mais importantes de arte moderna italiana fora da Itália, esse conjunto de obras do MAC USP pode contar uma história da arte moderna italiana da primeira metade do século XX.

Serviço: MAC USP Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, 1301, Parque Ibirapuera, tel. 2648-0254. De terça a domingo das 10h às 18h. Entrada franca. Até 30/12.

REFLEXÃO

CORTE ISSO: A existência na Terra é comparável a um filme que você está protagonizando. O diretor e o intérprete se conjugam em você mesmo, porque a objetiva da livre escolha jaz em suas mãos, tanto quanto as imagens da película são arquitetadas por seus próprios pensamentos. Atenda aos seus encargos, tão bem quanto lhe seja possível. Muitos episódios e trechos, inconvenientes podem ser evitados para que se lhe destaque a excelência do trabalho:
lembranças amargas;
idéias de vingança;
ressentimentos;
desilusões;
prejuízos e fracassos;
doenças e azedume;
condenação e impaciência;
reclamações...
Quando qualquer desses lances vier a surgir em seu caminho ou em sua imaginação, corte isso. Converta a sombra em luz, na vivência da esperança e do bem. E arrede de você tudo o que lhe possa tisnar a tranqüilidade, porque em futuro próximo ou menos próximo, o seu filme estará na tela da verdade e as suas escolhas vão passar. (De "Busca e acharás", de Francisco Cândido Xavier - André Luiz).

Musical

“Ópera Urbe - Peste Contemporânea”.

A peça “Ópera Urbe - Peste Contemporânea” é um ato-espetáculo-musical que conta a história de quatro amigos que veem suas relações de amor, amizade e afeto se dissiparem por questões afeitas aos dias tensos e conturbados da contemporaneidade, tais como o fanatismo religioso, o binômio capital/consumismo, as diversas formas de vivenciar a sexualidade e a intolerância de modo geral. Com Karen Menatti, Flavio Barollo, Eduardo Mossri, Andre Cezar Mendes e Leona Jhovs.

Serviço: Sesc Ipiranga, R. Bom Pastor 822, Ipiranga, tel. 3340-2000. Sábado (7) às 20h30 e domingo (8) às 18h. Entrada franca.

Piano a Quatro mãos

Durante os cinco dias de apresentação, o Duo Perez-Biazioli realizará um diversificado programa de obras para piano a quatro mãos que vai de Beethoven a Gershwin, focando principalmente no repertório do século XIX e nas obras de compositoras como Clara Schumann, Fanny Mendelssohn, Cecile Chaminade e Mel Bonis.

Serviço: Sesc Carmo, R. do Carmo, 147, Centro, tel. 3111-7000. De segunda (9) a quinta (12) às 12h15. Entrada franca.

Fase brasileira

A mostra Idas e vindas apresenta um panorama da produção de Lasar Segall, com enfoque especial na “Fase Brasileira” e seus desdobramentos, sem deixar de lado períodos e tendências importantes, como a sua produção inicial, fortemente influenciada pelo impressionismo e pelo período expressionista, até obras dos fins da década de 1950. A exposição conta também com objetos de seu ateliê e residência, bem como textos de autoria do artista, contextualizando cada período abordado.

Serviço: Museu Lasar Segall, R. Berta, 111, Vila Mariana, tel. 2159-0400. De quarta a segunda das 11h às 19h. Entrada franca. Até 29/12.


Comédia

Peça “As Filhas da Mãe”.

Uma das maiores comédias do teatro brasileiro, que se mantém em cena há mais de duas décadas e arrebanhou um público estimado em 2 milhões e meio de pessoas ao longo deste período. A peça “As Filhas da Mãe” conta a história de uma mãe de meia idade, Diva Maria, cuja longa e fracassada trajetória nos meios artísticos a leva a investir na carreira das duas filhas, Deise Maria e Dalva Maria. Como ambas são totalmente desprovidas de talento, as inúmeras tentativas de “encaixá-las” em alguma produção artística falham sucessivamente, criando situações hilárias e levando as duas moças à atitude desesperada de fugir de casa para obter a liberdade. Com Luiggi Francesco, Carmen Sanches, Nicole D’Fiori, Fausto Crispim, Alexandre Battel e Ozamir Araujo.

Serviço: Teatro Bibi Ferreira, Av. Brigadeiro Luis Antônio, 931, Bela Vista, tel. 3105-3129. Sábados, às 21h e domingos às 20h e quintas às 21h. Ingresso: R$ 60. Até 12/01.

Stand-up Comedy

Rir ainda é o melhor remédio! Lançando seus olhares com observações bem humoradas sobre a sociedade, os humoristas interagirão com a plateia no espetáculo Será que Bete Faria?, portando apenas microfone. Assim, criarão um ambiente alegre, possibilitando aos espectadores excelentes gargalhadas. O show traz à tona situações que, através de visões transversais de cada integrante, garante momentos memoráveis ao público que ainda se deliciam com espetinhos e long neck gelada a preço justo. Com Alysson Lima e convidados.

Serviço: Oficina de Artes Rosina Pagan, R. Dr. Lopes de Almeida, 223, Vila Mariana, tel. 2769-7388. Sábados, às 20h30 (Exceto dias 24/12, 31/12). Ingresso: R$ 30. Até 25/03.