Musical “auê”

Cena do musical “auê”.

No dicionário, “auê” significa farra, tumulto, confusão ou barulho causado por uma algazarra

Em cena, a companhia Barca dos Corações Partidos apresenta 21 canções autorais e inéditas, em um espetáculo que mescla teatro, dança, performance e, claro, música. Criada em processo coletivo com a diretora Duda Maia, a encenação utiliza as letras como dramaturgia e os oito atores/cantores ainda são responsáveis por tocar todos os instrumentos ao vivo nesta verdadeira farra teatral. Com Ádren Alves, Alfredo Del-Penho, Beto Lemos, Eduardo Rios, Fabio Enriquez, Renato Luciano, Ricca Barros. Músico convidado: Rick de La Torre.

Serviço: Teatro FAAP, R. Alagoas, 903, Higienópolis, tel. 3662-7232. Sexta (16) e sábado (17) 21h e domingo (18) às 18h. Ingresso: R$ 70.

REFLEXÃO

ORGULHO OU DISTRAÇÃO? Defronte ao Hotel Diniz, de propriedade de D.Naná, achava-se um irmão alcoolizado. Por ali, de manhã e na hora do almoço, passa o médium a caminho do serviço. O Chico, de longe, notou que o rapaz estava num de seus piores dias. Não se contentava em cantar e fazer esgares: provocava também, apelidando, com jocosos nomes, quantos lhe passavam á frente. De leve e bem ao longe, passou sem ser visto pelo irmão embriagado, e já se achava distante, quando Emmanuel, delicadamente, lhe diz: - Chico, nosso amigo viu-o passar e esconder-se dele. Está falando muito mal de você e admirado de seu gesto. Volte e retifique sua ação. O Chico voltou: - Como vai, meu irmão? Desculpe-me por não o ter visto, foi distração... - É já estava admirado de você fazer isto, Chico. Que os outros faça pouco caso de mim, não me incomodo, mas você não. Estava dizendo bem alto: como o Chico está orgulhoso! Já nem se lembra dos pobres irmãos como eu. Pensa que estou embriagado e foge de mim como se eu tivesse moléstia contagiosa... - Não, meu caro; foi apenas distração, desculpe-me. - Pensava que era orgulho. Está desculpado. Vá com Deus. Que Deus lhe ajude e lhe dê um dia feliz, pelo abraço consolador que você me deu. E Chico partiu. Ganhara uma lição e dava aos que o observavam outra bem mais expressiva. Livro: Lindos casos de Chico Xavier – Autor: Ramiro Gama

Encontro de fé

“Paulo de Tarso”

No espetáculo “Paulo de Tarso”, o personagem Saulo tem sua vida centrada nas ideias de Rubens, sacerdote saduceu, que deixa claro sua oposição ao cristianismo. Saulo tem um carinho grande por Diná, prometida de Rubens e simpatizante do cristianismo. Antes de seu encontro definitivo com Jesus, Saulo irá encontrar vários personagens convertidos à nova religião: Pedro, João, Hagar, Barnabé, etc. Em sua perseguição aos cristãos, ele terá uma experiência real com Jesus, ficando completamente cego. Sua visão retorna quando ele encontra um enviado de Deus, chamado Ananias. A partir daí, Saulo assumirá seu novo nome, Paulo, e será um divulgado das ideias de Jesus. Mesmo não tendo tido contato com o Mestre, por muitos ele é considerado o 12º apostolo de Jesus. Com Aguiberto Santos, Alexandre Zanchetta, Amanda Câmara, A-X Nunes, Bianca Bologna, Daniel Gawa, Eliana Ravanhani, Marcos Manrai, Maria Fernanda Peres e Ronney Thiago.

Serviço: Teatro Extra Itaim (Hipermercado Extra Itaim), R. João Cachoeira, 899,Itaim Bibi, tel. 4328-3842. Quinta (15) às 20h. Ingresso: R$ 15.

Aulas

Dark Room marca o encontro do dramaturgo Mário Viana com o ator Eduardo Martini. Viana, autor de textos que mesclam temas sérios a muito humor, criou aqui uma personagem feita à medida para o talento de Martini, ator que transita com o mesmo brilho da farsa ao drama. Uma drag queen aposentada, um rapaz sem profissão definida e uma garçonete de inferninho encontram-se em algum quarto escuro perdido do mundo. Wesley, o rapaz, contrata Shirley Pão na Chapa para ensiná-lo a ser drag queen. Entre as aulas, surgem as lembranças de Janete, a mãe cansada de guerra. O humor cortante de Shirley e a visão prática de Janete empurram Wesley em sua busca pelo pai ausente. Com Eduardo Martini, Patrícia Vilela e Murillo Carraro.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Sexta 21h30 e domingo 21h. Ingressos: R$ 50 e R$ 25 ( meia). Até 18/12.

Lançamento

Cantora temproario

A cantora Adriana Arydes apresenta repertório que inclui sucessos de sua carreira e participações especiais de Fátima Souza, Flavinho, Fred Pacheco, Jake Trevisan, Ziza Fernandes, Juninho Casimiro e Padre Zezinho. A artista também mostra aos fãs uma nova canção, “O Menor da Casa Sou Eu”, que canta ao vivo pela primeira vez.

Serviço: Theatro Net São Paulo, R. Olimpíadas, 360, Vila Olímpia, tel. 4003-4173. Quinta (15) às 21h. Ingressos: De R$ 90 a R$ 120.

Show

Cibelle Hespanhol, começou a desenvolver sua técnica musical na cidade de Toledo/PR, aos 7 anos de idade, onde realizou cursos de violão, estrutura musical e técnica vocal. Daí em diante, veio moldando e desenvolvendo todo seu aprendizado que revela no show Alta Tensão.

Serviço: Espaço Parlapatões, Pça Franklin Roosevelt, 158, Centro, tel. 3258-4449. Sexta (16) às 21h. Ingresso: R$ 35.

Estreia

Nesta semana a peça “Oração para um Pé de Chinelo” entrará em cartaz. A peça de Plínio Marcos, propõe reflexões pertinentes e atuais a partir do texto escrito em 1969, e censurado por uma década. O autor não realiza apenas uma crítica social ferrenha, mas vai mais fundo, revelando a tragédia da realidade daqueles à margem, abrindo espaço para uma reflexão sobre a condição humana. Com Guilherme Barroso Rodrigues, Natália Kronig e Yorran Furtado.

Serviço: Viga Espaço Cênico, R. Capote Valente, 1323, Pinheiros. Quarta (14) e quinta (15) às 21h. Ingresso: R$ 30 e R$ 15 (meia)