“Pele Negra, Máscaras Brancas”

“Pele Negra, Máscaras Brancas”

“Pele Negra, Máscaras Brancas”, novo espetáculo de dança negra contemporânea da companhia paulistana Treme Terra, celebra os 10 anos do grupo

O novo trabalho é o resultado de dois anos de pesquisas que aprofunda a temática apresentada em Terreiro Urbano, espetáculo anterior do grupo, sobre movimentações dos orixás, suas mitologias e arquétipos. A montagem conta ainda com a participação do artista plástico Achiles Luciano, que interage ao vivo com projeção digital, compondo o ambiente da performance cênica a partir da ferramenta denominada Tagtools. Já os figurinos foram criados por Silvana Marcondes, enquanto a cenografia é assinada por Julio Dojcsar.

Serviço: Sesc Vila Mariana, R. Pelotas, nº 141, Vila Mariana, tel. 5080-3000. Sábado (17) às 21h. Ingressos: R$ 25 e R$ 12,50 (meia).

REFLEXÃO

CONFISSÃO
Revendo as falhas que tenho
Das mais diversas e feias,
É que tenho tanto empenho
Em ver as falhas alheias.
Tantas vezes, vivo errada!...
Senhor, guarda-me no Bem.
Também eu caio na estrada,
Não posso julgar ninguém.
Maria Dolores

(Página recebida em reunião de amigos, no Culto Do Evangelho no Lar, na noite de 17 de fevereiro de 1993, em Uberaba, Minas) (De “Esperança e Luz”, de Francisco Cândido Xavier - Autores Diversos)

Conto e vida

Cena da peça “Quase uma adaptação”.

O espetáculo “Quase uma adaptação” mostra a história de um grupo de teatro que está montando uma peça baseada no conto Casa Tomada, de Júlio Cortázar, no qual a história é centrada em dois irmãos, mergulhados na mesma rotina que se resume a casa em que vivem. Subitamente ela é tomada por barulhos inusitados e desprovidos de razão, e sem questionar , seus ocupantes não veem outra saída senão abandonar o casarão. Nesta adaptação, no decorrer dos ensaios acontecimentos fantásticos mudam o cotidiano do grupo e aos poucos as duas realidades, conto e vida, se fundem até o momento que o teatro é tomado. Com Alexandra DaMatta, Bia Toledo e Everson Romito.

Serviço: Teatro Livraria da Vila (Shopping JK Iguatemi), Av. Juscelino Kubitschek, 2041, Itaim Bibi, tel. 5180-4790. Quinta (15) às 20h. Ingresso: R$ 50.

Arte

Cor, movimento e emoção são os elementos que reúnem a mostra Universo Diverso.a exposição de seis artistas com caminhos distintos, mas com uma beleza e plasticidade que agradam o olhar.

Serviço: Galeria Spazio Surreale, R. Caconde, 234/238, Jardim Paulistano. De segunda a sexta das 11h às 18h. Entrada franca. Até 20/12.

Comédia

O talk-show Carpinejar disseca os relacionamentos amorosos contemporâneos. Desde o namoro até separação. Da reconciliação à loucura. Como se manter casado com excessiva visibilidade? Pois é preciso ser fiel e leal na vida real e na virtual: não é uma tarefa para os fracos. Como a mulher pensa, como ela deseja, por que ela cura sua depressão comprando sapatos? Por que o homem não consegue manter dois assuntos ao mesmo tempo? Por que ele se sente o centro do mundo e tem uma grande dificuldade de ouvir uma história sem se enxergar como o problema ou a solução? De onde vem o excessivo medo de brochar da ala masculina? Venha descobrir e se divertir.

Serviço: Teatro Municipal de Santo André, Praça IV Centenário, s/nº, Centro, Santo André, tel. 4433-0789. Sexta (16) às 21h30. Ingresso: R$ 60.


Samba

Alcione

Com 45 anos de carreira, 42 álbuns (entre LPs e CDs) e 9 DVDs gravados, Alcione já ultrapassou a marca de oito milhões de discos vendidos; fez shows em mais de 30 países, e perdeu a conta de quantas vezes cruzou o Brasil de ponta a ponta com turnês prestigiadas pelo público, com lotações esgotadas.

Serviço: Sesc Itaquera, Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000, Itaquera, tel. 2523-9200. Domingo (18) às 16h. Entrada franca.

Musical

A nova versão do Dzi Croquettes visa privilegiar a ideia física do Teatro Musical Brasileiro. Aproxima-se mais do formato de teatro de revista, fugindo do estereótipo dos musicais com estilo “Broadway” (onde todos seguem um modelo padronizado de representação musicada, dando maior ênfase ao canto). O Dzi agora apresentado mantém sua forma original, porém revisitado por uma trilha sonora contemporânea (Ira, Titãs, Mamonas Assassinas) que se serve de recursos eletrônicos, interpretada por um elenco masculino com forte apelo de sensualidade e um exemplar vigor físico.Com um técnico desempenho teatral, o elenco apresenta atuações tanto masculinas quanto femininas, tendo como ingrediente principal a paródia. Composto de humorismo, números musicais e coreográficos, o espetáculo satiriza a realidade social, política e existencial do momento.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Quartas e quintas às 21h. Ingresso: R$ 80. Até 15/12.

Seresta

Trovadores Urbanos promovem a “Seresta de Sexta” que será especialmente preparada para celebrar o natal. A grande atração é o grupo Noéis dos Trovadores Urbanos, um quarteto de Papais Noéis cantores com um repertório natalino e brasileiro.

Serviço: Casa dos Trovadores, R. Aimberé, 651, Perdizes. Sextas às 20h. Entrada franca. Até 23/12.

Acidente

Os efeitos colaterais provocados pela vida na metrópole paulistana entrelaçam três vidas conectadas por um trágico acidente em “Um Sol Cravado no Céu da Boca”. Com Bárbara Bonnie, Haroldo Miklos e Larissa Ferrara.

Serviço: Teatro da Rotina, R. Augusta, 912, Centro, tel. 95489-9836. Segundas e terças às 21h.Ingresso: R$ 30. Até 20/12.