ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Carnaval: Bloco de rua terá Sidney Magal

Sidney Magal faz sua estreia no Carnaval à frente do BlocOn.

Desta vez, não é só a cigana Sandra Rosa Madalena que vai sorrir, cantar e dançar sem parar: o BlocON promete agitar os foliões com a atração mais inusitada do ano: o cantor e compositor Sidney Magal. As famosas composições serão apresentadas em um ritmo pra lá de animado, produzido especialmente para o dia. Além de Magal, os foliões também irão curtir uma mistura de ritmos eletrizante, com a apresentação do DJ Tahira, conhecido por sua mescla de música brasileira com eletrônica e hip-hop, junto com o trombonista Bocato, considerado um dos melhores do mundo. A banda dos blocos BregsNice e Zé Presidente, já tradicionais da cidade, também prometem fazer a alegria do público com sucessos da música de festa brasileira numa roupagem nova e carnavalesca.

Serviço: Praça Dr. Teodoro de Carvalho, R. Vergueiro, s/n, Vila Mariana. Sábado (06) das 11h às 20h30. Entrada franca.

REFLEXÃO

FILHO E CENSOR.

“Mas, respondendo ele, disse ao pai: “eis que te sirvo, há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com meus amigos...” – Jesus. (Lucas, 15:29.) Na parábola do filho pródigo, não encontramos somente o irmão que volta experiente e arrependido ao convívio do lar. Nela, surge também o irmão correto, mas egoísta, remoendo censura e reclamação. Ele observa a alegria paternal, abraçando o irmão recuperado; entretanto, reprova e confronta. Procede como quem lastima o dever cumprido, age à feição de um homem que desestima a própria nobreza. É fiel aos serviços do pai; contudo, critica-lhe os gestos. Trabalha com ele; no entanto, anseia escraviza-lo aos próprios caprichos. Atende-lhe aos interesses, vigiando-lhe o pão e a prata. Guarda lealdade, mergulhando-se na idéia de evidência e de herança. Se o coração paterno demonstra grandeza de sentimento, explode em ciúme e queixa. Se perdoa e auxilia, interpõe o merecimento de que se julga detentor, tentando limitar-lhe a bondade. Perde-se num misto de crueldade e carinho, sombra e luz. É justo e injusto, terno e agressivo, companheiro e censor. Deseja o pai somente para si, a fazenda e o direito, o equilíbrio e a tranqüilidade somente para si. No caminho da fé, analisa igualmente a tua atitude. Se te sentes ligado à Esfera Superior por teus atos e diretrizes, palavras e pensamentos, não te encarceres na vaidade de ser bom. Não te esqueças, em circunstância alguma, de que Deus é Pai de todos, e, se te ajudou para estares com ele, é para que estejas com ele, ajudando aos outros. Livro Palavras de Vida Eterna. F.C. Xavier.

Exposição

Obra da exposição Zoocidade.

A exposição Zoocidade, onde os animais são colocados não apenas como caçadores, mas também como artistas apresenta seres antropomorfos e zoomorfos que oferecem um reflexo do tempo em que vivemos: o hibridismo como traço principal do mundo contemporâneo. Os traços entrelaçados, sobrepostos, percorrem a parede em branco construindo essa metáfora social, não isenta de humor, com seus (in)fluxos, (in)divisões e (justa)posições, narrando suas tramas. Obras da artista Leila Monsegur.

Serviço: Sesc Santana, Av. Luiz Dumont Villares, 579, Santana. De terça a sábado das 10h às 20h e domingos e feriados das 10h às 17h. Entrada franca. Até 21/02.

Comédia

Baseada na obra de Manuel Antônio de Almeida, a peça Memórias de um Sargento de Milícias gira em torno de Leonardo Pataca e seus romances e aventuras no Rio de Janeiro do período imperial.Como a própria obra sugere, foi possível obter-se um trabalho de resultado bastante dinâmico, engraçado e fiel ao livro, com o estilo Inovador adotado para a montagem, na qual o grande destaque é o trabalho do ator, tal como nos primórdios da comédia del’arte, que para registrar fatos e costumes importantes de uma época era preciso contar histórias, dançar, encenar e fazer o público rir. Com Caio Silviano, Chris Oliveira, Giovana Garcez, João Victor Silva, Keli Isabele, Leandro Bitar, Marcelo Russo, Miriam Limma e Raquel Higa.

Serviço: Teatro Ressurreição, R. dos Jornalistas, 123, Jabaquara, tel. 5016-1787. Terças às 20h30. Ingresso: R$ 50. Até 29/03.

Forró

A banda de forró Dois Dobrado é composta por Jorge Silva (cavaquinho), Jonas Virgolino (sanfona), Julio Cesar (zabumba) e Marcelo Lima (voz e triângulo). Criado há três anos, o grupo tem repertório variado com canções de diversos artistas, além de apresentar músicas próprias.

Serviço: Galeria Olido, Av. São João, 473, República, tel. 3331-8399. Quarta (03) às 19h. Entrada franca.


DUELO: “UM BONDE CHAMADO DESEJO”

A história Da peça “Um Bonde Chamado Desejo” criada por Tennessee narra à decadência de Blanche Dubois, que se abriga na casa da irmã Stella para fugir do passado e se depara com seu vulgar cunhado Stanley. Marlon Brando e Jessica Tandy interpretaram, em 1947, na Broadway, dirigidos por Elia Kazan, os protagonistas que aqui serão representados por Maria Luisa Mendonça e Du Moscovis. Na trama, a sonhadora e atormentada Blanche DuBois muda-se para a casa da irmã, Stella, no estado norte americano de New Orleans, para logo entrar em violento embate com a brutalidade de seu cunhado, Stanley. Na tensão entre a carnalidade bestial de Stanley e o espírito etéreo de Blanche, ergue-se a mais pungente e bela metáfora do duelo entre o sonho e a realidade, entre a alma e o corpo, que o teatro já produziu. Com direção de Rafael Gomes, completam o elenco Donizeti Mazonas (no papel de Harold Mitchell) e Virginia Buckowski (no papel de Stella Kowalski), além dos atores Fabrício Licursi, Fernanda Castello Branco e Matheus Martins.

Serviço: Tucarena, R. Bartira esquina c/ R. Monte Alegre s/nº, Perdizes. Sextas, às 21h30, sábados às 21h e aos domingos às 18h. Ingressos: a partir de R$ 25. Até 21/02.

Identidade

Cena de Fortes Batidas.

No drama “Fortes Batidas” amigos que apostam quem consegue ficar com mais meninas, um casal testando o relacionamento aberto e a dificuldade de um rapaz tímido ficar com alguém do mesmo sexo pela primeira vez. A explosiva mistura dos desejos de personagens em busca de sua identidade constrói uma rede de conflitos que envolve a plateia. Com  Ariel Rodrigues, Bárbara Sagarbi, Beatriz Silvei­ra, Bianca Lopresti, Eduardo Scudeler, Felipe Aidar, Fernando Vilela, Gabriela Andrade, Ga­briela Gama, Gal Goldwaser, Inês Bushatsky, Ingrid Man­tovan, Laura Vicente, Lucas Oranmian, Mateus Fávero, Mateus Menoni e Maurício Ma­chado.

Serviço:  Sesc Santo Amaro, R. Amador Bueno, 505, Santo Amaro, tel. 5541-4000. Sextas e sábados às 20h e domingos às 18h. Ingresso: R$ 20. Até 21/02.

 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171