ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Medo

Deus abre

Um redator é sequestrado e tem como vigia um mendigo que já conhecia da rua, e começa a refletir sobre sua relação de homem de classe média com o mundo. A peça “Até Que Deus É um Ventilador de Teto” gira em torno de como o medo integra a vida dos brasileiros que, cercados pela violência e todo o imaginário que ela carrega, mudam suas relações, gerando preconceitos e dificultando aproximações mais humanas. Com Hugo Possolo e Raul Barreto.

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clelia, 93, Perdizes, tel. 3871-7700. Quintas, sextas e sábados às 21h e aos domingos às 19h. Ingresso: R$ 25. Até 13/09.

REFLEXÃO

EXPERIMENTE HOJE.

Agradecer a Deus os benefícios da vida e valorizar os recursos do próprio corpo. Trabalhar e servir além do próprio dever, quanto lhe seja possível. Observar, ainda mesmo por instantes, a beleza  da paisagem que lhe emoldura a presença. Nada reclamar. Comentar unicamente os assuntos edificantes. Refletir nas qualidades nobres de alguma pessoa com a qual os seus sentimentos ainda não se afinem. Falar sem azedume e sem agressividade na voz. Ler algum trecho construtivo. Praticar, pelo menos, uma boa ação, sem contar isso a pessoa alguma. Cultivar tolerância para com a liberdade dos outros sem atrapalhar a ninguém. Atendamos diariamente a semelhante receita de atitude e, em breve tempo, realizaremos a conquista da paz.

André Luiz (De “Busca e acharás”, de Francisco Cândido Xavier – Espíritos Emmanuel e André Luiz).

Exposição “Chão”

Obra da exposição “Chão” de Alexandre Brandão.

A exposição “Chão” de Alexandre Brandão é a segunda exposição individual no espaço, onde o ele traz uma nova série de trabalhos, dando continuidade à sua exploração e fascínio pela fenomenologia das matérias primas e a sua transmutação quase alquímica. Se, em obras anteriores, o artista estudava a natureza impalpável da luz e as capacidades plásticas de materiais como açúcar, pedra, tinta e carvão, em “Chão” ele aprofunda a sua relação direta com as matérias primas que advêm, literal ou conceitualmente, da terra.

Serviço: Galeria Leme, Av. Valdemar Ferreira, 130, Butantã, tel. 3093-8184. De terça a sexta das 10h às 19h e aos sábados das 10h às 17h. Entrada franca. Até 26/09.

Zélia Duncan

Em sua sétima edição, o Projeto Sala de Estar convida Zélia Duncan, que traça sua carreira através de músicas que marcaram sua trajetória entremeadas por causos e histórias que fizeram parte destas composições.

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clelia, 93, Perdizes, tel. 3871-7700. Sexta (04) e sábado (05) às 21h e domingo (06) às 19h. Ingresso: R$ 50.

Coletivo Inominável

A partir do clássico A Gaivota, de Anton Tchekhov, o Coletivo Inominável propõe uma montagem não realista e fortemente apoiada no sarcasmo onde o foco é investigar o fazer artístico como forma de evitar a morte. Entre o texto de Tchekhov, depoimentos pessoais, noções de física aplicada, astronomia, e os processos biológicos de decomposição do corpo, quatro atores refletem sobre o tempo, o teatro, e o ritual do suicídio. Com, Beatriz Cugnasca, Cezar Zabell, Ingrid Veríssimo e Jaqueline Chile.

Serviço: Teatro Experimental Anhembi Morumbi, R. Dr. Almeida Lima, 993, Mooca, tel. 2872-1457. Sextas às 20h. Entrada franca. Até 18/09.


Orquestra Brasileira de Música Jamaicana

Orquestra OBMJ.

O novo trabalho da Orquestra Brasileira de Música Jamaicana, OBMJ Ataca, é uma homenagem ao gênero Sci Fi e tambem faz alusão ao filme Mars Attack, de Tim Burton. É o primeiro trabalho autoral da banda e inteiro instrumental. Com composições de Sergio Soffiatti e Felippe Pipeta, o novo e temático álbum sai em disco de vinil (LP), recheado dos dançantes ritmos jamaicanos Ska , Reggae e Rocksteady.

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clelia, 93, Perdizes, tel. 3871-7700. Sexta (04) e sábado (05) às 21h30. Ingresso: R$ 30.

Inéditos

A exposição Houyhnhnms de Nuno Ramos apresenta mais de 20 obras entre pinturas, relevos, desenhos e esculturas de grandes proporções produzidas ao longo de nove meses e que agora ocupam o quarto andar da Estação Pinacoteca. Com exceção de Cavaloporpierrô, já montada em 2014 no Instituto Iberê Camargo de Porto Alegre, todos os trabalhos apresentados são inéditos.

Serviço: Pinacoteca do Estado, Praça da Luz, 2, Luz, tel. 3324-1000. De terça a domingo das 10h às 17h30. Ingresso: R$ 6. Às quintas até as 22h, com entrada franca das 18h às 22h.

MPB

Paulo Lepetit e Zeca Baleiro apresentam neste encontro uma sonoridade própria e celebram a riqueza da música popular em suas muitas vertentes.

Serviço: Teatro Paulo Autran (SESC Pinheiros), R. Paes Leme, 195, Pinheiros. Sexta (04) e sábado (05) às 21h, domingo (06) e segunda (07) às 18h. Ingresso: R$ 40.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171