ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

“Vincent River”

O espetáculo “Vincent River”, drama do premiado autor britânico Philip Ridley, estreia no dia 17 de agosto

Foto: Eliana Souza

Com tradução e direção de Darson Ribeiro, a montagem tem no elenco Sandra Corveloni, atriz premiada em Cannes, e o jovem talentoso Thalles Cabral. A dor da perda é a forte característica desse drama curto e tenso, corajoso e pungente, de Ridley. Vincent River é o nome do único filho de Anita que, na trama, é brutalmente assassinado por uma gang de jovens homofóbicos no banheiro de uma estação de trem abandonada. A mãe não só vai precisar elaborar a dor da perda, mas, principalmente, a sexualidade do rapaz, cuja morte expõe a homossexualidade. É a partir da chegada de Davey que tudo piora, pela crença dela de estar diante do assassino do filho. Mas, o crime do garoto de apenas dezessete anos, ainda está por vir. Ele viu algo que não consegue esquecer. Nesta noite os caminhos dos dois se cruzam com consequências devastadoras. Emocionante, desolador e com o humor negro característico de Ridley, a peça é o olhar antecipado da autodestruição. Com Sandra Corveloni (Anita, especialmente convidada) e Thalles Cabral (Davey).

Serviço: Sesc Vila Mariana, R. Pelotas, 141, tel. 5080-3000. Sextas às 20h30 e sábados às 18h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 29/09.

REFLEXÃO

Mude seu dia
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba......QUE A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA O DIA DE HOJE......pode definir o palco de um tipo inteiramente diferente de ano. Engraçado como as coisas funcionam. Às vezes, a menor escolha, aquela que você pode fazer dentro dessas 24 horas, pode colocar em movimento as energias trazendo-lhe enorme bem e alegria. Assista ao dia, então, e observe como você se move através dele. Você pode não saber quando você está definindo as energias em movimento. Mas você sempre está. Com tudo, na verdade, com o que você pensa, diz e faz.
Amor, Seu Amigo,
Neale Donald Walsch

Arrigo Barnabé

Foto: Leandro Almeida

Arrigo-Barnabe-14 temproario

Arrigo Barnabé interpreta Roberto Carlos e Erasmo Carlos em seu novo show. Arrigo reinterpreta as canções de Roberto e Erasmo de um modo novo, original e cuidadoso: inova mantendo e realçando o sentido original delas. Partindo do sentido das canções, Arrigo traz a jovem guarda à tona, recriando as canções de Roberto Carlos e Erasmo Carlos, que habitam nosso imaginário, acompanhado pelos músicos Paulo Braga, no piano e Sérgio Espíndola, no violão. No show, a escolha do repertório transita entre canções acentuadamente românticas, líricas – Como é grande o meu amor por você (Roberto Carlos), Gatinha manhosa (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Os seus botões (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Eu te darei o céu (Roberto Carlos e Erasmo Carlos) Detalhes (Roberto Carlos e Erasmo Carlos); canções irreverentes, inconformadas, mais agressivas – Quero que vá tudo para o inferno (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Sua estupidez (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Se você pensa (Roberto Carlos e Erasmo Carlos), Vem quente que eu estou fervendo (Carlos Imperial e Eduardo Araújo) e canções com um toque existencialista–Sentado à beira do caminho( Roberto Carlos e Erasmo Carlos) e As curvas da estrada de Santos (Roberto Carlos e Erasmo Carlos). Todas elas são dirigidas a um “você”, que é o ser amado, são declarações de amor, coloquiais, confessionais. A única que não é assim é Força estranha, que fala do que motiva o cantor. (trechos do texto de Eliete Negreiros)

Serviço: Tupi or Not Tupi, R. Fidalga 360, Vila Madalena, tel. 3813-7404. Sábado (18) às 21h30. Ingresso: R$ 80.

Nota

Quatro anos após o disco “Setevidas” (Deck/ 2014), Pitty começou 2018 anunciando que está em fase de produção de seu novo álbum. Enquanto os fãs aguardam esse lançamento, a cantora e compositora apresenta hoje em todas as plataformas digitais a canção “Te Conecta”, primeiro single do novo disco, em breve também nas principais rádios do Brasil. Com produção de Rafael Ramos, composta e cantada por Pitty, a música traz uma sonoridade diferente. Nela a cantora usou influências de vários gêneros que fazem parte da sua bagagem. Assim, “Te Conecta” traz um ritmo mais próximo ao reggae e ao dub. O novo álbum de Pitty ainda não tem data prevista de lançamento. Enquanto finaliza esse trabalho, ela está rodando o país com sua nova turnê, “Matriz”. Para ouvir, acesse: (https://Pitty.lnk.to/TeConectaSinglePR).


Estreia

Foto: Thiago Sabino

Annie, o Musical”, por excelência, um dos maiores exemplos de family entertainment da Broadway, estreia pela primeira vez em São Paulo no dia 30 de agosto.. Baseada na história em quadrinhos Little Orphan Annie (“Annie, a Pequena Órfã”), de Harold Gray, a superprodução traz Ingrid Guimarães, Miguel Falabella, Sara Sarres, Cleto Baccic e grande elenco para temporada paulista. O enredo gira em torno da pequena Annie, uma menina de 11 anos que vive em um orfanato comandado pela divertidíssima e desleixada senhora Hannigan, interpretada por Ingrid Guimarães. Depois de tentar fugir para encontrar seus pais, que ela crê estejam vivos, e adotar o cachorro Sandy, é trazida de volta para o lugar e acaba sendo escolhida para passar o Natal na mansão do milionário Oliver Warbucks, papel de Miguel Falabella. Annie se aproxima do homem ranzinza e solitário, subvertendo seu cotidiano, fazendo-o aproximar-se dos valores da amizade, da compreensão e do amor. Ingrid Guimarães e Miguel Falabella protagonizam a superprodução de “Annie, o musical”.

Serviço: Teatro Santander, Av. Presidente Juscelino Kubitschek, 2041, Itaim Bibi. Quintas e sextas às 21h, sábados às 16:30h e às 21h e aos domingos às 15h e às 19h. Ingressos: De R$ 75 a R$ 310.

Dança

Em O Homem na Prancha, que estreia no próximo dia 17, o bailarino Edson Beserra mergulha num resgate ancestral inspirado pelo quadro Navio negreiro, do pintor inglês William Turner, e no conto O Horla, do francês Guy de Maupassant. Em cenário fantasmagórico, Edson traz um pouco das características das obras em que se baseou, fazendo uso também de uma busca biográfica. Além de estar em cena, Edson também assina a concepção e direção do espetáculo, que tem como assistente de direção Marcos Buiati. A confluência dos movimentos da água e do vento, assim como da incidência de luz foram os motes dramatúrgicos para a construção do vocabulário coreográfico da coreografia. As pinceladas impressionistas de Turner aparecem em cena por meio dos movimentos diluídos da água e das nuvens provocados pela ação do vento. As inquietações da personagem central do conto de Guy se desenvolvem com a sensação de uma presença não-física que o perturba, presença esta que é percebida pela queda de temperatura provocada pelo vento. No palco, Edson se inspira nesse vento para também apresentar uma construção do seu vocabulário de movimentos.

Serviço: Complexo Cultural Funarte SP, Al. Nothmann, 1058, Campos Elíseos, el. 3662-5177. Sexta (17) e sábado (18) às 19h e domingo (19) às 18h. Ingressos - R$ 20 e R$ 10 (meia).

 
 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171