A fuga do leão

A primeira peça escrita e dirigida por Chico Carvalho (Prêmio FEMSA – Teatro Jovem 2016 e Prêmio Shell 2013 de melhor ator), “Pequena Ladainha Anti-Dramática para o Episódio da Fuga do Leão do Circo e Outros Boatos Pouco ou Quase Nada Interessantes” entrou em cartaz dia 5 de julho

Foto: Bruna Brignol

Cena da peça “Pequena Ladainha Anti-Dramática para o Episódio da Fuga do Leão do Circo e Outros Boatos Pouco ou Quase Nada Interessantes”.

Na história alguém anuncia que um leão acaba de fugir do circo, enquanto isso, o telefone toca. E entre a decisão de levantar-se para atender a chamada ou resolver tomar providências quanto à fuga do animal, alguém se apresenta para narrar a história de uma curiosa epidemia de decapitações espontâneas. Enquanto isso, uma banda passa ao longe, e a previsão meteorológica promete uma nevasca, ainda que nem um único floco de neve houvesse caído por ali desde os primórdios da civilização. A partir de elementos como luz, música, sonoplastia, figurino e atuações afinadas, o diretor constrói pictóricos enquadramentos. Lirismo e humor percorrem o espetáculo em que o entrosamento entre recursos cênicos e atuações precisas sugere um ritmo que revela o apreço de Carvalho também pela música orquestral, além das artes plásticas. Com Ana Junqueira, André Hendges, Daniela Theller e Sarah Moreira.

Serviço: Serviço:Teatro de Arena Eugênio Kusnet.Rua Doutor Teodoro Baima, 94 – República, tel. 3259-6409. Quintas e sextas às 21h, sábados às 19h.Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Até 28/07.

REFLEXÃO

Há uma solução
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba..... QUE HÁ UMA SOLUÇÃO. HÁ...Mas você precisa continuar caminhando para encontrá-la. Você não pode parar, você não pode desistir.

Isso tem a ver com mais do que apenas paciência. Tem a ver com mais do que apenas persistência. Tem a ver com o saber absoluto de que Deus está ao seu lado. Quando você sabe isso, você nunca desiste... e o senso de luta vai embora. Você simplesmente se mantém caminhando, sabendo que no final tudo vai dar certo. E que durante a caminhada haverá grandes insights e lembranças maravilhosas.

Amor, Seu Amigo ,

Neale Donald Walsch

Concerto

Foto: Alexei Kuznetsoff

valentina lisitsa temprorario

visualizações que superam os 155 milhões e mais de 400 mil inscritos em seu canal, a pianista clássica ucraniana Valentina Lisitsa será solista no concerto da Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo. Os músicos se apresentam sob a regência do maestro convidado Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais. No programa, as obras Encantamento, do compositor Camargo Guarnieri, escrita originalmente para violino e piano e posteriormente transcrita para grande orquestra,Danças Sinfônicas, derradeira peça de Sergei Rachmaninov, marcada pelo lirismo intenso, nostalgia e expressividade do compositor. Já Valentina Lisitsa se debruçará na peça Concerto n° 3 para piano, também de Rachmaninoff, considerada uma das mais difíceis para este instrumento.

Serviço: Theatro Municipal de São Paulo, Pça Ramos de Azevedo, s/n – República. Sexta (27) às 20h e sábado (28) às 16h30. Ingressos:  R$ 40 e R$ 30.

Consciência

É difícil resumir o que acontece quando misturamos psicologia e mentalismo com doses de bom humor. O que dá para garantir é uma noite repleta de mistérios e momentos surpreendentes. Em julho, o espetáculo “InconscienteMente”, criado pelos psicólogos Beto Parro e Rafa Moritz, está de volta para uma nova temporada. Por meio de “experimentos”, os atores esperam ampliar a consciência dos espectadores trabalhando um tema: somos realmente donos dos nossos próprios narizes? Os dois trabalham a psicologia aliada ao mentalismo, que é uma subcategoria do ilusionismo marcada pelos truques psicológicos, simulação de leitura de pensamentos e poderes paranormais.

Serviço: Teatro Viradalata, R. Apinajés, 1387, Sumaré. Sextas às 21h30. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 03/08.


Nota

A banda feminina The Mönic, um dos destaques do rock nacional na atualidade, lançou há pouco seu segundo single pela gravadora Deck. “Buda” é uma faixa pesada e cheia de atitude que traz a assinatura do quarteto paulista influenciado por The Stooges, Queens Of The Stone Age e Nirvana. A primeira letra da banda composta em português fala sobre uma figura machista, que prega ensinamentos religiosos mas não segue o que diz. Dani Buarque (voz e guitarra), Ale Labelle (guitarra e voz), Joan Bedin (baixo e voz) e Daniely Simões (bateria) apresentam agora o criativo clipe da música. Após quase dois meses buscando crianças que tivessem semelhanças com as integrantes da banda para atuar no clipe, encontraram as ‘mini sósias› Brisa Buarque (Dani Buarque), Clarinha (Ale Labelle), Dora Rojo (Joan Bedin), Martina Fischer (Daniely Simões), e os meninos Bernardo e Cristovão Gelpi. O vídeo foi produzido, roteirizado, e dirigido pela própria banda. Para assistir: (www.batucadacomunicacao.com/site/imprensa-2/).

Samba

O show – Época de Ouro - 100 Anos de Jacob do Bandolim é apresentado pelo conjunto regional de choro fundado por Jacob do Bandolim em 1964 e contabiliza, hoje, mais de 40 álbuns gravados. Teve grande importância no movimento de resistência do choro na década de 1960, época em que a bossa nova reinava quase absoluta. Depois do falecimento de Jacob, em 1969, o grupo retomou suas atividades somente em 1973 a convite de Paulinho da Viola, para participar do espetáculo Sarau, no Teatro da Lagoa, RJ. Sua formação atual é Antônio Rocha (flauta a e flautim), Ronaldo do Bandolim (bandolim), Jorge Filho (cavaquinho), Toni 7 cordas (violão de 7 cordas), André Bellyeni (violão de 6 cordas) e Celsinho Silva (pandeiro).

Serviço: Sesc Pinheiros, R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400. Sexta (20) às 21hr. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).


Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP