ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

“Os Lavadores de Histórias”

Estreia no próximo dia 15 o espetáculo infantil “Os Lavadores de Histórias”, da Cia. de Achadouros

Foto: Giuliana Cerchiari

os lavadores temproario

 

 

A história apresenta três personagens - Urucum, Tom Tom e Jatobá - interpretados pelos atores palhaços Emiliano Favacho, Mariá Guedes e Felipe Michelini, respectivamente. À noite, eles visitam quintais abandonados para lavar objetos esquecidos como brinquedos e roupas, e reviver momentos especiais da infância. Eles carregam consigo o “rio da memória”, no qual vão lavando as coisas que encontram e revelando histórias, fantasias, personagens e brincadeiras. Por meio de cenas cômicas, circenses, teatro de sombras e objetos, o espetáculo faz uma sensível reflexão sobre a relação da criança com o mundo real e da imaginação, e lança sobre a infância o olhar lúdico e poético. Urucum, Tom Tom e Jatobá sabem que nas coisas esquecidas nos quintas das casas estão guardadas muitas histórias de meninos e meninas que cresceram e já não se lembram de seus sonhos e brincadeiras. As histórias vão surgindo à medida que os objetos e brinquedos vão sendo lavados e revelados.

Serviço: Sesc Pinheiros, R. Paes Leme, 195, tel. 3095-9400. Domingos às 15h e às 17h. Ingressos: R$ 17 e R$ 8,50 (meia). Até 19/08.

REFLEXÃO

Segurança ou alegria
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba... … QUE SEGURANÇA NÃO É ALGO QUE VOCÊ DEVERIA BUSCAR NO FUTURO...Alegria é o que você deveria buscar. Segurança e alegria podem não vir no mesmo pacote. Podem vir… mas também podem não vir. Não há garantia. Se sua principal preocupação é uma garantia de segurança, você pode nunca experimentar as verdadeiras alegrias da vida. Isto não é uma sugestão para que você se torne imprudente, mas um convite para você pelo menos se tornar ousado.
Amor, Seu Amigo ,
Neale Donald Walsch

Estreia

Foto: Samara Takashiro

ESTREIA temproario

Com montagem do diretor Paulo Ribeiro e interpretação do Núcleo de Estudos Cênicos Teatro de Sanca da Cooperativa Paulista de Teatro (NECTS), o espetáculo “Eduardo II” estreia no dia 21 de julho. A peça tem como base as obras escritas por dois grandes dramaturgos da história, o alemão Bertolt Brecht (1898-1956) e o inglês Christopher Marlowe (1564-1593), que contribuíram para revolucionar a arte e o pensamento de seu tempo. A adaptação de Paulo Ribeiro é livremente inspirada em A Vida de Eduardo II da Inglaterra, de Brecht (a peça de teatro menos representada de Brecht) e O Reinado Problemático e a Morte Lamentável de Eduardo Segundo, Rei da Inglaterra, com a Queda Trágica do Orgulhoso Mortimer, de Marlowe. Eduardo II narra a história da ascensão e queda do Rei Eduardo II da Inglaterra, o individualismo se contrapõe ao status quo de sua época. Na tragédia de Eduardo II, há outra tragédia, a ascensão e queda do orgulhoso Mortimer. Com a morte de seu pai, Eduardo passa pela experiência de viver o seu desejo e seu amor proibido diante de todos, entretanto, entrega-se a luxúrias e excessos. Assim, provoca não só o povo que passa fome como a posição do clero, dos nobres e de sua esposa, conferindo poderes maiores ao seu favorito Gaveston, um plebeu. Espicaça de tal modo as posições da nobreza, as demandas da religião vigente, e do contrato de matrimônio, que granjeia inimigos causando assim uma guerra e sua derrocada. Quando no calabouço, diante da morte, humaniza-se, percorre com a consciência seu caminho de queda, sobre o caráter temporário das riquezas, do poder e da vida. Com Rogerio Romera e Cintia Wartusch.

Serviço: Teatro Jaraguá, R. Martins Fontes, 71. Sábados e domingos às 17h. Ingresso: R$ 40. Até 26/08.

MPB

Foto: Enio Cesar

MPB temproario

O cantor Rael apresenta um show especial com repertório dedicado ao poeta Vinícius de Moraes. No espetáculo Rael canta Vinicius de Moraes, o cantor também toca violão e guitarra, acompanhado por Felipe da Costa (percussão) e Digão (violão e baixo). O repertório de releituras passeia por grandes sucessos da carreira de Vinicius, canções que Rael cresceu escutando. “Além dos afro-sambas, com Baden Powell, eu também gosto muito das parcerias com Toquinho, entre outras coisas, então fui escolhendo esse repertório de maneira bem afetiva mesmo, todas as músicas me dizem alguma coisa de uma forma bem pessoal mesmo”, afirma Rael. Músicas como Tarde em Itapoã, Canto de Ossanha, O Morro Não Tem Vez, A Felicidade, Berimbau e Canto de Iemanjá são algumas das que estão no set list, em versões de Rael e Fejuca. Também rearranjadas para este formato, algumas canções do repertório do próprio Rael ganham espaço na apresentação.

Serviço: Casa Natura Musical, R.Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros. Sábado (21) às 22h. Ingressos: de R$ 60 a R$ 150.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171