ISSN: 2595-8410 Contato: (11) 3043-4171

Homenagem

No último 4 de abril o ícone Cazuza completaria 60 anos, uma data a ser lembrada e comemorada como o nascimento de um dos grandes poetas do rock nacional e da música popular brasileira

Marcelo Quintanilha – CAJU – Homenagem aos 60 anos de Cazuza.

No repertório de CAJU que ganhou versão à capela num côro Gospel; “Codinome Beija-Flor”, numa versão valsada; “Exagerado”; “Azul e Amarelo”; e “Brasil”, com participação de sua filha Nina Quintanilha dando voz da nova geração a um retrato tão atual quanto há 30 anos atrás, reiterando a atemporalidade de sua obra. Fechando o álbum, a canção “Caju”, de Marcelo Quintanilha, que reverencia Cazuza com versos “quase tão livres quando a alma desse tão poeta”, contra o tédio, contra os chatos, e contra as convenções. Caju, o apelido de Cazuza, que se chamava Agenor de Miranda Araújo Neto, foi o título escolhido para o álbum concebido para mostrar sua obra através de uma sonoridade elegante e delicada, que destaca o grande poeta, se distanciando das versões originais para chegar aos ouvidos das pessoas de modo mais íntimo, como “segredos de liquidificador”.

Serviço: Paris 6 Burlesque Music Hall & Night Bistro, R. Augusta, 2809, Jardins. Quinta (28) às 21h. Ingresso: R$ 70.

REFLEXÃO

Uma época de transição
Mudança, uma época de transições. O ciclo de vida, morte, e renascimento é evidente na vida e quando estas mudanças ocorrem e se revelam em seu mundo exterior, eles são também estágios da manifestação física. Nada permanece igual ou por muito tempo, assim aproveite o que é, como é, e permita que as coisas se transformem de uma forma para outra, permita que a mudança aconteça, aprendendo a avançar com o fluxo e aproveite os impasses que eles chegarem. Lembre-se sempre de que você tem a liberdade de explorar suas ideias, não importa o quanto elas pareçam estranhas. Esteja aberto a novas pessoas e momentos inspiradores para ajudá-lo ao longo do caminho e confie que você tem as ferramentas, os talentos e os recursos para ajudá-lo a chegar onde você quer ir e saiba que confiança, um pouco de disciplina e trabalhar em seu plano ajudará as coisas a se revelarem exatamente como você e o Espírito planejaram. Pensamento para o dia de hoje: Mantenha o seu programa e confie que as coisas estão se revelando exatamente como deveriam e continue a ser aberto e a permitir as ideias e momentos inspiradores que o guiam. E assim é. Você é muito amado e apoiado, sempre. Os Anjos e Guias. Tradução: Regina Drumond – O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Comédia

Guilherme Piva e Clara Gueiros.

Na comédia romântica A Invenção do Amor, o público acompanha a relação amorosa de um Homo Sapiens com uma Mulher de Neandertal. Ele, dotado de um cérebro privilegiado, vive às voltas com mil e uma invenções e, numa crise de ciúmes, resolve inventar o amor. Sua nova invenção faz com que o casal pré-histórico se antecipe no tempo, vivendo situações que marido e mulher só enfrentariam anos, décadas ou milênios mais tarde. Com Clara Gueiros e Guilherme Piva.

Serviço: Teatro Folha (Shopping Pátio Higienópolis), Av. Higienópolis, 618, tel. 3823-2323. Sábados, às 23h59 e aos domingos, às 18h e 20h, exceto dias (16, 23 e 30/6). Ingressos: R$ 50 e R$ 70. Até 01/07.

Samba canção

Rosa Passos, acompanhada dos músicos Paulo Paulelli (baixo acústico), Celso de Almeida (bateria) e Fabio Torres (piano) apresentam o show intitulado ‘Brasileira’. A intérprete passeia pelos sambas-canção e boleros de diversos compositores, incluindo canções de sua própria autoria.

Serviço: Sesc Santo Amaro, R. Amador Bueno, 505. Sexta (22) às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).

Andy

Os atores Gero Camilo e Victor Mendes estão em cena em Andy.

Gero Camilo e Victor Mendes acreditam que a comédia é fundamental na formação dos artistas criadores. Ela está em todos os trabalhos que realizam, como nas peças Aldeotas, Caminham Nus Empoeirados e mesmo em Razão Social, que tem uma narrativa mais política, a dupla Gero e Victor encontra alívios cômicos. No novo trabalho, Andy , que estreia dia 23 de junhoos atores vão fundo na comédia e concebem um espetáculo que pretendem leve, lúdico e agradável aos olhos dos espectadores. A peça é uma homenagem a Andy Kaufman, que amos consideram grande artista, tanto na sua biografia, quanto na sua forma de performar. A peça dialoga com os pensamentos transgressores do artista tido como morto em 1984 nos EUA. Mas há controvérsias e Andy ainda pode estar vivo.

Serviço: Sesc Santana.Av. Luiz Dumont Villares, 579, Jd. São Paulo. Sextas e sábados às 21h, e domingos às 18h. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Até 29/7.

Arte sacra

A exposição “Guarda o Círio de Nazaré”, da fotógrafa brasileira Soraya Montanheiro apresenta 45 fotografias realizadas a partir de 2013, as quais retratam fiéis envolvidos na liturgia que aproxima a Imagem Original da Nossa Senhora de Nazaré, única de origem amazônica e venerada na basílica do Santuário, em Belém (PA), à Imagem Peregrina, confeccionada no final dos anos 1960 pelo escultor italiano Giacomo Vincenzo Mussner. Na ocasião da abertura da exposição, também será lançado livro de título homônimo, contendo o trabalho completo desenvolvido pela fotógrafa.    Serviço: Museu de Arte Sacra de São Paulo, Av. Tiradentes, 676, Luz, tel. 3326-5393. Terça a domingo, das 9 às 17h.  Ingresso: R$ 6, entrada franca  aos sábados.

A exposição “Guarda o Círio de Nazaré”, da fotógrafa brasileira Soraya Montanheiro apresenta 45 fotografias realizadas a partir de 2013, as quais retratam fiéis envolvidos na liturgia que aproxima a Imagem Original da Nossa Senhora de Nazaré, única de origem amazônica e venerada na basílica do Santuário, em Belém (PA), à Imagem Peregrina, confeccionada no final dos anos 1960 pelo escultor italiano Giacomo Vincenzo Mussner. Na ocasião da abertura da exposição, também será lançado livro de título homônimo, contendo o trabalho completo desenvolvido pela fotógrafa.

Serviço: Museu de Arte Sacra de São Paulo, Av. Tiradentes, 676, Luz, tel. 3326-5393. Terça a domingo, das 9 às 17h. Ingresso: R$ 6, entrada franca aos sábados.


Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP

Contato: (11) 3043-4171