Eterno palhaço

15192492355a8de7539c6a9 1519249235 3x2 md temproario

O que precisa morrer para um palhaço nascer?

Essa foi a pergunta que norteou o trabalho para a montagem de Piolin, o mais novo espetáculo da Cia Lúdicos de Teatro Popular que estreia no dia 22 Inspirado livremente em momentos da vida de Abelardo Pinto, o Palhaço Piolin, o espetáculo reconta a história do palhaço que nasceu num picadeiro e morreu engasgado com uma bala. O que acontece naquela fração de segundo que antecede a morte? O que parte? O que fica? Neste pequeno instante, o palhaço revive memórias que passam diante de seus olhos e são refletidas no espelho de seu camarim, trazendo a sensação de que enquanto lá se está, sob a lona do circo, o tempo é infinito. Com, Cristiane Guerreiro, Gizele Panza, John Halles e Nayara Martins.

Serviço: Parque Buenos Aires, Av. Angélica, s/n, Higienópolis. Domingos, às 15h. Entrada franca. Até 13/5.

REFLEXÃO

SABEDORIA DOS ANJOS canalizada por Sharon Taphorn

Percepção. Tudo é percepção.
Lermbre-se, enquanto você estiver passando por sua vida, de que tudo é percepção e que cada um de vocês vê as coisas a partir de sua própria perspectiva, a partir de sua própria experiência. Continuar a reproduzir o passado que você não gosta, apenas o mantém nesta vibração. Se você quer ver uma vida diferente se revelando, observe os pensamentos que você está mantendo em relação a si mesmo e o que espera experienciar.
Emoções e pensamentos negativos são uma indicação de que você está resistindo ao que realmente deseja criar para si mesmo. Se você se encontra neste ciclo, pare. Deixe que o seu foco dominante esteja no positivo - coisas, sentimentos e pensamentos desejados.
Pensamento para hoje: Diga para si mesmo: “Eu irei relaxar e esperar que as coisas melhorem, que fiquem melhores até do que eu imagino!” E, então, libere isto. É realmente muito simples.E assim é.
Você é muito amado e apoiado, sempre
Os Anjos e Guias
Regina Drumond

Mistura de ritmos

misutra temproario

Músicas que misturam ritmos brasileiros, mexicanos e espanhóis fazem da banda Francisco, El Hombre referência no cenário latino-americano do momento. A banda é formada pelos irmãos mexicanos Sebastián (bateria e voz) e Mateo Piracés-Ugarte (violão e voz) e pelos brasileiros Juliana Strassacapa (voz), Andrei Kozyreff (guitarra) e Rafael Gomes (baixo) já se apresentou mais de 120 vezes no Brasil e conta também com dezenas de apresentações no exterior, incluindo países como Cuba e México. As canções do disco Soltasbruxa agitarão o público .

Serviço: Estrella Galicia Estação Rio Verde, R.Belmiro Braga, 181, Vila Madalena, tel. 3034-5703. Quinta (26), às 22h. Ingresso: R$ 40.

Sons de favela

index temproario

Criado para evidenciar talentos da cultura de periferia mundo afora, Britadeira, Sons de Favela é o nome do projeto que toma conta do Sesc Pompeia. O evento traz programação internacional que destaca os maiores nomes da música produzida nas periferias da América Latina e da África. No dia 20 de abril, o jovem trio de rap feminino carioca Abronca sobe ao palco para apresentar suas rimas contundentes e beats dançantes. Slick, Jay e Mari são as ex-Pearls Negras, que retornam para relatar trajetórias negras e femininas no dia-a-dia periférico. Na sequência, a Wesli Band sobe ao palco. Comandada pelo cantor e multi-instrumentista haitiano Wesli Louissant, a banda de ragga e ska é formada por músicos de diferentes países da América Central (Cuba, República Dominicana,...), hoje habitantes canadenses, que passaram por processos migratórios. Deslocamentos humanos, portanto, são a tônica das enérgicas canções de Wesli, que junto à sua big band, prova porque é um dos mais badalados nomes haitianos em festivais e feiras de música mundo afora.
Já no dia 21 de abril, é o funk carioca quem toma conta do Britadeira, sob o comando de MC Carol. Nascida em Niterói (RJ), a funkeira é presença garantida nos bailes da zona norte do Rio há quase cinco anos. Detentora de inúmeros sucessos, como ‘Minha Vó Tá Maluca’, ‘Bateu Uma Onda Forte’, ‘Jorginho Me Empresta a Doze’, e outros, o público pode esperar uma noite para descer até o chão.E ousadia não vai faltar: depois de Carol, quem sobe ao palco é Titica, ícone do kuduro angolano. Artista Trans e Embaixadora da ONU, a trajetória da cantora é revertida de forma alegre em seu show, que traz o mais repercutido som das ruas de Luanda atualmente.

Serviço: Sesc Pompeia, R. Clélia, 93. Sexta (20) e sábado (22), às 21h30. Ingresso: R$ 40.

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP