Relações de poder

Com uma comedia crítica que flerta com o grotesco, a Cia do Escombro chega com seu mais novo trabalho: “Olfato”

Cena da peça “Olfato”.

O espetáculo estreia no sábado, 7 de abril. A peça passa pela discussão entre as relações de poder no público/privado e reflete a situação política e social no Brasil atualmente. O elenco conta com Paulo Barcellos, Marco Barreto, Melina Marchetti e Vivian Petri. Na trama, enquanto um importante evento político é transmitido pela televisão, uma mulher, juntamente com a babá e um recém-nascido, vai até um encontro extraconjugal em um sobrado, onde um homem e o seu amigo a esperam. Em cena, vemos uma mulher rica que busca realizar as fantasias não permitidas por seu status social; a babá, que a acompanha diariamente, e que tenta achar saídas para sua condição servil; um homem, dono do local do encontro, o qual se envolve na situação sem que tenha por isso optado, mas que, ainda assim, não deixa de se aproveitar do que acontece ali; e, por fim, o personagem intitulado “outro”, cujo desejo e cuja impotência estão em constante conflito, manifestando-se nas estratégias que emprega para influenciar os demais.A inspiração da peça veio de dois cruzamentos: de um lado, a arena privada onde os interesses pessoais, aparentemente subjetivos, refletem também a realidade político-ideológica de seu entorno e, de outro, a votação do processo de impeachment de Dilma Rousseff, o que polarizou radicalmente o país.

Serviço: Teatro Container da Cia. Mungunzá, R. dos Gusmões, 43, Santa Efigênia, tel. 97632-7852. Sábados domingos e segundas às 20h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 30/04.

REFLEXÃO

Valor Real
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba... Que as melhores coisas da vida são gratuitas. Esse é o “dito” mais velho, mais banal, mais trivial que você poderia encontrar hoje. Mas ele é tão, tão verdadeiro. E é importante nunca perder isso de vista. Então, olhe ao seu redor. Sempre que você encontra amizade, lealdade, riso, amor... lá está o seu tesouro. Assim, hoje, para quem você escolhe dar tesouros assim numa quantidade ainda maior? Alguém pedirá isso para você hoje. E quando pedir, por favor, por favor, esteja pronto, ok? Aí você conhecerá o céu em que está. Pois você será um anjo especial.
Amor, Seu Amigo
Neale Donald Walsch

Exposição

Obra de Janaina Tschape que faz parte da mostra Edições Jaracanda.

A mostra coletiva “Edições Jacaranda” apresenta obras assinadas por 25 artistas de São Paulo, Rio de Janeiro, Pará e Pernambuco, em parceria com a Plataforma Jacarandá. Participam da exposição os artistas Afonso Tostes, Arjan Martins, Cadu, Caio Reisewitz, Carlos Vergara, Carlito Carvalhosa, Chiara Banfi, Daniel Senise, Ding Musa, Emmanuel Nasser, Janaina Tschape, José Bechara, Lenora de Barros, Lucia Koch, Luiz Zerbini, Marcone Moreira, Marcos Chaves, Maria Laet, Mauro Restiffe, Nuno Ramos, Raul Mourão, Vicente de Melo e Vik Muniz. Duas obras tridimensionais dos artistas Marcelo Cidade e Marcius Galan também estarão na exposição. São peças criadas especialmente para garantir a continuidade das atividades da Plataforma Jacaranda, que divulga obras e artistas brasileiros no exterior, além de editar uma revista trimestral de circulação gratuita e promover exposições.

Serviço: 55SP, R. Barão de Tatuí, nº 377, Santa Cecília. De terça a sexta das 11h às 19h e aos sábados das 11h às 17h. Entrada franca. Até 27/04.

“Dussek Veste Machete”

Silvia Machete

O espetáculo “Dussek Veste Machete” reúne músicas do compositor carioca, além de repertório escolhido a quatro mãos por Dussek e Silvia. Na lista de sucessos do compositor incluídos no roteiro, Aventura, Cabelos Negros e Chocante. O espetáculo traz humor, música e picardia em doses generosas, reunindo a sátira e a crônica musical das canções de Dussek ao estilo performático de Silvia, que nas apresentações será acompanhada pelo pianista Danilo Andrade. Silvia Machete preparou Dussek Veste Machete em meio à turnê de divulgação de seu último CD Souvenir, que traz uma música que Dussek compôs para ela, chamada Totalmente Tcha Tcha Tcha. Dussek fez algumas sugestões e juntos decidiram incluir outras canções que tinham a ver com o espetáculo, descobrindo como elas poderiam ser interpretadas. Angela Rô Rô assina Tango da bronquite e a própria Silvia comparece como compositora em 2 Cachorros. Quizás, Quizás, Quizás, Great balls of fire e Back to Black também estão entre as canções que fazem parte do universo comum aos dois artistas, ambos românticos e irreverentes.

Serviço: Casa de Francisca, R. Quintino Bocaiúva, 22, Jardim Paulista, tel. 3052-0547. Sexta (13) às 21h30. Ingresso: R$ 44.