“DesPrincesa”

A temporada do espetáculo infantil “DesPrincesa”, montagem da Companhia Casa da Tia Siré foi prorrogada até 8 de abril

Andressa Ferrarezi e Juh Vieira.

Com texto e atuação de Andressa Ferrarezi e Juh Vieira a peça destaca, por meio da história da menina Lila, como as questões de gênero podem ser realçadas, ludicamente, favorecendo à expressão de dúvidas e sentimentos que são comuns entre meninas e meninos no seu desenvolvimento. Lila é uma criança de sete anos, que no seu primeiro dia de férias é convocada, pela avó, a arrumar o quarto começando pelo guarda-roupa. Dentro do armário, Lila encontra seu brinquedo, um dinossauro inflável, que será seu companheiro com quem vai desbravar os mundos existentes por trás dos portais do reino do guarda-roupa. Juntos, eles embarcam em uma série de aventuras, que aos poucos mostram à protagonista que ela não é com as princesas dos contos de fadas. Lila sugere ao dinossauro que seja seu príncipe, dragão, bruxa e fada-madrinha e passeia pelo mundo dos contos-de-fada, tornando-se a princesa das histórias por ela conhecidas. Mas, a cada história, Lila percebe seus desejos e comportamento cada vez mais distantes aos das princesas descritas nas fábulas e começa a “desprincesar-se”.

Serviço: Centro Cultural São Paulo, . Sábados e domingos às 16h. Entrada franca. Até 08/04.

REFLEXÃO

Problemas
Neste dia de sua vida, querido(a) amigo(a), acredito que Deus quer que você saiba...... QUE NÃO PODE ESPERAR QUE UM PROBLEMA SE RESOLVA...Usando a mesma energia que o criou. Quer se trate de guerras intermináveis no mundo ou de discussões intermináveis e lutas em sua própria casa, o problema é o mesmo: energias conflitantes. Se você quer mudar o resultado, mude a energia. O mais extraordinário desta solução é que você não precisará esperar por outra ocasião para fazer isto.
Amor, Seu Amigo.
Neale Donald Walsch.

Clássicos da MPB

Claudio Lins.

Claudio Lins revisita os grandes sucessos da MPB no show O Expresso Brasileiro. Em seu novo show, Claudio pretende fazer uma viagem musical, por meio dos sucessos que marcaram épocas importantes da nossa história. No repertório Expresso 2222, Canto de Ossanha, Lembra de Mim, Tropicana, Corsário, Oceano, Fora da Ordem, Ponteio, Volte para o seu lar, entre outras.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (10) às 21h. Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia).

“1 Melhor que o Outro”

Paulinho Serra, Marcinho Eiras, Felipe Ruggeri e Mauricio Dollenz vão colocar em cena todas as suas habilidades, e o público decide quem é o melhor! Na comédia “1 Melhor que o Outro” que estreia no próximo dia 6. Marcinho Eiras toca duas guitarras ao mesmo tempo, Mauricio Dollenz faz números inusitados de mágica e mentalismo, Felipe Ruggeri faz imitações únicas e Paulinho Serra satiriza questões do seu cotidiano. Juntos, os parceiros de palco voltam ao teatro numa disputa onde cada comediante terá quinze minutos para registrar sua marca com o público e provar que é melhor do que o companheiro a se apresentar na sequência.

Serviço: Teatro Morumbi Shopping, Av. Roque Petroni Júnior, 1089, tel. 5183-2800. Sextas às 23h. Ingresso: R$ 50. Até 25/05.

SÓ VOVÓS

Espetáculos artísticos que tiveram a figura da avó como inspiração, em programação aberta à diversidade técnica e estética das diversas linguagens artísticas, em seus diferentes públicos. Cinema: Minha Avó era Palhaço (dia 06/04). O documentário conta a trajetória artística da primeira palhaça negra do Brasil, Maria Eliza Alves dos Reis: “o” palhaço Xamego. A grande atração do Circo Guarany, no início da década de 40. No teatro, Laura (dia 13/04). Com Fabricio Moser a peça solo é inspirada em uma experiência biográfica, a morte da sua avó materna e o silenciamento de sua história de vida, e na questão ancestral: o que das avós há em nós? A peça é um caminho para reelaboração dessas vivências e sua dramaturgia surge do jogo afetivo do solista e seus colaboradores e do público, no contato com memórias e histórias, depoimentos e fotografias, gravações em áudio e vídeo, documentos e objetos reais, que são transformados em dispositivos de cena por diferentes meios e linguagens. Já na literatura, Minha avó e seus silêncios de amor (dia 20/04). A atriz Kiara Terra, exímia contadora de histórias, evoca memória, ancestralidade e pertencimento na sua contação interativa, uma troca afetuosa, delicada e, por vezes, engraçada com o público, sobre as suas avós, mulheres poderosas, fazedoras de sabores, texturas e carinhos. E, na música. Tiê em Coisa da Minha Avó (dia 27/04). Neste show em formato intimista, a cantora e compositora Tiê desfila o inspirado na figura da sua avó, a pioneira da televisão brasileira Vida Alves, e outras mulheres de sua família, como sua mãe e filhas. Ancestralidade, elementos da natureza, com toques de humor e ternura, permeiam as canções embaladas pela sua doce voz.

Serviço: Sesc São Caetano, R. Piauí, 554, Santa Paula, São Caetano do Sul. Sextas ( 6) às 19h30 e sextas (13, 20 e 27) às 20h. Entrada franca.


 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP