“Bochecha Vermelha, Bullying? Tô Fora!”

O espetáculo infanto-juvenil, com texto e direção de Danilo Cianciarulo e encenado pela Oroboro Cia. de Teatro “Bochecha Vermelha, Bullying? Tô Fora!”, mostra de maneira muito sensível a estória de um menino que sofre bullying por conta de suas bochechas vermelhas

Eenco da peça “Bochecha Vermelha, Bullying? Tô Fora!”.

Em uma escola, o que era uma brincadeira inocente transforma-se em um verdadeiro tormento. O professor Mr. Bald, atrapalhado, porém inspirador, tenta com a ajuda dos próprios alunos solucionar o problema de uma forma carinhosa e delicada. O espetáculo inédito é repleto de músicas, compostas pelo próprio Danilo Cianciarulo junto com o maestro Flávio Menezes, especialmente para a trama. São seis canções, algumas delas feitas especificamente para cada personagem que cantam e dançam, ao mesmo tempo que interagem e provacam diretamente a plateia, para que ela se sinta envolvida. A história é toda narrada pela personagem da vovó, que na época era uma das crianças da escola, e que será revelada apenas no final da peça. Com Gabriel Dellilo, Paula Davanço, Fernanda Saba, Vítor Bassoli e Fernanda Cunácia.
ó, que na época era uma das crianças da escola, e que será revelada

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, s/n, Parque Industrial Tomas Edson, tel. 3611-3042. Sábados, às 16h e aso domingos às 11h30 e às 16h. Ingressos: a partir de R$ 10. Até 25/03.

REFLEXÃO

Propósito de Vida
Compreenda o seu propósito de vida mais profundamente. Oportunidades poderosas para cumprir os seus contratos estão em jogo neste momento e isto é realmente o que você veio à Terra para experienciar. Quando você escolhe vir e ter uma vida na Terra, você faz alguns planos que são importantes para você como uma alma. Agora o Universo está dizendo que é o momento perfeito para se concentrar nestes objetivos. Preste atenção para que não fique preso nas distrações, as quais atualmente são muitas e não coloque muita importância nas coisas materiais como você faz no mundo físico. Mude a maneira com que encara as coisas e acolha as maravilhosas oportunidades que estão surgindo em seu caminho. O Mantra para hoje é: “Oportunidades maravilhosas para viver a minha vida com propósito estão acontecendo para mim agora”. E assim é. Você é muito amado e apoiado, sempre
Os Anjos e Guias - Sharon Taphorn.

Comédia

Cena “Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa”.

Um grande mistério chega aos teatros neste verão. A nova comédia “Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa” conta a estória de 5 personagens excêntricos, presos por uma tempestade, e muitos segredos dentro de uma mansão mal assombrada. Coisas Estranhas Acontecem Nesta Casa celebra a diversidade dentro de um contexto absurdo. A peça fala sobre a família que podemos escolher, sobre os monstros que temos que matar para sobreviver, e sobre os problemas que devemos enterrar no nosso jardim. Com Pablo Diego Garcia, Pedro Bosnich, Bruno Sperança, Deo Patricio, Daniel Aguia e Almir Martins.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Sábados às 22h e domingos às 20h. Ingresso: R$ 50. Até 04/03.

CARNAVAL

Com forró, xote e xaxado para seguir o bloco A Ema Gemeu de Canto a Canto. Com cores vermelho e amarelo, a animação é embalada por clássicos que não vão deixar ninguém ficar parado. Serão mais de três horas de folia. A brincadeira começa no Bar do Canto com a banda Dois Dobrado. Vale a pena aproveitar a oportunidade e provar deliciosas comidinhas com tendência nordestina que a casa oferece em seu cardápio: baiões de dois, escondidinhos e porções. Tudo para dar aquela energia para seguir em cortejo. Às 14h45, o bloco, em um pequeno carro de som, é comandado pelo astral do Trio Dona Zefa com zabumba, sanfona e triângulo. No repertório estão clássicos de diferentes gerações e músicas autorais. A Ema Gemeu de Canto a Canto se arrasta pela avenida Faria Lima cruzando os gigantes blocos para alcançar as pequenas ruas. A ideia é relembrar carnavais de interior ou de cidades históricas. Indispensáveis na folia estão os bonecos gigantes, tradicionais de Olinda, com as figuras de Luiz Gonzaga e Dominguinhos.

Serviço: Canto da Ema, Av. Brigadeiro Faria Lima, 364, Pinheiros, tel. 3813-4708. Sábado (3) às 11h45. Camisetas: R$ 40. Entrada franca.



Vivências

Luíza Tomé, Letícia Birkheuer e Priscila Fantin.

“Além do que os nossos olhos registram”, peça estrelada pelas atrizes Priscila Fantin, Luíza Tomé e Letícia Birkheuer, fala sobre a convivência de três gerações de mulheres, com visões diferentes de suas vivências particulares, para problemas semelhantes. A peça traz temas atuais como família, amizades, classes sociais, racismo, homofobia e bullying, discutidos entre mãe, filha e avó. Ao mostrar essa complicada relação, o espetáculo consegue expor de maneira emocional, as agruras e alegrias do universo feminino. Três gerações e seus conflitos. Com humor, cumplicidade, amor, paixão, companheirismo e perdas.
Passeando entre a comédia e o drama, é uma história que, quem não viveu, já presenciou ou já ouviu alguém contar. De maneira emocional, o espetáculo aborda as angústias e alegrias do universo feminino.

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, s/n, Parque Industrial Tomas Edson, tel. 3611-3042. Sextas às 21h30, sábados, às 21h e aso domingos às 20h. Ingressos: a partir de R$ 30. Até 11/03.

 

Rua Vergueiro, 2949, 12º andar – cjto 121/122
04101-300 – Vila Mariana – São Paulo - SP