“#Bora Balzaquiar”

A chamada “crise dos 30” que costuma bater à porta das mulheres que completam três décadas de vida é mote da peça “#Bora Balzaquiar – Não minta, você passou dos 30!”, comédia dramática que estreia no dia 3 de novembro

Cena da peça “#Bora Balzaquiar – Não minta, você passou dos 30!”.

Júlia, Joana e Janaína, três amigas, enfrentam os dilemas e as dificuldades inerentes a esta fase da vida no texto leve e de fácil identificação escrito por Nina Ximenes. A inspiração para o nome do espetáculo surgiu da expressão balzaquiana, a partir do livro A Mulher de Trinta Anos, do célebre autor francês Honoré de Balzac lançado em 1842. O livro tem como personagem principal uma mulher de trinta anos, madura, experiente, independente e que ainda conserva a beleza da juventude. O sucesso e o impacto da obra fizeram com que fosse adotado o costume de se chamar uma mulher que atinge os 30 anos de balzaquiana. No romance de Balzac a protagonista Júlia vive vários dramas e, entre eles, a relação com um homem mais jovem. Já na peça de Nina Ximenes, a Júlia vive solitária sem acreditar no amor. Este e outros conflitos atuais são parte deste espetáculo, que em vez de uma protagonista, traz ao palco 3 mulheres diferentes, ávidas pela felicidade e com um fator comum: a nova fase da vida!. Com Bruna Ximenes, Mariana Moraes e Vanessa Goulartt. Músicos: Silvia Goes, Alex Braga, Wagner Amorosino e Roberto Gava.

Serviço: Teatro Alfredo Mesquita, Av. Santos Dumont, 1770, Santana, tel. 2221-3657. Sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 26/11.

REFLEXÃO

Realizações
Não permita que o medo o reprima neste momento
Você pode realizar grandes coisas quando não mais está limitado pelo medo e o condicionamento. Não é fácil superar isto, mas quando você atravessa esta ponte, é como se uma varinha mágica lhe tivesse sido entregue, e bem,de certa forma, foi. Através das escolhas que você faz, você pode mostrar que é possível o que os outros dizem que não pode ser feito.
Aceite o conselho daqueles que se atreveram a perseguir os seus sonhos e foram bem sucedidos, não aqueles que dizem que você deve permanecer seguro e não sonhar, sob qualquer condição. Você está mudando. Você não pode ser como já foi, porque você é agora mais do que isto, por causa das suas escolhas e assim, celebremos o você, o que você está se tornando. Agora você é independente e livre. Você renasceu.
O Mantra para hoje é: “Eu renasci, sou extraordinário, independente e livre!”
E assim é.
Você é muito amado e apoiado, sempre.
Os Anjos e Guias - Sharon Taphorn.

Estreia

Nathalia Timberg

A atriz Nathalia Timberg e a pianista Clara Sverner sobem ao palco e estreiam, sob a direção de José Possi Neto, o espetáculo Chopin ou o Tormento do Ideal.Partindo de recortes textuais da vida de Chopin, cartas de George Sand entrelaçadas com declarações e poemas de Musset, Liszt, Baudelaire, Gérard de Nerval e Saint-Pol-Roux, o espetáculo ilumina, neste encontro de música e palavras, vinte anos da vida e da obra do compositor, criando uma possível subjetividade acerca de sua biografia com a objetividade e a poética do seu contexto histórico. Na peça, texto e música marcam os acontecimentos e apresentam uma personagem dividida entre um cotidiano vivido, às vezes, dolorosamente e um ideal inatingível.

Serviço: Sesc 24 de Maio, R. 24 de Maio, 109, República, tel. 3350-6300. Sexta (27) às 21h, sábado (22) às 16h e 21h e domingo (23) às 21h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia).

Dança

O espetáculo Experiência 4 dá continuidade aos Estudos de Movimento (1, 2 e 3), nos quais a artista faz um mergulho próprio, paralelo às criações que desenvolve junto ao núcleo key zetta e cia., que dirige em parceria com Ricardo Iazzetta.A experiência acontece a partir da mistura de camadas nas quais diferentes tempos-espaços-pensamentos-gestos surgem como atravessamentos e criam dança. “Não dançar sobre a coisa, a coisa é a dança”. Para este encontro a artista Key Sawao convida Hedra Rockembach.

Serviço: Sesc Pompéia, R.Clélia, 93 - Pompeia, tel. 3871-7700. Sexta (20) e sábado (21) às 20h. Entrada franca.


Lançamento

Pélico apresenta o CD Euforia.

O cantor e compositor Pélico faz o show de lançamento do novo CD Euforia, dia 24 de outubro. Com a direção musical de Jesus Sanchez, Euforia é o terceiro álbum de Pélico. O novo CD, totalmente autoral, é um apanhado de dois anos de trabalho e percorre sonoridades bem diferentes de seus anteriores, O Último Dia de Um Homem Sem Juízo (2008) e Que Isso Fique Entre Nós (2011). Acompanhado por Tony Berchmans (teclados e acordeon), Jesus Sanchez (baixo), Richard Ribeiro (bateria), Loco Sosa (percussão) e Régis Damasceno (guitarra), além de celebrar o último álbum, o músico passeia pelo repertório dos discos, anteriores, além de experimentar alguns covers que foram imortalizados por nomes como Marina Lima e Belchior. A faixa Não Há Cabeça, trilha da novela das 21h da Rede Globo, Velho Chico, conhecida inicialmente na voz de Ângela Rô Rô, também integra o setlist do show.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (24) às 21h. Ingressos:R$ 40 e R$ 20 (meia).

Comemorando os 10 anos do espetáculo “Melodrama da Meia Noite” a Companhia Melodramática traz à cena a investigação dos elementos que constituem o gênero teatral nascido na França no século XIX e exportado para o Brasil através do circo e de importantes companhias teatrais

Espetáculo de improvisação em que os atores executam jogos teatrais com situações melodramáticas.

Espetáculo de improvisação em que os atores executam jogos teatrais com situações melodramáticas. Vilão, mocinho e sofredor desenvolvem a dramaturgia a partir de temas comuns ao gênero – conflitos familiares, amores impossíveis, crianças trocadas, revelações – e fazem o desfecho a partir do jogo do “detetive e assassino”. Durante a encenação, o público, na figura de “povo de Paris”, pode jogar bolas de meia nos atores caso não gostem da atuação melodramática ou lançar moedas para o palco como elogio à interpretação. Com Adriana Albuquerque, Henrique Moretzsohn, Gloria Diniz, Gui Terreri, Leonardo Vasconcelos, Paulo Merísio, Virgínia Castellões e Wesley May. Participações especiais: Gabriela de Paula, Igor Veloso, Leonardo Paixão, Maria de Maria, Ricardo Augusto e Rita Von Hunty.

Serviço: Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt, 158, Centro. Sábados às 23h59. Ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia). Até 28/10.

REFLEXÃO

Niguém está sozinho
Niguém está sozinho. A assistência espiritual existe e tem prestado incontáveis serviços às pessoas, numa demonstração de que a vida é amor e bondade, mas jamais se prestará a fazer por elas a parte que lhes cabe.

Zíbia Gasparetto

ESPECIAL

Renato Braz e Breno Ruiz.

O cantor, pianista e compositor Breno acompanhado por Igor Pimenta (baixo acústico), Gabriel Alterio (bateria) e a participação especial de Renato Braz (voz), apresenta repertório que inclui choros, modinhas e lundus do primeiro álbum de Breno Ruiz “Cantilenas Brasileiras”, além de canções de sua autoria gravadas por grandes nomes da MPB entre eles MPB4, Mônica Salmaso, Boca Livre, Quarteto Maogani e Renato Braz.

Serviço: Teatro do Sesc Bom Retiro, Al. Nothmann, 185, Bom Retiro. Sexta (20) às 21h. Ingressos: 30 e 15 (meia).

PURA BOSSA

Sabrina Parlatore passeia pelo jazz, pop e bossa nova no show Mistura Fina. O ator e cantor Claudio Lins faz participação especial, e juntos, cantam Eu Preciso Dizer Que Te Amo e With a Little Help From My Friends. Com direção geral, arranjos e produção musical de Paulo Brito, durante o show recebe o violonista Sérgio Bello, para interpretar a música La Barca durante performance de bailarinos dançando bolero. Acompanhada por Renato Stella (guitarra), JB Neto (baixo), Paulo Brito (piano e teclado), JP Silvestre (bateria), Daniel Alfaro (percussão), Amilcar Lobosco (sax/flauta/clarinete), João Baracho (acordeon e teclado) e Estela Paixão e Eloiza Paixão nos vocais, com bailarinos e um coral de 20 vozes, Sabrina interpreta canções que mostram sua versatilidade e que remetem a momentos marcantes de sua vida, como Georgia On My Mind, Dream a Little Dream, The Way You Look Tonight, I Will Survive, Smooth Operator, Só de Você, Tiro Ao Álvaro, entre outras.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Hoje (17) às 21h. Ingressos: R$ 80 e R$ 60.


ÓPERAS

Fernando Portari

Fernando Portari, um dos principais tenores da cena lírica brasileira na atualidade fará única apresentação. Portari procura chegar ainda mais perto do espectador propondo uma experiência ressignificada do concerto lírico ao unir a potência de sua voz à magia da imagem e convida a plateia a uma viagem íntima por um vídeo do cantor e seus cantos. Em cena, o artista transcende sua presença física no palco e se expande em representações cinematográficas de forte efeito poético e dramático. Fernando Portari e Rafael Andrade (pianista), interpretam clássicos brasileiros e do grande repertório como,“Nessa Rua” e “Sete Vezes”, do maestro Villa Lobos, a Ária “KUDA , KUDA “da Ópera Eugen Onegin” de Tchaykovsky , “Una Furtiva lacrima “ da opera o Elixir do Amor de Donizetti além da “Meditation de Thaís” de Jules Massenet e a famosa “Serenata” de Schubert.

Serviço: Teatro J. Safra, R. Josef Kryss, 318, Barra Funda, tel. 3611-3042. Sábado (04/11) às 21h30. Ingressos: de R$ 10 a R$ 80.

TRANSFORMAÇÃO

A exposição “Ao Redor”, do artista brasileiro radicado em Nova York Michael Drumond, apresenta 20 obras, em técnica que combina pintura e fotografia. No intuito de trazer a experiência imersiva ao espectador, Michael Drumond apresenta seus trabalhos impressos em chapas de alumínio de grandes dimensões, sobre as quais são realizadas as intervenções em tinta esmalte high gloss precisamente pintadas. A série “Ao Redor” explora o grande interesse do artista por temas psicológicos e vem sendo elaborada ao longo dos últimos dois anos, em uma constante “metamorfose” visual.

Serviço: Verve Galeria, R Lisboa, 285, Jardim Paulista, tel. 2737-1249. De terça a sexta das 10 às 19h e aos sábados das 11 às 17h. Entrada franca. Até 25/11.