“Tchekhov é um Cogumelo”

O novo espetáculo de André Guerreiro Lopes é uma experiência teatral que une ficção, neurociência e memória para abordar de forma original o universo da peça “As Três Irmãs” de Anton Tchekhov

Cena da peça “Tchekhov é um Cogumelo”.

“Tchekhov é um Cogumelo” estreia no proximo dia 25 e combina múltiplas linguagens para retratar a vida de três mulheres fixas em um tempo arruinado, acuadas por um mundo em transformação. Em cena, Djin Sganzerla, Helena Ignez e Michele Matalon, atrizes de gerações distintas, criam um jogo cênico que embaralha os diversos tempos: serão as três irmãs ou a mesma mulher em três momentos da vida? O cantor Roberto Moura e os dançarinos Samuel Kavalerski e Fernando Rocha completam o elenco.

Serviço: Sesc Consolação, R. Doutor Vila Nova, 245, tel. 3234-3000. Sextas e sábados às 21h e domingos e feriado de 07 de setembro às 18h. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia). Até 08/10.

REFLEXÃO

Relaxe, Respire
Relaxe, Respire. Não há necessidade de se apressar ou de forçar as coisas acontecerem, pois tudo está se revelando em seu tempo mais perfeito, independentemente do seu horário, e desde que não seja influenciado pelo livre arbítrio de outros. Se o seu projeto não tem absolutamente nada a ver com ninguém ou com qualquer coisa além de você, então, o tempo cabe inteiramente a você e às medidas que você tomar. Se isto envolver os pensamentos e os sentimentos de outros, então, você pode estar à mercê do tempo divino.
É importante defender o que você acredita e é também importante para você e o seu crescimento que trabalhe no domínio de suas emoções e pensamentos, mantendo-os em equilíbrio e compreendendo que você está no comando deles. Seu código moral pode estar mudando e isto é apropriado para você. Cada um de vocês irá evoluir e mudar em diferentes ritmos e tempos diferentes, assim, seja gentil com o outro e aceite que o seu caminho pode não ser o único.
O Mantra para hoje é: “Quando eu respiro e relaxo, permito que a energia do Universo faça o que for necessário para alinhar as coisas para mim!”
E assim é.
Você é muito amado e apoiado, sempre.
Sharon Taphorn

Lição de vida

Cena do infantil “Tistu – O Menino do Dedo Verde”.

A peça infantil “Tistu – O Menino do Dedo Verde” conta com Wenry Bueno, Jeff Bastos, Amanda Leal, Guilherme Andrade no elenco. Na estória Tistu é um menino de 8 anos que desde pequeno era especial, de um modo que ninguém, nem mesmo ele, sabia. Sua mágica capacidade de fazer florescer tudo quanto toca é uma simples e direta metáfora de tudo quanto o homem pode fazer pelo meio ambiente, mas que insiste em desacreditar de seu próprio poder e faz justamente o contrário. A encenação do livro de Maurice Druon é uma nova aventura artística, um encontro de sonhos e uma possibilidade de levar esta grande criação literária para milhares de crianças que levam para si uma importante lição de vida.

Serviço: Teatro Gazeta, Av. Paulista, 900. Sábado (26) e domingo (27) às 16h. Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia).

Estreia

A peça “Invenção Do Eu”, com direção de Rodolfo Amorim, estreia no proximo dia 22. A proposta deste núcleo foi a investigação em torno da ideia de um “eu” e de que como este pode ser revelado e/ou inventado a partir de nossas memórias. Por meio de questionários, observações, imersões, breves narrativas, entre outras experimentações, o grupo buscou desnudar-se e abrir-se para o contato com o outro, como um caminho para revelar-se a si mesmo. Com, Alberto Magno, Bruno Rocha, Camila Spinola, Érica Arnaldo, Fernanda Möller, Iago Índio do Brasil, Jean Le Guévellou, Julia Diniz, Kaline Barboza, Leo Braz, Manuel Fabrício, Marcella Piccin, Paula Medeiros, Paulo Maeda e Rafael Theophilo.

Serviço: Vila Maria Zélia, R. Mário Costa 13, Belém, tel. 2081-4647. Terças às 15h e 16h. Entrada franca. Até 12/09.

Delações

“Se Meu Gabinete Falasse”.

O Deputado mais cativante da Televisão Brasileira, “João Plenário”, promete muitas gargalhadas na comédia “Se Meu Gabinete Falasse”, com estreia em 1 de Setembro. O tema, as agitações políticas do país, no cenário humorístico, é um prato cheio de piadas prontas, e “João Plenário” não escapa de ser delatado, e de soltar suas “delações”.

Serviço: Teatro Fernando Torres, R. Padre Estevão Pernet, 588, Tatuapé. Sextas às 21h30, sábados às 21h e aos domingos às 19h. Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia).

Monólogo

O espetáculo “Paixões da Alma” é um monólogo, com interpretação de Cláudia Missura, segundo o diretor - quatorze anos após sua estreia, com trilha sonora de Natália Mallo e cenário de Marisa Bentivegna. Inspirado na obra do filósofo francês René Descartes (1596-1650), Paixões da Alma apresenta uma mulher, em sua cozinha, que prepara um ensopado e dá a receita de como se proteger das paixões que atacam nossa alma. O texto, que é baseado em três dos cinco livros de Descartes, Discurso Sobre o Método, Meditações, e As Paixões da Alma.

Serviço: Sesc Consolação, R. Dr Vila Nova, 245, tel. 3234-3000. Quintas e sextas às 20h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Até 01/09.