“Música de Brinquedo”

O Pato Fu - DVD/CD “Música de Brinquedo Ao Vivo”. É o registro em show do repertório do CD gravado em estúdio em 2010, recheado de sucessos do universo pop, acrescido agora de versões “de brinquedo” de canções do próprio Pato Fu e outras surpresas

abre 02 temproario

O que já era desconcertante num projeto tão improvável ganha sua versão visual, talvez a definitiva, pois aqui fica tudo explicado. Gravar todo um disco só utilizando instrumentos de brinquedo foi complicado. Mas aos poucos, foram aparecendo soluções para todos os problemas. Os brinquedos mais resistentes e “tocáveis” foram ganhando espaço. Microfones foram sendo adaptados e outros músicos (Thiago Braga e Mariá Portugal) foram convidados, pois a banda não queria usar bases nem samples - tudo teria que ser tocado ao vivo mesmo. E o maior dos problemas teve a melhor solução: as crianças que cantaram no CD (que obviamente não poderiam entrar numa turnê junto com a banda) foram substituídas por dois monstros, dois “muppets” criados pelo Teatro de Bonecos Giramundo, de Belo Horizonte.

Serviço: Teatro Bradesco, R. Turiassú, 2100, 3º Piso do Shopping Bourbon, Pompéia, tel. 3670-4100. Sábado (17), às 20h. Ingresso: R$ 100.

REFLEXÃO

VERDADE E VIDA: A irradiação da palavra mesclada de amor permanecia no coração dos ouvintes, qual se fosse a melodia de um pássaro divino. O cancioneiro permanecia na esplanada do monte, enquanto os ouvintes se afastavam, felizes. Dele se aproximaram então, vários discípulos para agradecer-Lhe as bênçãos; e porque Ele continuasse a exalar o perfume da bondade, um deles suplicou-Lhe: - Mestre, que é a Verdade? Sem hesitação, porém enternecido pela questão, Ele respondeu: “ - A Verdade é Deus! Para penetrá-la, faz-se necessário diluir-se em amor como os grãos de açúcar em um cálice de água em movimento. Retida na consciência humana, é, a princípio, uma chispa que as forças do autoconhecimento e do auto-aperfeiçoamento transformam em uma estrela fulgurante. Ninguém a vê e está em toda a parte, latente, dentro e fora do mundo, envolta, às vezes, na ilusão. Semelhante a muitas pedras preciosas, que permanecem encapsuladas em uma ganga grotesca que as encarcera, exigindo-se-lhes arrebentem o exterior para que se apresentem em facetas luminosas. Também ela está assim. Não pode ser detida, porque extravasa o continente que a deseje encarcerar após encontrá-la. Seus matizes não se confundem no charco das mentiras com as tintas que a pintam, forjando-lhe aparência. Quem lhe experimenta o sabor, não mais permanece o mesmo. Toda uma revolução nele se opera e uma transformação radical lhe sucede, libertadora. A Verdade emancipa a alma e a completa. Infinita, vitaliza o microcosmo e expande-se nas galáxias, isto é, encontra-se ao alcance de todos. Vibra na molécula e agiganta-se no espaço ilimitado. Perene, existe desde antes do tempo e sobreviverá ao fim das eras. Luz que se expande, aquece sem queimar e vivifica sem produzir fastio. A meditação faculta-lhe o contato; a oração aproxima o homem da sua matriz; a caridade propicia a vivência com ela; a humildade abre a porta para que se adentre no coração e a fé facilita-lhe a hospedagem nos sentimentos. A Verdade apresenta-se em amor, que se desenvolve na direção da Vida. Sem Verdade não há Vida.” (De “A um passo da imortalidade”, de Divaldo P. Franco, pelo Espírito Eros)

A cura

Divulgação

O espetáculo “Absurdos Sérios” apresenta oito personagens que dividem a misteriosa antessala do consultório do Dr. Curatudo, uma personalidade fantástica e midiática que promete a cura para todos os males humanos. Campanhas publicitárias são meticulosamente traçadas para que o médico venda a almejada “imortalidade”, se o humano em questão estiver disposto a pagar o alto preço de seu tratamento. Personagens polêmicos e divertidos desenham as cenas desse espetáculo que na linguagem da encenação traz conceitos advindos da dança teatro e do melodrama tragicômico. Com Alex Slama, Celso Melez, Isabela Prado, Juliano Dip, Natália Albuk e Samya Enes.

Serviço: Espaço Parlapatões, Praça Franklin Roosevelt, 158, Centro, tel. 3258-4449. Sábados às 23h59. Ingresso: R$ 40. Até 24/06.

Intrumental

Formado por Bruno Piazza (piano), Filipe Maróstica (baixo) e Gabriel Alterio (bateria), Oritá é um trio de música instrumental, que apresenta em suas melodias a influência da música popular. Inspirado por Avishai Cohen, Brad Meldhau, Richard Bona e Béla Fleck, o grupo apresenta em seu repertório canções originais com abordagem popular e instrumental.

Serviço: Teatro Viradalata, R. Apinajés, 1387, Perdizes, tel. 3868-2535. Quarta (7) às 21h. Ingresso: R$ 50.

MPB
Zé Manoel

Considerado umas das grandes revelações da música brasileira da atualidade, o jovem artista Zé Manoel estreia em São Paulo com o espetáculo “Delírio de um romance a céu aberto”. O CD, com o mesmo título, foi lançado pelo selo Joia Moderna no final de 2016 e nele o compositor e pianista pernambucano teve sua obra revisitada por grandes nomes da MPB como Amelinha, Ana Carolina, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Ná Ozzeti, Vanessa da Matta, entre outros.

Serviço: Teatro Itália, Av. Ipiranga, 344, República, tel. 3255-1979. Terça (7) às 21h. Ingresso: R$ 60.

Reflexões do passado

A peça “Palhaços... Por quê não?” narra o encontro de um palhaço e um caixeiro viajante durante uma tarde qualquer, resultando em uma franca conversa repleta por diálogos que levam à reflexão ao passado e ao tradicional mundo circense, onde a ingenuidade e a leveza retratavam uma época poética. Com Sérgio Buck e Matheus Carminatti.

Serviço: Teatro Augusta, R. Augusta, 943, Cerqueira César, tel. 3151-4141. Sextas às 21h30. Ingresso: R$ 50. Até 30/06.

Dança

Através de sua linguagem jazz contemporânea, o Grupo Gente leva ao público o resultado de seu rico processo de pesquisa, para o qual aspectos filosóficos, culturais e físicos da cosmovisão inspiraram a criação coreográfica. O espetáculo “Weltanschauung” instiga e promove uma reflexão sobre visão de mundo na atualidade.

Serviço: Teatro Gazeta, Av. Paulista, 900, Cerqueira César, tel. 3253-4102. Quarta (7) às 21h. Ingresso: R$40.



Mais Lidas