“Velório à Brasileira”

“Velório à Brasileira” é uma comédia teatral que promete divertir a plateia a partir do dia 02/06

Cena da comédia “Velório à Brasileira”.

Traz um hilário retrato sobre a verdadeira face das pessoas quando ganham muito dinheiro. Uma deliciosa comédia de costumes, que mostra o velório de um funcionário de repartição, rodeado por pessoas com as quais conviveu durante sua vida e se mostram nem um pouco comovidas pela situação, pelo contrário, estão interessadas em tirar proveito dela, já que o falecido acabou de ganhar na Mega Sena, porém ninguém sabe onde ele guardou o bilhete. O espetáculo mostra a maratona que se forma ao saber do prêmio. A partir deste momento, tudo passa a girar em torno da busca do bilhete premiado. Velar o falecido vira segundo plano. Uma viúva escandalosa, uma vizinha fofoqueira, um espirituoso contraditório, uma irmã com falsos pudores, um falso colega, um bêbado inconveniente, um elemento surpresa e uma boa dose de ganância e interesse. Intrigante, envolvente e divertido, assim é “Velório à Brasileira”. Com Eduardo Osório. Eduardo Moreno, Débora Muhniz, Cléo Moraes, Thiago Toledo, Priscila Telles, Thiago Catelani e Jorge Derosa.

Serviço: Teatro Alfredo Mesquita, Av. Santos Dumont, 1770, Santana, tel. 2221-3657. Sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Ingresso: R$ 20. Até 25/06.

REFLEXÃO

VIVER É SE DOAR

“Quando se compreende a vida, aprende-se a amar. Jesus, o Mestre do Amor, curou os doentes, libertou os fracos das garras do mal, iluminou os corações e perdoou aqueles que não o compreenderam.
Grandes homens têm passado pelo mundo sofrendo injustiças, perseguições, calúnias, mas revidaram a tudo com amor e sabedoria, porque compreenderam a vida.
Viver é mais do que satisfazer o mundo íntimo. É se doar àqueles que necessitam de caridade; não da caridade que mata a fome e enaltece o orgulho, que é fácil de ser praticada, mas aquela que nos obriga a desfazer das imperfeições, sacrificando o egoísmo em prol das criaturas que dividem conosco a oportunidade reencarnatória.
A reforma íntima não se realiza sem o amor às criaturas imperfeitas. Jesus nos ensina a amar indistintamente e a perdoar quantas vezes forem necessárias. O ódio nos conduz à maledicência e ao desamor, trazendo verdadeiras catástrofes às nossas vidas, dificultando os acertos. Muitas pessoas perderam encarnações valiosas, pelo não exercício do amor junto daqueles que caminharam ao seu lado e que serviam-lhes de instrumento ao aprimoramento pessoal.
Senhor, ensina-nos a trilhar Teu caminho, conduza-nos ao bem, libertando-nos do mal, para que sejamos dignos de habitar para sempre a tua Seara”. Espírito: Jaime.

mulheres solterias

mulheres temproario
A peça “Mulheres Solteiras Procuram ” provoca a reflexões sobre questões pertinentes ao cotidiano dos relacionamentos do novo milênio: Quem deve pagar a conta no primeiro encontro? Por que os homens não querem mais casar? É possível ficar amiga do ex namorado? E quando você descobre que ele é casado? Ou gay?. Com Pitty Webo e atores convidados. Texto e Direção: Pitty Webo.

Serviço: Teatro Jardim Sul, Av. Giovanni Gronchi, 5.819, Vila Andrade, tel. 2122-4087. Sábados às 21h e domingos às 19h. Ingresso: R$ 60. Até 24/06.

Rock pesado

A banda paulistana Selvageria faz show de lançamento de seu mais recente disco, Ataque Selvagem, no dia 3 de junho. A apresentação integra o projeto Música Extrema que contempla gêneros e estilos como noise, minimalismo, concretismo, heavy metal, hardcore e grindcore. No repertório do show, além das músicas do novo álbum, estão clássicos como “Hino do Mal”, “Trovão de Aço” e “Águias assassinas”. A Selvageria é formado por Gustavo EID (vocal), Cesar “Capi” (guitarra e vocal), Danilo Toloza (bateria/vocal), Tomás Toloza (baixo e vocal).

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, tel. 2076-9700. Sábado (03/07) às 21h30. Ingresso: R$ 20 e R$ 10 (meia).

MPB
Nova Banda Tom Jobim.

Nova Banda Tom Jobim – formada por Daniel Jobim (voz e piano), Paulo Jobim (voz e violão), Paulo Braga (bateria) e Rodrigo Villas (baixo). O show revive a obra do mais nobre maestro da música popular brasileira.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, tel. 2076-9700. Sábado (3) às 21h e domingo (4) às 18h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia).

Bonecos e sonhos

Com a ajuda de uma flauta mágica e de um caçador de pássaros muito atrapalhado, o príncipe Pamino procura resgatar a princesa Pamina, filha da Rainha da Noite, raptada por um misterioso sacerdote na peça A Flauta Mágica. Para encontrar-se com Pamina, Tamino tem que enfrentar animais ferozes, tempestades e outros perigos que acabarão por transformá-lo num jovem livre e corajoso. A peça de bonecos é inspirada, livremente, na ópera de Amadeus Mozart e Emanuel Schikaneder, adaptada para o público infantil. As aventuras de Tamino e do caçador de pássaros Papagueno são embaladas por pequenos trechos musicais instrumentais, apresentados em uma trilha sonora adaptada do maestro Jamil Maluf. Pela técnica do teatro negro, os bonecos parecem mover-se livremente, voar, aparecer ou desaparecer como num passe de mágica. A atmosfera de sonho do espetáculo é desenhada pela cor fluorescente dos bonecos e cenários. Com Cia. Imago. Dia 03/06 (sábado) haverá descrição em linguagem de sinais (Libras); e dia 04/06 (domingo) haverá audiodescrição com fone, e para sua retirada é preciso apresentar documento com foto.

Serviço: Sesc Belenzinho, R. Padre Adelino, 1000, tel. 2076-9700. Sábado (3) e domingo (4) às 12h. Entrada franca.