“A Arte do Sorriso”

Na exposição “A Arte do Sorriso”, o sorriso é a forma universal de demonstrar a satisfação de um momento, e a fotografia uma das formas mais expressivas de eternizá-lo

foto temproarioAlguns são de lábios cerrados, outros de olhos bem abertos; alguns representam a explosão, outros, o silêncio. Seja o riso suspiroso de um adulto apaixonado, seja o da criança que gargalha ao brincar, todos aqueles que encontram a alegria descobrem que sorrir é o melhor remédio. Em suas viagens pelo mundo, Renan Rosa captou tal essência em inúmeras nações e etnias. Do Brasil ao Vietnã, do norte da Índia ao sul da África, extremos raciais e culturais que diferem em cores e costumes realçam sua felicidade por meio de uma expressão em comum, o sorriso. A multiplicidade dos povos encontra nesse ato radioso um elo, em que não existem barreiras de idioma ou de outra natureza para a expressão do contentamento.

Serviço: Sesi Guarulhos, R. Benedito Caetano da Cruz, 566, Jardim Adriana, Guarulhos, tel. 2404-3133. De terça a sábado das 9h às 18h. Entrada franca. Até 24/05.

REFLEXÃO

TEU CÉREBRO

Teu cérebro é o espelho luminoso a refletir a beleza da Vida no aprimoramento e na sublimação de teu mundo espiritual.
Filtro divino, por ele, sabes traduzir os cânticos da natureza, entendendo a glória do firmamento que te espera e os tesouros da Terra que te alenta e aperfeiçoa.
Com ele, pesas a estrela, medes a distância dos astros, analisas a essência da luz, aprecias a estrutura da flor...
Através dele, navegas no espaço e desces ao abismo oceânico.
Manejando-o, conjugas as forças e os elementos que te circundam, acendendo o fulgor do progresso.
Aproveitando-o, redimiste os metais, ergueste o santuário doméstico e traçaste caminhos múltiplos à solidariedade.
Não uses semelhante instrumento para ferir o próximo e oprimir-lhe a existência.

Deixa que a bondade e a compreensão, a fé e a harmonia se expressem por teu pensamento, a fim de que o Sol do Amor resplenda em teu roteiro.
Guarda-o na humildade e no equilíbrio, na educação e no serviço, para que as energias do Céu se exprimam na Terra por intermédio de tua vida.

Medita na responsabilidade de discernir e pensar.
A razão é a luz que nos distingue dos animais.
Saibamos, assim, levantá-la ao nível do conhecimento superior que já nos felicita o destino, através da ação permanente e infatigável no bem, porque calcular exaltando o egoísmo e raciocinar em favor do crime é lançar
sobre o espelho de nossa mente a lama das trevas que nos compelirá amanhã a padecer idiotia e loucura, indispensáveis à nossa limpeza para o dia da redenção. Emmanuel.

Stand-up Comedy

Bruna Louise

Bruna Louise é uma das poucas mulheres do Brasil a ter destaque no gênero stand-up comedy, um cenário dominado pelos homens. Tanta coragem e bom humor renderam a ela grande notoriedade na comédia nacional, sendo considerada um dos destaques da nova geração do humor. A humorista tem como tema principal justamente brincar com os defeitos dos homens, e enaltecer, claro, as qualidades da mulher.

Serviço: Banco Honda Hall, R. Júlio Diniz, 176, Vila Olímpia, tel. 3045-4146. Sexta (26) às 23h59. Ingresso: R$ 40.

Político e social

A exposição coletiva “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”, conta com obras Caetano Dias, Claudia Andujar, Miguel Rio Branco e Rodrigo Bueno, entre outros. De cunho político e social, a mostra reúne vídeos, instalações, pinturas e fotografias.

Serviço: Galpão VB, Av. Imperatriz Leopoldina, 1150. De terça a sábado das 12h às 18h. Entrada franca. Até 17/06.

Comédia

Wania Merigo

Estreia hoje (19) a peça SPL – Saltos, Pantufas e Lingeries. Wania Merigo, atriz, terapeuta e criadora do projeto, uma mulher comum, com medos e inseguranças, mas sempre em busca da própria essência, enfrentando o mundo lá fora.

Serviço: Teatro UMC, Av. Imperatriz Leopoldina, 550, ViIa Leopoldina, tel. 2574-7749. Sextas às 22h30. Ingresso: R4 40. Até 09/06.

Dança

O Instituto Horas da Vida traz o espetáculo “Vem Dançar” produzido pela Cisne Negro Cia de Dança, em única apresentação. Aclamado pela crítica, o grupo apresenta um dinâmico e divertido musical, social, histórico e cultural, no qual bailarinos contam, dançando e cantando, a história da dança pelo tempo, tendo como mestre de cerimônia o Rei Luís XIV. No palco, ao lado de 14 bailarinos, está o personagem Rei Sol, como era conhecido Luís XIV. Responsável pela divulgação massiva do balé no mundo, o rei da França, no século XVII, tinha esse apelido porque, artista, ele só se apresentava depois do pôr do sol. Do clássico ao samba, o espetáculo é fruto de mais de dois anos de trabalho, visto por mais de 150 mil pessoas.

Serviço: Teatro Hebraica, R. Hungria, 1000, Pinheiros. Sábado (20) às 21h. Ingresso: R$ 100.