Suspense

Na peça “Refluxo Dário” é um ascensorista que trabalha em um prédio de classe média decadente onde todos acham que suas próprias inquietudes são sempre as mais insuportáveis

Leekyung Kim

Naquele dia, em especial, dois incidentes atravessam seu trajeto até o trabalho: uma obstrução monstruosa nas linhas do metrô e uma árvore que cai em frente ao prédio. De um ninho da árvore, ele recolhe um pássaro, uma espécie de esperança que tenta preservar neste dia estranho, permeado por moradores que transitam entre o extremo da violência e a conveniente generosidade. Algo muito terrível está acontecendo. Ninguém sairá imune, impune. Com Agnes Zuliani, Carlos Morelli, Felipe Ramos, Laerte Késsimos, Lavínia Pannunzio, Maurício de Barros, Patrícia Vilela e Sheila Faermann.

Serviço: Centro Cultural Fiesp (Ruth Cardoso), Av. Paulista, 1313, Cerqueira César, tel. 3146-7405. Quartas, quintas, sextas e sábados às 20h30 e aos domingos às 19h30. Entrada franca. Até 02/07.

REFLEXÃO

INSTANTE DE LUZ: Para vencer no campo das tribulações, não admitas que a luz da fé se te formará no coração sem o combustível da experiência. Muitas vezes, será ela em ti qual a chama que se alimenta em óleo de lágrimas. Por isso mesmo, em várias ocasiões, é possível que os obstáculos do caminho te sugiram deserção das tarefas por executar e dos ideais por atingir. Em todos os óbices da marcha, não menosprezes a oportunidade de seguir adiante, ao encontro da própria sublimação para a Vida Superior. Talvez hajas falido em compromissos que abraçaste e quase que te esmagas sob as dificuldades que se te antepõem ao imediato reajuste... Perdeste afeições que julgavas invulneráveis e às quais empenhavas a própria existência... Varaste desenganos... Carregas prejuízos indébitos que te obrigam a longo tempo de trabalho em favor do resgate justo... Alegrias de ontem converteram-se hoje em aflições difíceis de suportar... E, possivelmente, viste a presença da morte, arrebatando-te entes queridos, cuja ausência te deixou a sensibilidade perdida sob a neblina do sofrimento... Estejas como estiveres, não te percas na expectação inoperante e prossegue adiante, agindo e servindo, a bem dos outros, o que resultará sempre em benefício de ti próprio. Embora de pés sangrando e mãos desfalecentes, continua adiante, trabalhando e construindo no erguimento da felicidade do próximo, porquanto a hora de crise é a hora de luz e o momento de revisão das nossas próprias fraquezas; além disso, a época de provação, para cada um de nós, é o ensejo de ampliar a nossa fé, já que nos lances obscuros do cotidiano, quando todos ou quase todos os recursos de sobrevivência nos pareçam falhos nas trilhas do tempo, se guardarmos atenção e paciência, acabamos por reconhecer que estamos todos sustentados pelo Amor Infinito, nos braços invisíveis de Deus. (De "Atenção", de Francisco Cândido Xavier, pelo espírito Emmanuel)

Comemorando

Quaternaglia Guitar Quartet.

O Quaternaglia Guitar Quartet comemora 25 anos em show (dia 21/5) com obras de Bernstein, Egberto Gismonti, Paulo Bellinati, Ronaldo Miranda, Sergio Molina, Marco Pereira e Christian Dozza. O concerto estava agendado para o dia 28 de abril, mas foi adiado pela greve. Quem tinha comprado o ingresso continua valendo. O Quaternaglia é formado pelos violonistas Chrystian Dozza, Fabio Ramazzina, Thiago Abdalla e Sidney Molina. O grupo utiliza três violões de seis cordas e um violão de sete cordas.

Serviço: Auditório Ibirapuera, Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 2, parque Ibirapuera, Ibirapuera. Domingo (21) às 19h. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 ( meia).

A coleção

Cena da peça “Deu a Louca no Museu”.

A peça “Deu a Louca no Museu” mistura a linguagem do Teatro de Bonecos, Objetos e Animação com a mágica para narrar as aventuras de um guarda de um museu que irá receber uma importantíssima obra de arte. Na história um museu vai receber uma importantíssima obra de arte e o funcionário encarregado terá que usar toda a sua esperteza para evitar que as obras de arte sejam roubadas. Porém, um estranho visitante irá colocar em risco a valiosa coleção artística. O que o visitante nem imagina é que este não é um guarda comum, pois ele conta com uma arma secreta especial: os poderes da mágica e das habilidades para os truques. Com Afonso Braga, Gustavo Martins, Wagner Dutra Sobrinho. As locuções são de Luz López e Fábio Parpinelli.

Serviço: Teatro Arthur Azevedo, Av. Paes de Barros, 955, Mooca, tel: 2605-8007. Sábados e domingos às 16h. Entrada franca. Até 28/05.

Rock

Paulo Ricardo comemora trinta anos de carreira com o show On The Rock. Acompanhado pelo tecladista Rubem Kavera, o ex-vocalita do RPM apresenta repertório onde mescla músicas de seu mais recente disco, Novo Álbum, como as autorias Sexy (que contou com participação de Anitta no CD), Isabella, Como Você e Juntos, além de algumas releituras de canções consagradas nas vozes de John Lennon (Imagine), David Bowie (China Girl), Cazuza (Exagerado) e Renato Russo (Tempo Perdido), entre outras. Clássicos do RPM, como Revoluções por Minuto, Louras Geladas, Alvorada Voraz, Rádio Pirata, London, Londos e Olhar 43 também estão no set-list.

Serviço: Teatro Porto Seguro, Al. Barão de Piracicaba, 740, Campos Elíseos, tel. 3226-7300. Terça (16) às 21h. Ingressos: R$ 100 e R$ 80.


Mais Lidas