Marisa Monte reconhecida entre as melhores da MPB

A década de 1980 terminou com chave de ouro revelando no mundo da música uma nova estrela para a Música Popular Brasileira – MPB, cujo nome é Marisa Monte.
Passadas três décadas ela agora comemora o reconhecimento internacional a seu trabalho. Filha do engenheiro Carlos Saboia Monte e de dona Sylvia Marques de Azevedo, Marisa de Azevedo Monte nasceu no Rio de Janeiro, a 1º. de julho de 1967. Seu nascimento foi muito celebrado porque ela descende da família Sabóia, uma das mais tradicionais da Itália, com firmes raízes fincadas no Brasil.

6284431088 50e503de4d temporario

Seu talento já era notado na infância. Estudou canto, piano e bateria e aos dezenove mudou-se para Roma onde por dez meses estudou música clássica. Ainda na Itália, passou a fazer apresentações em bares e casas noturnas cantando música brasileira, acompanhada de amigos músicos e um desses espetáculos em Roma, foi assistido por Nelson Motta, jornalista e produtor musical que ficou impressionado com ela. Assim que retornou ao Brasil, em 1987, Nelson Motta foi ao encontro dela e passa a produzir os shows que levam o nome de Veludo Azul com temporadas no Rio e em São Paulo.

Surge seu primeiro disco, mas a forma como ele foi gravado se deu de maneira inusitada. A TV Manchete convidou Marisa para gravar um especial, que depois de ir ao ar foi lançado em dois formatos: LP e Vídeo em VHS. O disco ganhou como título as iniciais dela, M. M. Com repertório eclético se tornou o primeiro grande sucesso da cantora, com a famosa “Bem Que Se Quis”, uma versão de Nelson Motta para a canção “E Pô Que Fá”, do compositor italiano Pino Daniele. Este álbum vendeu 500 mil cópias, um sucesso para alguém que estava estreando no Brasil e hoje o disco está na lista dos 100 melhores da história da música brasileira pela revista Rolling Stone.

Nelson Motta produziu o primeiro show e disco de Marisa, em 1988, aumentando uma amizade e parceria que já existe há 27 anos. Para brindar essa amizade, Marisa Monte apresentou nas comemorações dos 70 anos de Nelson Motta umas das músicas que os dois fizeram juntos, “Nós e o tempo”. Outro parceiro surgiria na vida de Marisa Monte, o ex- Titã Arnaldo Antunes. Foi a partir de uma participação em um disco com ele para que a música “Amor I love you” surgisse e estourasse nas paradas de sucesso.

Arnaldo Antunes em 2002, convidou Marisa para participar de um disco dele, e Carlinhos Brown também estava entre os convidados do ex-Titã. Como teriam que aguardar alguns dias entre uma gravação e outra, começaram informalmente a compor alguma coisa. No final havia praticamente um repertório que poderia ser gravado pelos três juntos: Marisa, Arnaldo ou Carlinhos Brown. Da união surgiu o “Tribalistas” reunindo os três artistas em um único álbum.

Foram vendidas mais de 1milhão e meio de cópias somente no Brasil e outras 600 mil no exterior. Recebeu cinco indicações para o Grammy Latino em 2003, ganhando um dos troféus. Algumas faixas do CD/DVD fizeram sucesso na Europa. O curioso é que o trio nunca se apresentou junto e nunca fizeram uma grande turnê. Houve três raras apresentações, na noite do Grammy Latino, no DVD ao Vivo e uma terceira exibição aberta ao público.

O nome do grupo veio de uma música composta que recebeu o título de “Tribalistas”. Tri, porque tem três integrantes de uma só tribo e a canção foi feita já com essa ideia. Uma das faixas caiu no gosto dos jovens e a canção “Já sei namorar” virou um grande hit. Além de ser uma balada super dançante ela fala do descobrimento e das dúvidas dos jovens que estão a desvendar o mundo das paixões. O álbum foi o mais vendido no ano de 2003 em Portugal e foi três vezes disco de platina na Itália e outras duas vezes na Espanha. O álbum também foi bem recebido na Suíça, Suécia, Países Baixos, Alemanha, França, entre outros países. Atualmente as vendas já superam as duas mil cópias ao redor do mundo.

Nelson Motta produziu o primeiro show e disco de Marisa Monte.Passado o tufão “tribalistas”, Marisa Monte continuou compondo, cantando e fazendo diversas parcerias, sem perder o respeito pelos grandes compositores do passado, tanto que gravou “Carinhoso”, de Pixinguinha e João de Barro, ao lado de Paulinho, e depois, “Rosa” de Pixinguinha, eternizada na voz de Orlando Silva.

Em 2011, Marisa Monte lançou o CD “O que você quer saber de verdade” que tem na faixa “Ainda Bem”, a canção principal. Em seguida lançou um clip onde aparece dançando com o lutador de MMA Anderson Silva. O mais recente trabalho de Marisa Monte é de 2014 e uma das faixas tem a música gravada com a cantora Julieta Venégas.

Ao todo são mais de 10 milhões de discos já vendidos por Marisa Monte que conquistou inúmeros prêmios nacionais e internacionais. São quatro Grammy Latino, sete Video Music Brasil, nove Prêmios Multishow de Música Brasileira, cinco APCA e seis Prêmios TIM de Música.

6284430816 cf121e149b z temporarioMarisa foi considerada pela revista Rolling Stone como a melhor cantora do brasileira na atualidade. São maravilhosos os álbuns: MM e Verde, Anil, Amarelo, Cor-de-Rosa e Carvão, os dois na lista dos 100 melhores discos da música brasileira. Tudo isso sem precisar ressaltar os lábios e o belo rosto de Marisa Monte.

Foi muito bom poder escrever sobre essa grande cantora aqui no Jornal Empresas & Negócios.

(*) Geraldo Nunes, jornalista e memorialista, integra a Academia Paulista de História. (O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.)