Operação identifica suspeitos de acumular cargos públicos na Bahia e em Minas

Foram identificados 81 casos suspeitos de acúmulo de vínculo empregatício.

Na Bahia, 17 servidores estaduais são suspeitos de acumular cargos públicos no estado de Minas Gerais. Os casos foram identificados e divulgados ontem (18) pela Procuradoria-Geral do Estado, realizada em conjunto com a Secretaria da Fazenda de Minas Gerais

Um dos casos é o de um agente penitenciário lotado em Salvador, que acumula o cargo de investigador de polícia no município de Águas Vermelhas, em Minas. A distância entre as cidades, superior a 700 km, o que inviabiliza o servidor de cumprir a jornada dupla de trabalho, devido ao tempo de deslocamento entre os locais.
Além do caso do agente penintenciário, foram identificados professores, policiais e analistas universitários com carreira em mais de um órgão público. Segundo o corregedor-geral da Bahia, Luís Henrique Brandão, o acúmulo de cargos públicos é permitido somente para profissionais da área de saúde e para professores, quando há compatibilidade de carga horária entre os dois empregos. Neste caso, são considerados critérios como o total de horas semanais nos dois vínculos empregatícios, a distância entre os locais de trabalho e os intervalos para descanso e refeições do servidor.
Do total de 17 suspeitos, cinco já se enquadram como ilegais a partir desses critérios e 12 terão sindicância aberta para investigação. “Estamos encaminhando as providências para a instalação de processo administrativo disciplinar nos cinco casos confirmados”, disse o corregedor. A operação foi deflagrada há cerca de um ano e priorizou investigações em estados que têm divisa com a Bahia, como é o caso de Minas Gerais, ou que tenham proximidade geográfica.
Na primeira fase, à época, foram identificados 81 casos suspeitos de acúmulo de vínculo empregatício, sendo 49 em Sergipe, 20 em Pernambuco, seis no Ceará, cinco no Tocantins e um no Espírito Santo. Na segunda fase, a Corregedoria da Bahia cruzou dados do estado com informações de Minas e foram encontrados os 17 servidores suspeitos de acumular, ilegalmente, cargos nos dois estados.
Até mesmo os casos dos professores, que têm exceção na legislação que proíbe cargos acumulados, há indícios de incompatibilidade de carga horária, fato que anularia a possibilidade de manter mais de um vínculo empregatício. A PGE identificou, ainda, um caso no qual o professor mantém triplo vínculo. O docente cumpre carga horária de 40 horas semanais na cidade baiana de Cordeiros e tem mais dois cargos na cidade mineira de Ribeirão das Neves. A distância entre as cidades, no entanto, é de 800 km (ABr).

Perseguido por polícia, ‘assassino do Facebook’ se mata

Steve Stephens, de 37 anos, estava sendo procurado há dias.

O homem que matou a sangue frio um idoso no domingo de Páscoa (16) dos Estados Unidos, e publicou a filmagem do crime no seu Facebook, se matou com um tiro ontem (18), quando era perseguido pela polícia. O norte-americano Steve Stephens, de 37 anos, estava sendo procurado há dois dias, após ter cometido o assassinato de Robert Goodwin Sr, de 74 anos, e foi encontrado dentro de um carro em um estacionamento de um McDonalds no estado na Pensilvânia.
O suicídio do homem foi anunciado pelos oficiais em sua conta no Twitter. “Steve Stephens foi visto nessa manhã por membros da polícia no Condado de Erin. Depois de ter sido perseguido, Stephens atirou e se matou”, afirma mensagem no microblogue. Segundo o comunicado, quando foi avistado, o homem começou a correr com o carro e os oficiais foram atrás. No entanto, a perseguição não durou muito. Pouco tempo depois, o norte-americano parou o veículo e tirou a própria vida com uma arma de fogo.
Stephens matou o idoso em Cleveland, no estado de Ohio, durante a tarde do último domingo e divulgou as imagens do crime, que ficaram por mais de três horas no ar, no seu Facebook. Na filmagem, o assassino ainda contou que já matou “meia dúzia” de pessoas. De acordo com o criminoso, o idoso foi assassinado por causa de uma mulher chamada Joy Lane. “Ela é a razão pelo o que vai acontecer com você”, diz o bandido. No entanto, o senhor afirma que não conhece a mulher procurada por Stephens. Por conta disso e pelas primeiras informações, a Polícia acredita que o homem foi escolhido de maneira “aleatória” (ANSA/COM ANSA).

Sinal digital chega a 95% dos domicílios da Grande São Paulo

A Anatel informou ontem (18), que cerca de 95% dos domicílios da região metropolitana de São Paulo já recebem o sinal digital de televisão. Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Ibope, entre os dias 31 de março e 10 de abril, após o desligamento do sinal analógico, ocorrido no dia 29 do mês passado. Foram feitas 1.072 entrevistas em São Paulo e 1.652 nos 38 municípios vizinhos. O percentual mínimo para atingir as condições de desligamento era de 90% dos domicílios atendidos, considerando uma margem de erro de 3 pontos percentuais.
O sinal analógico já foi desligado em Rio Verde (GO) e em Brasília. Para o dia 31 de maio, está marcado o desligamento do sinal analógico em Goiânia e em mais 28 municípios goianos. Cerca de 280 mil kits estão sendo distribuídos para famílias inscritas em programas sociais do governo. O kit é composto por uma antena, um conversor do sinal analógico para o sistema digital e um controle remoto.
Além de Goiânia, o sinal analógico será desligado nos seguintes municípios: Abadia de Goiás, Abadiânia, Alexânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Aragoiânia, Bela Vista de Goiás, Bonfinópolis, Brazabrantes, Caldazinha, Campo Limpo de Goiás, Caturaí, Goianápolis, Goianira, Guapó, Hidrolândia, Inhumas, Itauçu, Leopoldo de Bulhões, Nerópolis, Nova Veneza, Ouro Verde de Goiás, Pirenópolis, Santa Bárbara de Goiás, Santo Antônio de Goiás, Senador Canedo, Terezópolis de Goiás e Trindade (ABr).

Chefão da Force India, Vijay Mallya é preso em Londres

Dono da equipe Force India de Fórmula 1, Vijay Mallya.

O empresário e dono da equipe Force India de Fórmula 1, Vijay Mallya, foi preso ontem (18), em Londres, após pedido feito pelo governo indiano. O chefão da escuderia tem mais de 1,3 bilhão de euros em dívidas com Nova Déli por não quitar empréstimos públicos e sua prisão havia sido decretada já há alguns meses. “Vijay Mallya foi preso, em acordo com as autoridades indianas em relação a acusações de fraude, após comparecer a delegacia central de Londres”, disse a Polícia em nota.
O indiano, que tem dupla cidadania, havia deixado seu país-natal em 3 de março do ano passado após um grupo de 17 bancos apresentarem uma denúncia na Justiça para recuperar o dinheiro não quitado pelo empresário. O montante foi usado por Mallya para diversos negócios e, especialmente, para tentar salvar a companhia aérea Kingfisher Airways - que foi à falência. Agora, após a prisão pela Polícia Metropolitana de Londres, deverá começar o longo processo de extradição de Mallya para seu país-natal, que deve durar alguns meses.
Por ter passaporte britânico, a Justiça indiana terá que comprovar e embasar sua tese de fraude para que a Justiça do Reino Unido permita a extradição. De acordo com a emissora “NDTV”, de Nova Déli, no entanto, o empresário conseguiu pagar uma taxa de 767 mil euros para obter a liberdade provisório - em informação que não foi confirmada pela Justiça indiana. Mallya comprou a então equipe Spyker por US$ 123 milhões em 2007 e fez a estreia da nova escuderia, a Force India, em 2008. Desde então, após um primeiro ano fraco, o time se mantém no pelotão das equipes intermediárias da F1 (ANSA/COM ANSA).

Jamaicana de 117 é a pessoa mais velha do mundo

A jamaicana Violet Brown, de 117 anos, passou a ser considerada a pessoa mais velha do mundo, após a morte da italiana Emma Morano, também de 117 anos, no último sábado (15). Violet Brown ainda não entrou para o livro dos recordes, o Guinness, mas foi apontada como a pessoa mais velha do mundo pelo pesquisador Robert Young, diretor do Gerontology Research Group, um grupo de voluntários que se dedica a pesquisas em gerontologia.
A jamaicana completou 117 anos em 10 de março e sua certidão de nascimento já foi verificada por Young. O documento foi emitido em 1900 pelo Reino Unido, que dominava a Jamaica na época. A mulher passou a maior parte da sua vida trabalhando em plantações de cana-de-açúcar na cidade de Duanvale, no oeste da Jamaica. É fiel católica e evita comer carne. Seus pais morreram com 96 anos de idade. Violet Brown disse estar surpresa em ganhar o título de pessoa mais velha do mundo, mas “agredece a Deus por ter vivido tanto assim” (ANSA/COM ANSA).